7 habilidades de um gestor: como se preparar para liderar uma equipe

0
Share

Quais são as habilidades de um gestor eficiente?

Essa é uma dúvida comum entre profissionais que desejam um cargo na gerência, mas não sabem por onde começar a se preparar. 

Mas temos uma boa notícia: mesmo que você não tenha todas as competências fundamentais, saiba que é possível desenvolvê-las.

Entre as habilidades de um gestor, estão a comunicação eficaz, a capacidade de inspirar e a motivação.

Só que não adianta reunir essas características e cometer erros comuns, como tomar todas as decisões sozinho ou adotar uma postura arrogante, por exemplo.

Para ajudá-lo no desenvolvimento das habilidades de um gestor, reunimos as competências essenciais e os principais erros de um iniciante no cargo. 

Continue lendo e prepare-se para os desafios da gestão. 

7 habilidades de um gestor exemplar

Afinal, quais são as competências indispensáveis para um gestor que pretende liderar uma equipe?

Confira as sete habilidades que não podem faltar: 

1. Conhecimento na área

Não dá para ser um gestor eficiente se você não tem pleno domínio da sua área de atuação, concorda?

Portanto, o bom gestor está sempre se aperfeiçoando e aprendendo sobre o mercado

2. Capacidade de inspirar

O gestor precisa ser um verdadeiro líder.

E, para isso, é necessário servir como fonte de inspiração para outras pessoas, criando um ambiente de motivação.

Por isso, se fala tanto em “liderar pelo exemplo”, que é a arte de se tornar referência para os liderados.

3. Capacidade de gerar motivação

Em artigo para a revista The Balance, publicado em 2019, a especialista em busca de emprego Alison Doyle defende que é preciso mais do que salários justos para motivar os liderados.

De acordo com a autora, um gestor pode lançar mão de várias estratégias para motivar a equipe:

“Você pode aumentar a autoestima dos funcionários por meio de reconhecimento e recompensas, ou dando a eles novas responsabilidades para melhorar seu investimento na empresa”, exemplifica Doyle.

4. Comunicação eficiente

Qualquer gestor deve saber se comunicar, uma vez que ele é responsável por decisões importantes e por orientar a equipe.

Afinal, uma comunicação eficiente é essencial para transmitir os objetivos da empresa aos colaboradores, mediar conflitos existentes entre membros da equipe e firmar parcerias com outras empresas no mercado.

5. Habilidade para ouvir

Não adianta ser um mestre da oratória se você não der a mínima para a opinião alheia.  

Por isso, é primordial que o gestor também saiba ouvir o que a equipe tem a dizer.

Ele precisa estar aberto a sugestões, ideias e críticas, deixando o orgulho de lado ao pedir feedback aos colaboradores.

Isso porque saber ouvir é uma forma de se aproximar das pessoas e mostrar que você realmente tem interesse em suas opiniões e experiências. 

6. Resolução de problemas

O dia a dia do gestor não é fácil, pois sempre surgem problemas que devem ser resolvidos com rapidez.

Então, a resiliência frente aos problemas e a capacidade de criar soluções, mesmo sob pressão, estão entre as habilidades cruciais da liderança.  

7. Delegação de tarefas

O gestor eficiente sabe que não deve fazer tudo sozinho, por mais que seja qualificado para tal.

Ao invés disso, ele entende que precisa do apoio da equipe para chegar mais longe.

Por isso, aproveita o potencial de cada liderado e delega tarefas adequadas ao seu perfil, dando autonomia e liberdade para que os profissionais alcancem o desempenho máximo.

5 erros de quem quer se tornar um gestor

Você acha que tem as habilidades necessárias para se tornar um gestor?

Ótimo, há uma carreira gratificante pela frente.

Mas você também precisa ter cuidado para não falhar em atribuições comuns do cargo. 

Para ajudar nesse desafio, selecionamos os cinco principais erros de quem quer se tornar um gestor. 

1. Não estudar o mercado

Você pode ter anos de experiência na área e uma bagagem invejável

Só que o mercado muda rapidamente a todo instante, o que significa que você deve estudá-lo a fundo e acompanhar seus movimentos, se quiser evitar erros de gestão.

Então, nunca deixe de se atualizar e lembre-se de observar tendências, concorrentes e o comportamento do consumidor.

2. Tomar decisões sozinho

Outro erro é achar que as decisões se concentram inteiramente na figura do gestor.

Pelo contrário: o ideal é abrir espaço para a participação dos colaboradores e até mesmo delegar decisões para a equipe.

Como vimos antes, o gestor precisa saber ouvir os liderados.

Mas não basta ouvir e não fazer nada a partir disso: é preciso levar em conta as sugestões e ideias na hora de direcionar a equipe

3. Não ser humilde

O gestor não é melhor do que os demais por causa do cargo que ocupa.

Se você não for humilde, com certeza, vai afastar a equipe e fazer com que seu pessoal fique cada vez menos engajado.

Lembre-se de que você precisa ser uma inspiração para os colaboradores — e não uma figura autoritária. 

4. Não ser autêntico

Em um artigo para a revista Forbes publicado em 2017, Frances McIntosh, da Intentional Coaching LLC, afirma que a autenticidade engloba confiabilidade, abertura, empatia e a característica de ser real.

Por isso, é um erro não ser autêntico como gestor.

Segundo a autora, líderes falsos, narcisistas ou egoístas inspiram desconfiança:

“Os melhores líderes hoje são autênticos, porque é como nos conectamos e construímos confiança em nossas equipes e empresas”, destaca.

5. Não ter foco em pessoas

Como gestor, você precisará lidar todos os dias com pessoas, gerenciando talentos e conflitos entre membros da equipe.

Então, um gestor que se concentra somente nas competências técnicas para atuar no mercado perde uma parte importante do que é ser líder.

Por isso, foque nas pessoas e nas habilidades essenciais para gerenciá-las, como comunicação efetiva, empatia e capacidade de trabalhar em equipe, por exemplo.

Como desenvolver as habilidades de um gestor

Depois de descobrir as principais habilidades de um gestor, é provável que você tenha se identificado com algumas  — mas com outras não.

Não tem problema. 

É possível investir em um processo de autoconhecimento, descobrindo seus pontos fortes e fracos.

Além disso, é importante saber quais habilidades você precisa desenvolver e quais pontos fracos deve reforçar. 

Dessa forma, com um direcionamento e olhar crítico sobre si mesmo, fica mais fácil se desenvolver e se tornar um gestor.

E aí, gostou dessas dicas?

Deixe um comentário com a sua opinião sobre o assunto e divulgue este texto em suas redes sociais.

Related Posts