Como contratar desenvolvedor de software

0
Share

Como contratar desenvolvedor de software?

Pronto, o desafio para reforçar a equipe está lançado.

A dúvida ainda paira sobre os recrutadores e gestores da área, que nem sempre sabem onde procurar, como abordar e que oferta fazer aos profissionais mais disputados do mercado.

Tendências digitais como a Internet das Coisas, inteligência artificial e cibersegurança aumentam cada vez mais a demanda por esses especialistas, que são responsáveis pelo desenvolvimento de sites, aplicativos, sistemas e softwares diversos.

Com a TI em pleno crescimento, a previsão é de que as vagas para devs continuem em ebulição, na contramão da escassez de talentos que assola a área.

Assim, as empresas precisam se destacar entre centenas de propostas para contratar desenvolvedores de software, que possuem competências decisivas para o futuro do negócio.

Muito além de um processo seletivo comum, é preciso atrair esses profissionais com uma oferta diferenciada, sob medida para suas expectativas.

Afinal, eles sabem do seu valor e estão em busca das melhores oportunidades, já que se encontram em posição de destaque no mercado.

Neste artigo, vamos descobrir o que os devs querem, onde estão e por que esperam mais do que salários das empresas.

Se você quer garantir um time de desenvolvedores excepcional, acompanhe nossos tópicos:

  • Os principais desafios para contratar um desenvolvedor
  • Onde encontrar os melhores desenvolvedores
  • Os principais erros cometidos na contratação de devs
  • A solução para contratar desenvolvedores de software online.

Quer vencer a guerra por talentos e acertar em cheio nas contratações? Siga a leitura e aprenda com os especialistas.

Desafios de contratar um desenvolvedor de software

Na hora de contratar um desenvolvedor de software, a demanda continua sendo maior do que a oferta.

Segundo o IDC Brasil, o mercado de TI deve crescer 10,5% em 2019, principalmente por conta dos processos de transformação digital.

Todo ano, os desenvolvedores estão na lista das profissões em alta, mas a escassez de talentos ainda dificulta a contratação desses profissionais.

Vamos entender os principais desafios para encontrar os melhores devs.

Escassez de competências

De acordo com o relatório Currents: a quarterly report on developer trends in the cloud da Digital Ocean, a escassez de desenvolvedores com as competências necessárias é o desafio número um dos recrutadores.

Para 39% dos executivos de TI entrevistados, faltam profissionais com as habilidades técnicas essenciais e experiência nas tecnologias requeridas.

Com o crescimento acelerado do mercado de TI, parece não haver profissionais suficientes para atender às exigências em constante evolução.

Falta de educação formal na área

A segunda reclamação mais comum na pesquisa da Digital Ocean é a falta de educação formal na área de desenvolvimento de softwares.

Atualmente, os profissionais de tecnologia recorrem às tradicionais graduações em ciência da computação ou aos chamados bootcamps, que são programas de ensino intensivo em curto e médio prazo.

Para os recrutadores, não é fácil avaliar a formação dos candidatos quando o aprendizado não é tão padronizado.

Altos salários

Com a escassez de desenvolvedores, a tendência é que os salários subam cada vez mais.

No Brasil, por exemplo, os desenvolvedores full-stack são raros, e as remunerações médias dificultam ainda mais o trabalho dos recrutadores na busca por profissionais qualificados.

Guerra por talentos acirrada

Se a guerra por talentos já é acirrada no mercado de trabalho em geral, na área de TI a competitividade é assombrosa.

Os desenvolvedores recebem ofertas constantemente e as empresas não medem esforços para atrair esses profissionais, mesmo que tenham que fazer propostas agressivas.

Não à toa, todos no mercado conhecem a prática de “roubar” profissionais, que consiste em sondar e captar desenvolvedores de outras empresas a qualquer custo.

Dificuldade de avaliação

Os profissionais de tecnologia exigem um processo seletivo diferenciado, e não podem ser contratados da mesma forma que para outras posições.

No RH, é comum a dúvida sobre como avaliar competências específicas dos desenvolvedores, especialmente em relação a linguagens de programação e estruturação dos códigos.

Essa dificuldade é compreensível, pois as habilidades tecnológicas são muito específicas e se afastam das áreas de conhecimento geral.

Logo, é imprescindível contar com o apoio da área de TI da empresa para conduzir o recrutamento e seleção dos desenvolvedores.

Onde encontrar desenvolvedor de software

Como você já deve ter imaginado, os desenvolvedores de software não estão onde as empresas costumam procurar candidatos.

Na verdade, eles não costumam nem mesmo ser candidatos, pois a maioria não está procurando emprego ativamente – embora esteja aberta a receber propostas.

Muitas empresas se decepcionam ao abrir vagas para desenvolvedores em canais tradicionais, pois não recebem as candidaturas que esperavam.

Por isso, é preciso ir além dos meios convencionais e aprofundar a busca por esses profissionais, que estão presentes em diversas comunidades online.

Basta pensar no básico: onde os desenvolvedores compartilham informações? Como se conectam online? Onde se atualizam sobre a área?

É nesses lugares que você deve procurar os especialistas em sistemas, já prevendo que eles não vão enviar currículos para o “Trabalhe conosco” do seu site.

8 erros ao contratar desenvolvedor de software

Ao decidir como contratar desenvolvedor de software, as empresas ainda cometem alguns erros fatais no processo seletivo.

Confira nossa lista e saiba exatamente o que evitar.

1. Procurar no lugar errado

O primeiro erro comum dos recrutadores é procurar desenvolvedores em sites de emprego tradicionais.

O resultado são baixíssimos índices de candidaturas, com tempo e dinheiro investidos à toa em uma abertura de vaga sem retorno.

As plataformas mais conhecidas podem ser usadas para ampliar a divulgação da vaga, mas jamais podem ser a única estratégia para atrair desenvolvedores.

2. Errar na descrição da vaga

A descrição da vaga ou job description é essencial para qualquer posição, e se torna especialmente importante no caso dos desenvolvedores.

Esses profissionais querem encontram informações objetivas e uma descrição detalhada das responsabilidades, requisitos e benefícios da vaga.

Além disso, deve ficar claro para o candidato o motivo pelo qual ele deveria escolher sua empresa entre tantas outras que oferecem oportunidades.

3. Exagerar na burocracia

Nada é mais frustrante para um profissional de tecnologia do que enfrentar intermináveis etapas em um processo seletivo, ou perder tempo com avaliações desnecessárias.

Ao desenhar um processo seletivo para o desenvolvedor, é preciso ter em mente que o tempo do profissional é curto e sua linguagem é naturalmente mais objetiva.

4. Falhar na triagem

A triagem dos candidatos ao cargo de desenvolvedor merece atenção especial dos recrutadores, pois somente aqueles que realmente atendem às exigências devem ser entrevistados.

Para evitar que o candidato vá até a empresa e perca a viagem, uma simples conversa inicial por telefone ou Skype pode filtrar os profissionais que se adequam à vaga.

5. Ter critérios altos demais

Muitas empresas tendem a buscar “superstars” do desenvolvimento, exigindo inúmeras competências do mesmo profissional – sem abrir mão de nenhuma sequer.

È importante lembrar que os softwares e sistemas são criados em equipe, e de nada adianta ter um superdesenvolvedor sem a integração adequada e equilíbrio de competências.

6. Avaliar mal as hard skills

O maior receio dos recrutadores que não entendem nada de códigos é deixar passar critérios importantes sobre as hard skills (competências técnicas) dos desenvolvedores.

De fato, é fundamental que o candidato demonstre suas habilidades com testes práticos, supervisionados pelos profissionais de TI da empresa.

Preferencialmente, esses testes devem apresentar desafios dinâmicos e utilizar tecnologias à altura dos candidatos.

7. Ignorar as soft skills

Apesar da imagem altamente técnica dos desenvolvedores, as soft skills (competências comportamentais) também são importantíssimas e não podem ser ignoradas.

Para trabalhar em equipe, esses profissionais precisam de habilidades em comunicação e relacionamentos interpessoais, por exemplo.

Outro ponto essencial é a adequação à cultura da empresa, ou fit cultural, que determina se o candidato irá se adaptar ao modo de trabalho, valores e princípios da empresa.

8. Escolher experiência em vez de potencial

Uma das maiores qualidades de um desenvolvedor é sua capacidade de aprender, pois as linguagens estão sempre evoluindo e as novas tecnologias exigem atualização constante.

Para acertar na contratação do profissional, não basta avaliar a experiência e domínio específico predefinidos, pois o potencial também é de altíssimo valor para o futuro do colaborador na empresa.

Como contratar desenvolvedor de software: passo a passo

Agora que você já anotou os principais erros, está na hora de aprender como contratar desenvolvedor de software da forma mais assertiva possível.

Acompanhe nosso guia prático e contrate sem receio.

1. Encontre os melhores online

Já falamos bastante sobre os lugares onde os desenvolvedores não estão, então aqui vão as dicas para encontrar seus esconderijos.

Em redes sociais de negócios como o LinkedIn, é possível buscar por desenvolvedores a partir de competências-chave, locais de trabalho e outras informações presentes no filtro.

Já os fóruns de discussão como o GitHub reúnem milhares de desenvolvedores que compartilham projetos de código aberto, enquanto plataformas mais amplas como Quora também concentram profissionais da área nos tópicos relacionados.

Basicamente, qualquer fórum de discussão, grupo ou plataforma voltado ao desenvolvimento de sistemas é uma fonte promissora de candidatos ao cargo de desenvolvedor.

2. Prepare um processo seletivo ágil

Como já mencionamos, os desenvolvedores não têm tempo a perder com processos seletivos lentos e burocráticos.

Por isso, você precisa agilizar ao máximo as etapas de seleção, começando por uma descrição de vaga assertiva e triagem eficiente.

Também é importante não estender desnecessariamente os testes técnicos ou submeter o candidato a avaliações exaustivas.

Ou seja, você precisa procurar maneiras mais ágeis e eficientes de testar as competências técnicas dos desenvolvedores.

Para se destacar entre as centenas de propostas, é preciso começar com uma experiência do candidato memorável.

3. Faça o primeiro contato online (e rápido)

O primeiro bate-papo com o desenvolvedor pode ser feito pelo Skype ou Hangouts, considerando que ele já deve estar acostumado com os canais e certamente vai gostar da praticidade.

Assim, 15 minutos são suficientes para decidir se o candidato é adequado para a vaga e prosseguir com o processo, poupando tempo e esforços de ambos os lados.

Vale lembrar que esse primeiro contato também precisa ser feito o quanto antes.

Além disso, quanto mais rápida for essa fase, mais chances você tem de conversar com mais candidatos e ampliar o leque de opções.

4. Faça da entrevista uma conversa

As técnicas clássicas de entrevistas presenciais podem não ser muito úteis para desenvolvedores, especialmente clichês como “diga seus pontos fortes e fracos”.

Ao invés de fazer perguntas genéricas, converse com o candidato sobre os projetos desenvolvidos, desafios enfrentados e momentos mais importantes da carreira.

O foco deve ser avaliar a capacidade do desenvolvedor em encontrar soluções rápidas e pensar de forma analítica.

5. Venda a empresa para o candidato

Na pesquisa da Digital Ocean, os salários competitivos ficaram empatados com as oportunidades de crescimento nas preferências dos desenvolvedores ao escolher uma vaga.

Em terceiro lugar, vem a adequação cultural.

Por isso, é tão importante vender uma imagem positiva da empresa para o candidato.

Como qualquer outro profissional, o desenvolvedor quer trabalhar para uma empresa de propósito, que tenha valores compatíveis e ofereça oportunidades de desenvolvimento.

Por isso, você deve planejar uma apresentação irresistível da organização, detalhando os possíveis caminhos para a carreira do dev e os benefícios em trabalhar na sua empresa.

Além disso, tenha em mente que você precisa vender mais do que salário, embora uma remuneração compatível seja imprescindível.

Enquanto todos estão focando no dinheiro, você pode se destacar com a cultura de inovação, ambiente de trabalho diferenciado e gestão de pessoas inovadora.

6. Ofereça liberdade e flexibilidade

Depois das compensações e oportunidades de carreira, o que os devs mais querem é a liberdade para explorar sua criatividade e flexibilidade no trabalho.

Se você mostrar que há espaço para uso de outras tecnologias e implementação de novas ideias, tem muito mais chances de conquistar um desenvolvedor visionário.

Às vezes, os desenvolvedores escolhem empresas que priorizam um modo de trabalho mais livre em detrimento de organizações mais renomadas, pois não querem que a burocracia e hierarquia atrapalhem sua atuação.

Ademais, a possibilidade de trabalhar remotamente é altamente valorizada por esses profissionais, que buscam rotinas mais flexíveis e empresas que se preocupem com sua produtividade.

7. Não deixe a proposta para depois

Considerando que o desenvolvedor pode estar envolvido em vários processos seletivos ao mesmo tempo, a velocidade da proposta é decisiva.

Ao final da entrevista, procure adiantar detalhes como adequação do salário e função às expectativas do candidato, preparando o terreno para uma proposta logo em seguida.

Também vale perguntar se o candidato gostaria de conversar com algum outro responsável da área de TI ou conhecer algum processo antes de avaliar a oferta, para garantir que não restem dúvidas.

Se o profissional recusar a oferta, não hesite em entender os motivos e tentar superar os obstáculos apresentados.

Plataforma para contratar desenvolvedor de software

A essa altura, você já sabe como contratar desenvolvedor de software e competir em uma das batalhas por talentos mais acirradas do mercado.

Mas, evidentemente, não é um processo fácil.

É preciso reinventar todo o recrutamento e seleção, buscar candidatos em lugares pouco óbvios e articular uma abordagem exclusiva para os devs, unindo o RH ao TI.

E claro: fazer tudo isso muito mais rápido do que de costume, correndo contra o tempo para captar talentos disputados.

Se está parecendo muito trabalhoso, saiba que já existem soluções sob medida para ajudar você nessa missão.

A tecnologia vem revolucionando o RH e automatizando tarefas para acelerar os processos seletivos, além de facilitar a gestão de pessoas e acabar com a burocracia na área.

Além disso, os velhos sites de emprego estão ganhando novas dimensões com plataformas totalmente segmentadas, que reúnem profissionais de determinados nichos, modelos de trabalho e interesses de carreira.

Nesse cenário, contratar desenvolvedores já não é uma tarefa tão árdua como antigamente.

Então, já imaginou se você pudesse contar com uma plataforma online que reunisse os melhores desenvolvedores?

E se essa plataforma já trouxesse os candidatos pré-selecionados e aprovados em testes técnicos criteriosos?

E se, ainda por cima, você pudesse gerenciar o processo seletivo nessa mesma plataforma?

Tudo isso já é realidade com a Revelo, a plataforma que conecta os melhores talentos às empresas mais inovadoras.

Funciona como um marketplace de talentos, onde você pode buscar desenvolvedores por meio de filtros como experiência, competências, formação e disponibilidade.

A plataforma avalia currículo e experiência de cada candidato, e então aplica testes técnicos potencializados pela inteligência artificial, garantindo a qualificação dos profissionais de tecnologia antes do primeiro contato.

Assim, você já escolhe os melhores e consegue reduzir o tempo de recrutamento e seleção em até 70%, gastando muito menos do que se utilizasse uma consultoria ou headhunter.

Além de desenvolvedores, a Revelo também concentra data scientists, designers UX/UI, profissionais de negócios, marketing digital e business intelligence.

As principais áreas de tecnologia e negócios estão contempladas, e a plataforma ainda facilita a gestão do processo seletivo, agendamento de entrevista e envio de feedbacks.

Se você precisava de um processo rápido, inteligente e assertivo para contratar desenvolvedores, a Revelo é a solução definitiva.

Para encontrar os melhores devs, mire na plataforma que atrai e seleciona os grandes talentos do mercado.

Related Posts
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.