Como entrevistar um candidato de maneira autêntica e eficiente

0
Share

Quer aprender como entrevistar um candidato para reduzir a margem de erro na contratação e elevar ao máximo o nível de eficiência no recrutamento?

Então você chegou ao lugar certo.

Essa é uma dúvida comum de entrevistadores que precisam lidar com um grande número de candidatos para uma vaga.

Para uma seleção de profissionais com bom nível de formação e capacidade técnica, os detalhes objetivos não bastam para a escolha dos melhores.

Por isso, preparamos este post com uma série de dicas do que fazer antes e durante a entrevista para extrair o máximo de informações relevantes do candidato e fugir da obviedade e das afirmações genéricas.

Quer descobrir como entrevistar um candidato de maneira autêntica e eficiente? Então siga a leitura.

O que fazer antes de entrevistar o candidato

Para entrevistar o candidato de maneira eficiente, é preciso antes se preparar bem.

Essa organização prévia é essencial para conduzir a conversa, para avaliar as respostas e para investigar a fundo se aquele profissional se encaixa bem na função e nas demandas exigidas pela vaga.

Veja nossas dicas:

Compreensão da vaga

A primeira parte do recrutamento é compreender bem qual será o emprego, quais serão as atividades do profissional e o que se espera dele.

Anúncio

A descrição da vaga deve conter não apenas aspectos de formação, mas também habilidades específicas e técnicas e a lista de demandas que serão responsabilidade do profissional contratado.

Filtragem inicial

Nessa etapa, você deve eliminar todos os candidatos que não apresentam características específicas, como formação e habilidades técnicas, pois elas são mais fáceis de identificar.

Filtragem secundária

Agora a seleção precisa ser mais minuciosa, para captar não apenas quais candidatos devem ser eliminados, mas também quais se destacam mais.

Entrevista preliminar

Essa etapa pode variar em sua forma, mas é interessante para servir de filtro adicional e até possibilitar que candidatos de outras regiões e cidades sejam entrevistados sem a obrigação do deslocamento.

A entrevista pode ser feita por telefone ou online.

Encaminhamento de perguntas

Agora que você já tem uma boa noção de quem são os candidatos que quer entrevistar, também deve estipular suas principais dúvidas a respeito de cada um:

  • O que você precisa descobrir especificamente de cada um deles?
  • Qual ponto daquele currículo ou portfólio não caiu bem?
  • Qual tipo de habilidade específica não ficou bem clara?
  • Como aquela experiência passada pode de fato ajudar no novo emprego?

Faça uma relação bem completa de todos os pontos de atenção para cada candidato.

Pronto, agora você está bem preparado para entrevistar o candidato. A seguir, vamos descobrir como conduzir a conversa de maneira autêntica, sem se ater a um roteiro predefinido e escapando das respostas genéricas.

5 passos para entrevistar o candidato

Veja passo a passo o que fazer na entrevista para encontrar o candidato ideal e reduzir a margem de erro da contratação:

1. Prepare a base da entrevista

Você não deve criar um roteiro que será seguido à risca, mas precisa delinear algumas questões específicas para entrevistar o candidato.

Lembre-se: quanto mais genéricas forem as perguntas, menos você saberá do profissional e menor chance terá de fazer a escolha certa.

Se você não se dedicar a extrair as particularidades de cada um, acabará tendo que optar contando apenas com a análise de habilidades técnicas e formação.

2. Explore os pontos de dúvida

Ao criar sua lista final de candidatos que serão entrevistados, você deve assinalar as principais dúvidas que tem a respeito de cada um, ou seja, uma lista de tópicos que devem ser esclarecidos.

O que você mais quer saber dele?

Qual é a experiência anterior que não está devidamente explicada e como ela se relaciona à vaga atual?

Por que aquele profissional não fica mais de um ano em cada emprego?

3. Prefira “como” em vez de “o quê”

Muitos entrevistadores usam mais o “quê” do que o “como” e, assim, perdem oportunidades de identificar características do candidato que o diferenciam dos demais.

Exemplo: “O que você fazia como designer UI na empresa X?” pode ser substituído por “Como você lidava com os desafios de design UI na empresa X”?.

Essa mudança de abordagem leva o profissional a responder às questões de maneira mais subjetiva, o que revela mais de sua personalidade e de suas competências.

Você vai ver: faz toda a diferença ao entrevistar o candidato.

4. Identifique conexões com experiências do passado

Sempre que possível, tente questionar o candidato a respeito de conexões de seus empregos anteriores com a vaga atual.

Afinal, as experiências que ele já teve devem contribuir positivamente para as novas demandas.

Com essa perspectiva, é possível que você vá além do que está escrito no papel e escute dele quão preparado está para assumir as funções do emprego anunciado.

5. Analise a subjetividade

Deixe os aspectos objetivos para as fases anteriores.

Para entrevistar o candidato, procure explorar todos os tópicos que não constam em um currículo ou em um portfólio.

Não use aquele tempo para revisar tudo que já foi dito, estabelecido e que pode ser facilmente comprovado.

É hora de ir além e descobrir se o profissional está realmente apto para o trabalho.

Por isso, concentre-se na narrativa das respostas, na escolha das palavras, na descrição das experiências anteriores, na confiança ao falar da nova vaga e em tudo que não cabe no papel.

3 erros que você deve evitar na entrevista

Você já passou por aquela experiência de concluir uma entrevista sem obter do candidato todas as informações que você queria?

Sem conseguir extrair dele aquelas características que o diferenciavam dos demais? Sem ficar satisfeito com as conclusões que você chegou após a conversa?

Esse tipo de situação ocorre com qualquer recrutador, cedo ou tarde.

Mas, para evitar ao máximo esses insucessos nas entrevistas, reunimos três erros comuns para você ficar alerta:

Seguir um roteiro estático

Se você não considerar as características do candidato e copiar as perguntas de outra entrevista, corre o sério risco de não extrair nada de relevante do profissional e assim ficar refém de detalhes técnicos para fazer sua escolha.

Não dar atenção às respostas

Mantenha o foco na fala do entrevistado para captar possíveis questões de follow-up, derivadas da resposta original.

Esse tipo de questionamento costuma aprofundar melhor o tópico e revelar mais do candidato.

Perguntar sem objetivo

Não faça uma pergunta apenas porque outros fazem, sem saber exatamente o que você almeja entender com aquela questão.

Toda pergunta deve ter um objetivo, derivar das demandas da vaga e diferenciar aquele candidato do restante dos entrevistados.

Gostou das dicas para entrevistar os candidatos de maneira mais eficiente e autêntica?

Então faça o seu cadastro na Revelo, uma plataforma online que se preocupa em conectar os melhores candidatos às melhores oportunidades de emprego.

Nela, as empresas reduzem o tempo de recrutamento e seleção de 39 para 14 dias, em média.

Related Posts