Qual a diferença entre desenvolvedor e programador?

0
Share

Para contratar o profissional de tecnologia ideal para sua empresa, é fundamental entender as diferenças no trabalho do desenvolvedor e do programador. Confira!

Se você está contratando profissionais de tecnologia para sua empresa, você pode estar se perguntando: qual é a diferença entre um desenvolvedor e um programador?

Esta é uma dúvida comum dos recrutadores no momento de buscar um profissional para criar ou manter um projeto digital, como um sistema, software, site ou aplicativo.

Por isso, a Revelo explica a seguir quais são as diferenças entre desenvolvedor e programador. Além de trazer dicas para encontrar o candidato com as habilidades apropriadas para cada vaga.

Desenvolvedor X Programador

Em poucas palavras, as diferenças básicas entre um desenvolvedor e um programador é a abrangência do trabalho e o grau de responsabilidade no projeto. Pois ambos os profissionais são especialistas em códigos de programação.

Entretanto, os desenvolvedores estão mais diretamente envolvidos no ciclo do projeto e os programadores em uma parte específica.

Por isso, se você está buscando um destes perfis de candidatos, é bom pensar no desenvolvedor como o profissional responsável pelo desenvolvimento de ideias e soluções. Para isso, utiliza diferentes linguagens de programação e habilidades técnicas.

Enquanto os programadores são técnicos especializados em escrever códigos de uma ou mais linguagens de programação.

Desenvolvedores têm mais responsabilidades

Como citado acima, uma das funções do desenvolvedor é criar soluções tecnológicas para atender as necessidades específicas de um produto ou serviço.

No entanto, o trabalho do desenvolvedor vai além de escrever códigos de programação e corrigir erros, pois este profissional atua em diferentes frentes do desenvolvimento do projeto.

Confira as atividades de trabalho do desenvolvedor

  • Design de software;
  • Desenvolvimento;
  • Pesquisa com clientes;
  • Escrever documentação e especificações;
  • Manutenção;
  • Desenvolver software de teste;
  • Implementação central;
  • Análise do projeto.

Confira algumas especialidades do desenvolvedor

Front-end: este profissional atua na aplicação que interage diretamente com o usuário, também conhecida como interface, aquilo que o usuário vê.

Back-end: esse desenvolvedor é mais focado na parte de organização e dinamização de informações não visíveis ao usuário.

Full-stack: é o profissional que atua em front e em back-end, capaz de entender e entregar um projeto completo e com todas as etapas do desenvolvimento.

Confira algumas áreas de atuação

Desktop: voltado para o desenvolvimento de aplicativos ou sistemas utilizados em máquinas locais ou em redes corporativas;

Mobile: este desenvolvedor programa, codifica e faz testes em plataformas móveis como Android ou iOS.

Web: codifica e realiza manutenção de websites e outros sistemas online, como blogs, lojas virtuais, sites institucionais, etc.

Games: cria e desenvolve jogos eletrônicos para dispositivos móveis, videogames e desktop.

Inteligência Artificial / Machine Learning: desenvolve sistemas e softwares capazes de executar tarefas que normalmente são realizadas por pessoas.

DevOps comandam os salários mais altos

Outra categoria de desenvolvedores são os DevOps, abreviação de “Desenvolvedor e Operações“, também conhecidos como engenheiros de infraestrutura, de sistemas ou de operações.

Sua função é promover a comunicação, colaboração e integração entre as equipes de Desenvolvimento de Software e de Tecnologia da Informação. Desta forma, busca manter a padronização nos processos, nas implementações e na qualidade das entregas.

Além disso, esse profissional é responsável por otimizar a produtividade de trabalho dos desenvolvedores e programadores e manter o desenvolvimento do projeto.

Este profissional tem alta demanda no mercado, pois são desenvolvedores de nível sênior ou analistas de sistemas com habilidades em negócios, organização, automação, operações e liderança.

Neste artigo da Folha Dirigida, você pode entender mais sobre a carreira de desenvolvedor, uma das profissões que mais cresce atualmente.

Entenda mais sobre o trabalho do programador

O programador é quem escreve o programa, através das inúmeras linguagens de programação. Suas atribuições são escrever código, testar e corrigir erros e colocar em prática as necessidades do projeto requeridas pelo desenvolvedor.

Ou seja, o trabalho do programador é converter o projeto em uma série lógica de instruções, que são codificadas com uma linguagem de programação. Por exemplo, Java, C #, PHP, Oracle, SQL Server, JavaScript, entre outras.

Assim como os desenvolvedores, os programadores também se especializam em uma parte do desenvolvimento. Por exemplo, back-end, front-end, mobile ou web.

No entanto, os programadores são envolvidos em um determinado estágio do ciclo de vida do desenvolvimento do projeto e se concentram em um componente por vez.

Confira as principais características do desenvolvedor e do programador:

desenvolvedor e programador

Muitos cargos de tecnologia são intercambiáveis

Geralmente, ao criar um cargo, a terminologia não é tão importante. Desenvolvedor de software, programador de computador e desenvolvedor de aplicativos podem se referir ao mesmo trabalho.

Por isso, antes de contratar um desenvolvedor ou programador, é importante entender quais habilidades a empresa procura para a vaga. E qual o nível de responsabilidade no projeto esse profissional precisará assumir.

Preciso contratar um desenvolvedor ou programador?

Da mesma forma, para responder esta pergunta é preciso entender quais são as necessidades tecnológicas da empresa e da equipe de tecnologia, pois cada profissional tem habilidades específicas.

Por exemplo, os desenvolvedores experientes são muito requisitados nas empresas. Por conta da experiência em desenvolvimento de projeto, aliada ao conhecimento técnico em programação. 

Onde encontrar estes profissionais de TI?

Até 2024, a busca por profissionais de tecnologia chegará a 70 mil por ano no Brasil, mas o número de profissionais formados na área será de 46 mil. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação – Brasscom.

No entanto, a transformação digital nas empresas é uma tendência cada vez mais presente e necessidade de contratar estes profissionais aumenta a cada dia.

Por isso, para encontrar estes candidatos é preciso ir além dos meios convencionais e procurá-los nas comunidades online e plataformas de recrutamento online. Afinal, devido à alta demanda por estas vagas, estes profissionais não precisam enviar muitos currículos.

Revelo: a sua plataforma de recrutamento online

No marketplace de talentos Revelo, você pode buscar profissionais como desenvolvedores e programadores de acordo as habilidades e experiências desejadas para a vaga, de forma ágil e humanizada.

Além disso, com a opção Revelo Remoto, sua empresa pode realizar o processo seletivo de forma totalmente digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato.

Cadastre-se na Revelo e comprove a eficiência
da melhor plataforma de recrutamento online!

Related Posts