Como utilizar a Comunicação Não-Violenta durante a pandemia

0
Share

Você sabe o que é a Comunicação Não-Violenta (CNV)? Conversamos com a Liliane Sant’anna, co-fundadora do Instituto CNV Brasil para dar dicas de como aplicá-la em nosso cotidiano. Confira a entrevista abaixo. 

O que é Comunicação Não-Violenta e seu propósito? 

A Comunicação Não-Violenta (CNV) é uma reflexão da nossa linguagem. Ela nos conta como as palavras que escolhemos constroem realidades que estão nos afastando como indivíduos.

Portanto, a CNV nada mais é que um exercício de empatia. É da natureza humana colaborar uns com os outros com generosidade e a CNV busca reacender esse interesse.

Quais são os princípios básicos da CNV?

Marshall Rosenberg, psicólogo americano que sintetizou a prática, costumava dizer que por trás de qualquer interação há sempre um “por favor” ou um “obrigado”. 

Essa síntese foi traduzida no que chamou de Necessidades Humanas Universais, uma lista de palavras que descrevem o que, no fundo, todos nós perseguimos em nossas vidas.xemplo: segurança, autonomia, apoio, companhia, justiça, crescimento, reconhecimento, pertencimento, conforto.

Encontrar essa motivação economiza tempo, reduz a intensidade dos conflitos e promove aproximação.

A empatia é o grande alicerce da CNV. É a arte de escutar com presença e atenção o que o outro deseja e está sendo manifestado em palavras. É a capacidade de traduzir os pedidos que estão por trás de julgamentos, afirmações e exigências. 

Por exemplo: será que essa pessoa está querendo mais equilíbrio, descanso, fluidez? Ou talvez mais espaço, liberdade, evolução? 

Porém, não há como manter uma conversa sem que a honestidade sobre o que nós desejamos esteja presente. Trazer de forma honesta e clara nossas necessidades é fundamental para termos relações sustentáveis e generosas.

Caso haja um conflito, qual a melhor forma de cuidar da minha equipe – de acordo com a CNV? 

É importante se perguntar: “O que será que essa pessoa quer agora?” ou “Quais pedidos estão por trás dessa declaração?” 

Ao nos depararmos com um problema, ainda temos a tendência de procurar culpados. Esse tipo de linguagem vai no caminho contrário à resolução do problema e destrói a  vontade da equipe contribuir. 

Conflitos acontecem porque discordamos das soluções, mas se olharmos com cuidado, todos queremos preservar algo de muito valor. Conversar sobre isso é sempre o melhor caminho para encontrar saídas para conflitos.

Para aplicar a CNV em sua abordagem, é preciso desapegar do ego e da sua conclusão inicial. Abrindo assim espaço para escuta atenta e oferecendo um convite para construírem juntos uma solução.

Trabalhar remotamente aumenta a demanda de resultados. Como cobrar performance de forma a não parecer que estou pressionando minha equipe? 

No trabalho, acredita-se que falar abertamente sobre nossas intenções é algo negativo. Mas é justamente o contrário! 

Quando eu digo: “Olá fulano, estou organizando minha agenda e gostaria ter previsibilidade de tempo para essa atividade, então lhe pergunto sem a intenção de lhe pressionar: quando acha que conseguiria entregar essa demanda?” 

Eu deixo clara minha intenção e já tiro uma primeira barreira que poderia surgir ao receber a minha pergunta.

Mais efetivo do que dizer isso é perguntar. Esse foi outro hábito que adquirimos nas empresas sem notar os impactos negativos : perguntar como as pessoas estão

Com um pouco mais de prática da CNV, é possível construir confiança com toda a equipe e abordar todos os “não-ditos” que afastam da colaboração e, por consequência, dos bons resultados.

Quais suas dicas práticas para utilizarmos a CNV em momentos como o que estamos atravessando agora? 

Antes de tudo, separe um tempo para absorver tudo o que está acontecendo e perceba quais são os impactos que surgiram em sua vida. 

Olhe para as suas necessidades: isso pode lhe abrir mais espaço para lidar com tudo o que as pessoas ao seu redor também estejam vivendo.

Em seguida, fale sobre isso, traga a sua vulnerabilidade para permitir que sua equipe também faça o mesmo.

Lembre-se, toda mudança gera desconforto, mas é também a melhor oportunidade para inserir novos hábitos e se colocar humano diante das situações.

Você não precisa dar conta de tudo sozinho. Vai com seu time! Todo mundo está no mesmo barco.

Quais as próximas atividades do instituto?

Nós já disponibilizamos cursos on-line desde 2018 e seguimos fazendo assim com cursos de introdução à CNV bem como de aprofundamento.

Os próximos acontecem em abril:Curso introdutório (vídeo-aulas + aula presencial do dia 28/04): www.institutocnvbrasil.com.br/introonline

Curso de aprofundamento NVC Leadership Skill Building (8 semanas – aulas ao vivo com o treinador americano Alan Seid): www.institutocnvb.com.br/jornada-online

Related Posts