Como se preparar para uma entrevista de emprego no mercado Tech

0
Share

Está em dúvida de como se preparar para uma entrevista de emprego para vagas de tecnologia?

Então este conteúdo foi feito sob medida para você.

Sabemos que o mercado tech é altamente competitivo e exige que os profissionais tenham qualificações complexas.

Por isso, se preparar para ficar cara a cara com o recrutador pode ser o diferencial para conquistar a vaga que você tanto deseja.

Nas próximas linhas, você vai entender, passo a passo, como se preparar para uma entrevista de emprego, o que não fazer no planejamento e dicas para o momento da conversa com o recrutador.

Como se preparar para uma entrevista de emprego

A preparação para a entrevista de emprego é essencial para causar uma boa impressão e explorar todo seu potencial na conversa.

Confira seis passos que devem fazer parte do seu planejamento:

1. Utilize o marketplace de talentos

O marketplace de talentos é a maneira mais fácil e rápida para encontrar as melhores vagas do mercado.

Há várias plataformas disponíveis que avaliam currículo e experiências e que aplicam testes com os candidatos.

Assim, além de ser chamado para entrevistas em empresas totalmente afinadas com o seu perfil, o tempo de contratação é menor.

No mercado tech, os melhores profissionais estão em marketplaces: profissionais especializados em SEO, analistas de business intelligence, desenvolvedores.

2. Pesquise sobre a empresa

Esse é o seu dever de casa básico para demonstrar ao recrutador que você é engajado e comprometido.

Adquira a maior quantidade de informações possível sobre a empresa: número de funcionários, missão, o que faz, números de vendas, por exemplo.

No livro Ace the IT Job Interview (McGraw-Hill, 2002), Paula Moreira aponta a necessidade de avaliar se você pode realizar aquela função e conhecer a empresa.

“Significa entender a tecnologia, a empresa, a indústria e a posição”, diz a autora.

3. Prepare suas respostas

Sabe aquelas perguntas frequentes que sempre aparecem em entrevistas de emprego focadas em vagas de tecnologia?

  • O que o diferencia de outros profissionais da área?
  • Como você trabalha em equipe, gerenciando prazos durante um projeto de desenvolvimento?
  • De que modo você se mantém atualizado com novas tecnologias?

Você deve preparar as suas respostas previamente para que, na hora, saiba exatamente o que falar.

Em um artigo para a Harvard Business Review, a ex-editora da revista Karen Dillon aponta que isso ajuda a criar respostas mais sucintas.

“Lembre-se de que o entrevistador precisa aprender sobre você em um curto espaço de tempo. Se você divagar com uma ou duas respostas, pode gastar todo o seu tempo”, diz a autora.

4. Domine o seu currículo

Na hora da entrevista, seu currículo precisa estar na ponta da língua.

Por meio dele, você precisa demonstrar tanto as suas hard skills (as competências que você possui na área) quanto as soft skills (as habilidades de comportamento).

No mercado de tecnologia, isso é fundamental para que o recrutador compreenda qual é o seu perfil profissional e de que maneira você pode ajudar a empresa.

5. Crie um storytelling

O momento da entrevista de emprego serve para que você compartilhe a sua história de forma rápida e instigante.

Crie um storytelling curto, com cerca de cinco minutos, e adicione na sua narrativa informações que não estão no currículo.

A coach de carreira Ashley Stahl, em um texto para a revista Forbes, afirma que o storytelling é a chave para mostrar a sua personalidade ao recrutador.

“Tente trazer uma pequena história sobre o seu grande por que  — o que inspirou você a entrar na sua linha de trabalho? Quando você demonstrou evidência dessa paixão na infância?”, aconselha.

6. Relaxe!

A ansiedade pode ser a sua inimiga durante uma entrevista de emprego  — por isso, é preciso controlar essa emoção previamente.

Segundo o jornalista John Boitnott, em um artigo da revista Entrepreneur, é preciso adotar uma rotina normal no dia da entrevista.

Chegar 15 minutos antes do horário e realizar exercícios de respiração, de acordo com ele, é essencial para relaxar antes de ficar cara a cara com o recrutador.

O que não fazer na preparação para a entrevista de emprego

Alguns erros comuns podem comprometer todo o planejamento da entrevista de emprego e, consequentemente, seu desempenho.

Por isso, fique atento ao que você não deve fazer na hora de se preparar:

1. Não planejar

O primeiro erro a ser evitado é a própria falta de planejamento.

Sem ele, há muito mais chances de você ser dominado pela ansiedade na entrevista, não saber como responder às perguntas do recrutador e ser prejudicado por imprevistos.

Lembre-se de que o planejamento abrange todos os fatores da entrevista, desde o deslocamento até o local ao que você irá falar.

Em outras palavras, é uma espécie de roteiro de tudo que você irá fazer para ir bem na entrevista.

2. Não saber qual é o seu objetivo profissional

Se você ainda tem dúvidas de qual é o seu objetivo profissional ou posição em que pretende atuar, a preparação da entrevista é o momento para refletir sobre isso.

Não dar atenção a esse tópico durante a preparação pode prejudicar o seu discurso na entrevista, transmitindo a imagem de um profissional que não sabe o que quer.

Em entrevista à revista Exame, a consultora de RH Cíntia Bortotto diz que “Este tipo de candidato demonstra que aceitou de bom grado tudo que a vida lhe ofereceu, mas não tomou a frente fazendo escolhas”.

3. Criar histórias e competências falsas

O recrutador é um profissional treinado para detectar mentiras e inconsistências nos discursos dos candidatos.

Por isso, recorrer a mentiras nunca é uma boa opção, principalmente porque muitas mentiras são “batidas”.

Se você é desenvolvedor, por exemplo, não adianta dizer que você domina uma determinada linguagem de programação se isso não for real, mesmo que você tenha a intenção de fazer um curso em breve.

Geralmente, a verdade prevalece: você pode ser descartado na própria entrevista, ou ser descoberto quando já estiver no cargo, podendo até mesmo ser demitido.

Nesse caso, a honestidade com o recrutador sempre é a melhor alternativa.

4. Ir para a entrevista sem pretensão salarial

As chances de o recrutador perguntar qual é sua pretensão salarial são grandes.

Portanto, mais do que saber quanto você pretende ganhar, é necessário conhecer a média salarial do mercado para não ser “sem noção” na entrevista.

Claro que você tem a vantagem de o mercado de tecnologia, por exigir profissionais altamente capacitados, ser mais vantajoso financeiramente.

O ideal é avaliar a média salarial, as suas competências e a responsabilidade do cargo para, com base nesses fatores, definir a pretensão salarial.

O que fazer na entrevista de emprego

Chegou a hora da entrevista. E agora?

Confira abaixo cinco dicas que vão melhorar o seu desempenho frente ao recrutador.

1. Compartilhe ideias

Passou o tempo em que profissionais de tecnologia eram meros operadores que realizavam apenas atividades técnicas.

Hoje, “Profissionais de TI são verdadeiramente vistos como parceiros de negócios com o resto da organização para atingir os objetivos da empresa”, diz Paula Moreira, no mesmo livro que citamos anteriormente.

Isso significa que você precisa demonstrar ao recrutador de que maneira pode contribuir para a empresa no nível estratégico.

Mais do que suas competências técnicas, o recrutador quer ouvir suas ideias e planos para quando estiver exercendo o cargo.

Por exemplo: se você é um profissional de SEO, quais novas estratégias você pode levar para a empresa de modo a aumentar sua credibilidade online?

2. Cuide da linguagem corporal

A forma como você se movimenta, sua postura e até mesmo sorrisos e olhares são formas de comunicação.

A sua linguagem corporal será constantemente avaliada pelo recrutador, pois ela pode dizer muito sobre a sua personalidade.

No livro Entrevista de emprego: faça a escolha certa, Reggie Souza menciona algumas dicas que valem a menção aqui:

  • Não fique toda hora arrumando a roupa;
  • Tenha sempre um sorriso discreto no rosto;
  • Dê um aperto de mão firme para demonstrar segurança;
  • Evite manias, como ficar tocando no rosto ou em objetos com frequência;
  • Evite balançar as pernas e braços constantemente para não transmitir nervosismo.

3. Comente a sua trajetória profissional

A entrevista é o momento de mostrar ao recrutador o seu desenvolvimento profissional, aprendizados e desafios concluídos.

Para isso, você precisa falar de experiências anteriores: promoções, projetos, problemas solucionados e pontos de destaque na carreira.

Utilizar exemplos, casos reais que você vivenciou, é uma forma de manter o seu discurso dinâmico e realista.

É nessa hora que você irá demonstrar todo o seu potencial como profissional e fisgar o recrutador justamente pela maneira com que você lida com os desafios de trabalho impostos no dia a dia.

4. Seja objetivo

Nunca tente enrolar o seu discurso para ficar mais tempo falando, pois esse é um sinal de confusão mental e ansiedade.

É importante salientar sempre os pontos positivos da sua trajetória, mas de modo objetivo e claro.

Por isso é tão importante conhecer o seu currículo a fundo e preparar respostas para perguntas frequentes.

5. Faça perguntas que contem sobre você

Em um artigo para a Forbes, o marqueteiro de produtos do Google Jon Youshaei menciona uma estratégia interessante para o momento em que o recrutador pedir para você fazer uma pergunta.

“Essa é a oportunidade perfeita para matar dois coelhos com uma cajadada  — isto é: fazer uma pergunta genuína enquanto transmite algo novo sobre você”, aconselha.

Para ilustrar, Youshaei dá exemplos de uma pergunta fraca e de uma potente:

  • Pergunta fraca: Essa vaga irá proporcionar oportunidades de trabalhar em mercados emergentes?
  • Pergunta potente: Segundo o seu relatório trimestral, suas receitas cresceram 17%. Isso é devido a uma divisão específica dentro da empresa?

Viu como a pergunta fraca é vaga, e a pergunta potente demonstra interesse e conhecimento da empresa?

Essa estratégia deixa o seu questionamento muito mais interessante para o recrutador.

Gostou deste conteúdo e está se sentindo mais preparado para sua próxima entrevista de emprego no mercado tech?

A Revelo é a plataforma ideal para cadastrar o seu currículo.

Por ser um sistema de recrutamento inteligente, sem dúvidas, você será encontrado pelas melhores empresas em um tempo reduzido.

Cadastre-se já aqui! É grátis!



Related Posts