Desenvolvedor remoto: entenda as causas do burnout e como prevenir

0
Share

Se você trabalha como desenvolvedor remoto, é importante conhecer os sinais do burnout e entender como prevenir esse transtorno causado pelo trabalho. Saiba mais!

Devido ao isolamento social causado pela Covid-19, a adaptação ao home office foi repentina e exigiu muito foco e trabalho dos profissionais de tecnologia, como os desenvolvedores remotos.

Apesar dos benefícios do home office, os riscos de esgotamento dos colaboradores aumentou, tornando o burnout uma questão tanto para os colaboradores, quanto para os empregadores ficarem atentos.

Por um lado, os colaboradores devem conhecer as causas e os sintomas para identificar quando precisam de ajuda. Por outro lado, os empregadores devem criar um ambiente que evite o esgotamento, além de oferecer apoio quando necessário.

Para ajudar você a ficar atento a essa questão de saúde mental, entenda a seguir as causas e sinais do burnout e saiba como prevenir esse esgotamento que pode acontecer com qualquer profissional, como o desenvolvedor remoto.

O que é Burnout?

Organização Mundial da Saúde (OMS) define o burnout como um transtorno psíquico de caráter depressivo, com sintomas parecidos com os do estresse, da ansiedade e da síndrome do pânico, mas com associação direta com a vida profissional.

Segunda a pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz que analisou o impacto da pandemia e do isolamento social na saúde mental de trabalhadores, mostrou que sintomas de ansiedade e depressão afetam 47,3% dos trabalhadores no Brasil durante a pandemia.

Conheça alguns dos sintomas

O esgotamento do colaborador pode acontecer de muitas formas diferentes e também pode afetar cada pessoa de uma maneira, as principais características incluem:

  • Sentimentos de exaustão e fadiga;
  • Períodos de baixa motivação e produtividade;
  • Emoções negativas ou falta de empatia com o trabalho;
  • Aumento da distância mental do trabalho;
  • Perda de foco;
  • Procrastinação;
  • Diminuição no desempenho de trabalho;
  • Problemas para cumprir os prazos;
  • Dificuldade em começar a trabalhar de manhã ou em novas tarefas.

Em geral, para o desenvolvedor remoto, esses sentimentos giram em torno do trabalho de codificação e programação. Neste caso, o esgotamento pode ter um impacto significativo na capacidade de realizar o trabalho e fazer as entregas no prazo.

Além disso, os efeitos desse esgotamento não permanecem somente no local de trabalho. Em alguns casos, também pode causar na pessoa:

  • Raiva, irritabilidade ou explosões;
  • Exaustão emocional;
  • Dificuldade em dormir;
  • Sintomas físicos como dores de cabeça ou de estômago;
  • Pouca motivação para participar de atividades e hobbies fora do trabalho;
  • Diminuição de realizações pessoais ou sentimento de orgulho.

Algumas estatísticas de burnout no mundo

Em 2015, a Deloitte relatou em sua pesquisa algumas estatísticas sobre o burnout. Confira a seguir alguns dados:

  • 77% dos funcionários haviam experimentado o esgotamento em seu trabalho atual;
  • 91% disseram que o estresse e a frustração impactaram a qualidade do trabalho;
  • 83% sentiram um impacto negativo do trabalho em suas vidas pessoais;
  • 70% dos profissionais pensam que suas empresas não fazem o suficiente para evitar.

Em maio de 2020, uma pesquisa da Monster relatou que mais de 50% dos colaboradores que trabalham em casa estavam experimentando sintomas de esgotamento. Apenas dois meses depois, esse número saltou para 69%.

Outro estudo realizado pela FlexJobs durante a pandemia, descobriu que agora os trabalhadores têm 3 vezes mais probabilidade de relatar problemas de saúde mental, em comparação com o período antes da pandemia.

Além disso, 56% pedem mais flexibilidade durante a jornada de trabalho, enquanto 46% acreditam que mais dias de folga seriam a melhor forma de prevenir o esgotamento.

Embora a taxa de burnout dos desenvolvedores remotos não seja conhecida, a Pesquisa Burnout para Desenvolvedores de Software, conduzida em 2020, revelou sintomas comuns.

  • 80% dos entrevistados identificaram falta de energia necessária para fazer seu trabalho ou outros projetos de codificação.

  • 43% relataram sentir-se crítico em relação à ideia geral de escrever código. 

  • 43% sentem uma compulsão por excesso de trabalho devido à sensação de que estão ficando para trás.
  • 58% disseram que o esgotamento não é inevitável na indústria de tecnologia, o que significa que pode ser evitado.

Para as principais causas, os desenvolvedores apontam fatores externos, por exemplo, gestão e cultura da empresa, falta de apoio da liderança e crenças sobre não ser bom o suficiente.

6 motivos do home office causar esgotamento

Os trabalhadores remotos, como o desenvolvedor remoto, podem ser particularmente suscetíveis ao esgotamento, no entanto, muitos dos motivos por trás disso envolvem pessoas e processos, confira:

1. Expectativas pouco claras

Os trabalhadores remotos não têm tantas oportunidades de fazer perguntas ou entender o contexto de uma situação. Às vezes, a incerteza sobre tarefas ou desempenho pode deixar os funcionários estressados ​​e ansiosos.

2. Desfoque entre trabalho e casa

Os colaboradores em home office não podem sair do escritório quando as coisas ficam opressivas. Além disso, muitos trabalhadores remotos sentem a necessidade de estar sempre ligados e acessíveis, o que resulta em longas jornadas de trabalho.

3. Comunicação insuficiente

Os colaboradores precisam de comunicação formal e informal para se sentirem confortáveis ​​e felizes em seu trabalho.

Portanto, caso os colaboradores não tenham reuniões regulares 1: 1 com seus gerentes ou não reservem um tempo para conversar com os colegas, podem se sentir isolados ou sem conexão com a empresa.

4. Fadiga de decisão

De muitas maneiras, os colaboradores remotos precisam agir como seus próprios gestores, pois são responsáveis ​​por se motivar e, muitas vezes, precisam tomar decisões sozinhos

Em alguns casos, isso pode fazer se sentirem oprimidos ou apáticos, especialmente se ainda não estiverem confiantes em sua função.

5. Microgerenciamento

Às vezes, os trabalhadores remotos precisam lidar no trabalho com o oposto da fadiga da decisão, o chamado microgerenciamento. 

Neste caso, os gestores de tecnologia, especialmente os novos no trabalho remoto, podem tentar exercer controle excessivo sobre a agenda e as tarefas dos colaboradores remotos e isso pode causar o esgotamento.

6. Projetos monótonos

A fadiga do desenvolvedor ocorre quando eles se cansam de programar. Caso os gerentes não tenham o cuidado de atribuir trabalhos interessantes aos seus colaboradores remotos, eles podem criar um ambiente que causa o esgotamento.

Confira outras causas comuns do burnout

O esgotamento pode afetar qualquer trabalhador, alguns fatores podem causar esgotamento tanto nos funcionários presenciais, quanto nos remotos, veja alguns deles:

Pressão de prazos: se um ambiente de trabalho for muito acelerado e estressante, nenhum colaborador poderá trabalhar por muito tempo sem sofrer esgotamento.

Locais de trabalho desorganizados: o esgotamento é muito comum em um ambiente de trabalho que deixa os colaboradores inseguros, por exemplo, sobre a tarefa em que deveriam estar trabalhando ou saber a quem recorrer em caso de dúvidas.

Valores desalinhados: se um colaborador não se identifica com seu trabalho ou com a empresa, é improvável que ache seu trabalho significativo para evitar o esgotamento.

Não tirando férias: todo mundo precisa de uma pausa, os colaboradores que se sentem pressionados a estar no escritório todos os dias ficarão exaustos se não tirarem o descanso de que precisam.

Cultura da empresa: algumas organizações promovem e celebram longas jornadas de trabalho e a área de tecnologia não é exceção, o que pode ter um impacto negativo sobre os desenvolvedores remotos.

7 dicas para evitar o burnout ao trabalhar em casa

Se você trabalha como desenvolvedor remoto e está lidando com situações de esgotamento no trabalho, experimente essas estratégias que podem prevenir o burnout ou ajudá-lo a lidar com essa questão da melhor maneira.

1. Estabeleça limites

Procure ter horários de trabalho dedicados e tente segui-los, exceto nas situações mais extremas. Não tenha medo de dizer não a um projeto extra ou explicar ao seu chefe por que um projeto pode demorar um pouco mais do que o previsto originalmente.

2. Desligue todos os equipamentos

No final do seu dia de trabalho, desligue todos os equipamentos de trabalho, suas notificações e seus e-mails. Não ceda à tentação de verificar algo mesmo que rapidamente ou enviar uma mensagem, isso o ajudará a se afastar do trabalho e a reduzir o estresse.

3. Foco no trabalho

Limite ao máximo suas tarefas pessoais durante o horário de trabalho, dessa forma, poderá terminar o expediente se sentindo realizado por que cumpriu suas tarefas sem interrupções. Dessa forma, não será preciso compensar horas perdidas trabalhando até mais tarde.

4. Priorize o autocuidado

Quando estiver fora do expediente, reserve um tempo para cuidar da alimentação, fazer atividades físicas e descansar. Além disso, procure se esforçar para se manter envolvido em hobbies e, se necessário, inclua um tempo para socialização em sua agenda.

5. Faça pausas

Procure não se envolver em uma tarefa e ficar na frente do computador por muitas horas seguidas. Lembre-se de se levantar e caminhar e tente usar seu tempo pessoal para dar um descanso adequado à sua mente.

6. Peça ajuda

Caso esteja lutando para cumprir um prazo ou sentindo-se sobrecarregado, faça alguma coisa sobre isso. Fale com o gestor ou colega de trabalho, seja para ajudá-lo a priorizar tarefas, lidar com uma questão difícil ou apenas para receber uma palavra de incentivo.

7. Seja realista

Você sabe que não conseguirá codificar tão bem se não cuidar de si mesmo. Lembre-se de que a produtividade e a criatividade exigem descanso, por isso, seja gentil com você mesmo em relação ao trabalho que está realizando.

Revelo: sua plataforma de recrutamento tech

Desenvolvedor remoto

Como desenvolvedor remoto, é importante considerar as questões relacionadas à saúde mental no trabalho ao escolher seu próximo empregador.

Na Revelo, você encontra oportunidades em empresas do Brasil e do mundo de diversos segmentos. Basta se cadastrar no marketplace, e ficar disponível para receber convites de entrevistas.

Além disso, você poderá participar do processo seletivo de forma digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato. Experimente!

Related Posts