5 dicas para fortalecer a cultura organizacional

0
Share

Este conteúdo foi desenvolvido originalmente por Giuliano Sales, analista de marketing da Sólides, empresa que fornece uma plataforma completa de RH com Gestão Comportamental e People Analytics.

A gestão de pessoas precisa de um apoio em princípios e éticas. Estabelecer ideais a serem desenvolvidos e defendidos pela instituição em suas ações é essencial para mostrar para os colaboradores — e para todo o mercado —, os valores que a empresa estabelece como fundamental. Fortalecer a cultura organizacional torna-se, portanto, uma estratégica dentro das organizações.

Se você sabe o que é cultura organizacional também conhece os benefícios que ela proporciona quando bem estabelecida na empresa, certo? O engajamento dos colaboradores, o aumento da produtividade, a queda da rotatividade, o impacto positivo como marca empregadora — employer branding, em inglês — são alguns deles.

É importante notarmos que desenvolver a cultura organizacional é apenas o primeiro passo. Caso ela não seja vivenciada integralmente pelos colaboradores e gestores, perderá sentido e enfraquecerá. Por isso, nesse conteúdo, listamos 5 dicas para fortalecê-la. Continue a leitura!

1. Alinhe o processo de recrutamento e seleção

O processo de recrutamento e seleção é a entrada de novos profissionais na empresa. Quando são atraídos talentos que não estão dentro dos valores determinados pela cultura, cria-se um problema: o desalinhamento no fit cultural.

As habilidades técnicas não definem o candidato, além delas, o processo seletivo precisa conseguir analisar as características socioemocionais. Quando o processo de recrutamento e seleção está alinhado desde a atração de novos talentos aos ideais culturais da empresa, fica mais fácil conseguir fazer uma contratação que não se reverterá em um turnover.

Quando leva-se em conta apenas as qualidades técnicas de uma pessoa, o RH pode estar desconsiderando a falta de alinhamento com o que foi determinado como valor cultural pela empresa. Dessa forma, a adaptação da nova contratação no cotidiano empresarial fica dificultoso, pois não há um entendimento e engajamento entre os valores individuais e os organizacionais.

Para retê-lo, o RH terá que investir em treinamentos que consigam desenvolver os critérios culturais, gerando custos que poderiam ser eliminados se o processo seletivo fosse devidamente alinhado desde o princípio. Outra possibilidade é que o profissional se desligue da empresa em pouco tempo.

2. Entenda o clima organizacional

Antes de mais nada é importante ressaltarmos que existe diferença entre clima e cultura organizacional. Enquanto o primeiro está relacionado ao ambiente interno da empresa, verificando — por meio de uma pesquisa —  como cada colaborador sente o dia a dia na organização, a segunda dispõe sobre os valores colocados como um ponto de orientação a serem seguidos.

Embora diferentes, um influencia em outro. O clima organizacional pode ser fundamental no desengajamento dos colaboradores, no aumento de absenteísmo, na queda de produtividade e nos problemas de saúde dos trabalhadores. Por isso, acompanhá-lo é uma maneira de mostrar que a empresa está preocupada com o bem-estar dos colaboradores.

A compreensão do clima também auxilia em tomadas de decisões. Quando a energia de um time está baixa, remodelá-lo pode ser uma alternativa para dar novos ânimos. Essa alteração pode ser realizada por meio de uma nova contratação ou estruturação de cargos dos profissionais, o clima ajuda na compreensão do que fazer.

O clima organizacional é um termômetro para saber o quanto os colaboradores estão engajados e estimulados pela cultura. É possível questioná-los sobre os valores, tentando abordar como cada um percebe os ideais estipulados pela empresa e os vivencia no dia a dia dentro da empresa.

3. Tenha uma comunicação interna forte

Cultura é um elemento vivo dentro das empresa e, para crescer e fortalecer ela precisa da colaboração de todas as pessoas. Para conseguir ouvir todos os gestores e os funcionários, a empresa precisa investir em uma comunicação interna forte e frequente.

Além de feedbacks constantes, é preciso que os gestores e colaboradores criem o hábito de trocarem informações. Ter canais de comunicação oficial ajuda no fluxo entre todos as pessoas da empresa, estimulando que elas conversem sobre os assuntos da empresa e também conheçam uns aos outros.

É importante entender que a comunicação é a palavra-chave. Quando todos se sentem confortáveis para dar feedbacks uns aos outros, os colaboradores tornam-se em verdadeiros promotores e defensores dos valores culturais. Ou seja, eles fiscalizam as posturas — inclusive dos gestores — que não são coerentes com os ideais da empresa.

4. Deixe todos na mesma página

Fundadores, CEO, gestores, colaboradores… Todas as pessoas envolvidas na empresa precisam estar na mesma página no que se trata sobre cultura organizacional. Se um gestor não “compra” os valores vivenciados pela empresa, desestimulará seus subalternos a seguirem tais ideais.

Por isso, o papel do RH na cultura é garantir que ela será vivenciada e exercida por todos dentro da organização, independente do cargo que ocupa. Caso haja alguma conduta indevida ou desalinhada com a cultura organizacional, a pessoa precisa ser comunicada e orientada.

Além disso, é possível estabelecer pequenas “punições” para as pessoas que não seguem os valores. Isso dependerá dos processos que a empresa estipulará internamente, mas é importante mostrar que caso o profissional não siga os valores indicados pela empresa, ele será responsabilizado pela postura incoerente.

Para não ser punitivo, o caminho pode ser valorizar ações positivas. Valorizar os profissionais que se destacam sobre os pilares culturais estipulados pela empresa é uma maneira de mostrar que ao segui-los todos serão contemplados de alguma forma.

5. Conheça o perfil comportamental dos colaboradores 

Para conseguir fortalecer a cultura organizacional da empresa, nada melhor do que conhecer profundamente os colaboradores. O perfil comportamental impacta o clima e, consequentemente, a cultura de uma instituição ao proporcionar aos gestores entender melhor as características socioemocionais.

Mapear todos os colaboradores da empresa ajuda a equilibrar e elaborar processos seletivos mais eficazes. Dessa forma, ao captar novos talentos, fica mais fácil compreender não apenas as demandas técnicas, mas também as necessidades comportamentais que a equipe precisa.

É dessa maneira que torna-se possível elaborar uma equipe de alta performance. Ao proporcionar equilíbrio nos times e na empresa, pode-se impulsionar o relacionamento interpessoal, aproximar as equipes e deixar mais forte a comunicação.

Fortalecer a cultura organizacional é fundamental para garantir que a empresa não apenas seja dinâmica e bem estabelecida em sua estrutura interna, mas também consiga atrair novos talentos por meio de uma imagem positiva como employer branding.

Para garantir que a sua empresa tenha uma cultura bem estabelecida, é fundamental saber tudo sobre clima organizacional e os impactos que ele pode causar. Continue aprendendo e confira nosso Guia Completo sobre clima organizacional!

Related Posts