6 maneiras de melhorar a ergonomia no ambiente de trabalho

0
Share

A ergonomia no ambiente de trabalho é uma preocupação vital para o sucesso da empresa.

Afinal, ela garante segurança, conforto e saúde aos colaboradores.

E isso impacta diretamente no desempenho de suas atividades cotidianas e, consequentemente, nos resultados da empresa.

Sem contar que oferecer um ambiente ergonômico é um requisito legal para as empresas e, portanto, merece atenção especial do gestor.

Neste texto, vamos entender melhor o que é ergonomia, qual sua importância, seus benefícios e um passo a passo para implementá-la na sua empresa.

Boa leitura!

O que é ergonomia no ambiente de trabalho

Ergonomia é a relação entre o homem e o seu ambiente laboral. O termo “ergonomics”, em inglês, vem do grego: “ergon” significa “trabalho”, e “nomos” significa “leis, preceitos”.

Assim, trata-se de uma área do conhecimento que avalia as condições do ambiente de trabalho de modo a verificar se elas promovem a saúde e bem-estar do trabalhador.

De acordo com a Norma Regulamentadora NR-17, do Ministério do Trabalho, as condições de trabalho incluem estes fatores:

  • Levantamento, transporte e descarga de materiais
  • Mobiliário
  • Equipamentos
  • Condições ambientais do posto de trabalho (ruído, temperatura, iluminação)
  • Organização do trabalho (ritmo de trabalho, operações).

Segundo a Associação Brasileira de Ergonomia (Abergo), a ergonomia é uma “disciplina orientada para uma abordagem sistêmica de todos os aspectos da atividade humana”.

Então, em outras palavras, tudo que diz respeito à interação do trabalhador com seu ambiente de trabalho faz parte da ergonomia.

O principal objetivo da ergonomia é promover a saúde, bem-estar e conforto aos funcionários da empresa.

Além disso, ela tem a função de prevenir acidentes de trabalho e evitar doenças e lesões relacionadas às atividades do funcionário.

Como consequência, a ergonomia permite que os colaboradores se tornem mais eficientes e produtivos no dia a dia da organização.

Não se trata de fazer com que o funcionário se adapte às condições do ambiente de trabalho, mas o contrário disso.

No livro Ergonomia: fundamentos e aplicações (Bookman, 2015), Vanderlei Moraes Corrêa e Rosane Rosner Boletti afirmam:

“A ergonomia se preocupa em garantir que o projeto (do produto, equipamento, sistemas, etc.) complemente as forças e habilidades do homem, minimizando os efeitos de suas limitações, em vez de forçá-lo a se adaptar”.

Em outras palavras, a ergonomia garante que o trabalhador desenvolva suas atividades contando com as melhores condições possíveis no ambiente de trabalho.

Sempre, é claro, lembrando que sua saúde está em primeiro lugar.

Importância da ergonomia no ambiente de trabalho

Promover a ergonomia no ambiente de trabalho é fundamental para manter não só o bem-estar dos seus funcionários.

Ela também é obrigatória para que a sua empresa cumpra os requisitos legais.

A NR-17, que mencionamos anteriormente, prevê que o empregador deve fazer a análise ergonômica do ambiente de trabalho, de modo a respeitar a segurança e o conforto dos funcionários.

Ou seja: se a sua empresa descumprir a exigência, pode ser notificada, multada ou até mesmo interditada pela Justiça do Trabalho.

Mas e para além dos parâmetros legais, por que a ergonomia é tão importante?

É que ela possibilita melhores condições de trabalho para os funcionários.

O resultado disso é uma equipe mais motivada, satisfeita e até mesmo com melhor desempenho no trabalho  — o desejo de todo gestor.

Afinal, esses fatores têm tudo a ver com produtividade.

Quanto mais realizado e engajado se sente o funcionário, mais ele consegue produzir em um dia de trabalho.

Um erro comum entre os gestores é crer que as condições de trabalho são meros detalhes.

Na verdade, são esses detalhes que fazem toda diferença no nível de motivação dos colaboradores.

As chances de eles terem bom desempenho são muito maiores se eles estiverem em um ambiente confortável e seguro, não é mesmo?

No fim das contas, é um efeito dominó: quanto mais felizes estiverem os colaboradores, melhores resultados a empresa tem.

Portanto, na posição de gestor, promover a ergonomia adequada no ambiente de trabalho deve ser uma de suas prioridades.

Você não pode enxergar essa questão como um gasto a mais no orçamento da empresa, mas sim como um investimento.

Benefícios da ergonomia no trabalho

Quer saber quais são os benefícios da ergonomia no trabalho?

Confira estas cinco vantagens a seguir:

1. Promove bem-estar

Conforme já abordamos, a ergonomia permite que você proporcione saúde, bem-estar e qualidade de vida aos colaboradores.

Na prática, eles ficam mais satisfeitos com a empresa e engajados com as atividades que desempenham.

2. Aumenta a produtividade

Garantir que o funcionário cumpra a sua função com motivação, segurança e conforto é essencial para elevar os níveis de produtividade da empresa.

Afinal, é mais difícil produzir quando o ambiente de trabalho não está adaptado para a demanda do funcionário.

Quando a ergonomia é acionada, a produtividade é uma consequência natural.

3. Previne contra acidentes de trabalho

Esse é um dos maiores benefícios da ergonomia nas empresas.

Acidente de trabalho é coisa séria, portanto, a prevenção é primordial.

Além de estar relacionada à segurança do trabalhador, é a prevenção que protege a sua empresa de gastar com indenizações e perdas de funcionários importantes.

Independentemente do tipo de trabalho que os colaboradores exercem, seja em frente ao computador, seja lidando com materiais pesados, a ergonomia é essencial.

4. Previne contra lesões

Da mesma forma que previne contra acidentes, a ergonomia evita lesões e doenças relacionadas ao tipo de tarefa que cada funcionário exerce.

Por exemplo: o funcionário passa o dia inteiro em frente ao computador, realizando movimentos repetitivos com as mãos.

Então, posicionar o equipamento corretamente pode ajudar na prevenção da tendinite e outras lesões por esforço repetitivo.

5. Diminui faltas de funcionários

Funcionários com problemas de saúde ou lesões acabam se ausentando do trabalho para ir a médicos.

Claro que esse é um direito do trabalhador que, portanto, não pode ser negado.

Mas em relação à demanda da empresa, a falta de um colaborador importante pode atrasar a produção e prejudicar o fluxo de trabalho  — e esse é um risco que o gestor não deve estar disposto a correr.

Como melhorar a ergonomia no ambiente de trabalho

Precisa melhorar a ergonomia no ambiente de trabalho, mas não sabe como fazer isso?

Abaixo, elaboramos um passo a passo com seis dicas para melhorar esse aspecto na sua empresa.

1. Faça um planejamento voltado à ergonomia

Esse é o primeiro passo que você deve fazer como gestor.

O planejamento consiste em analisar tudo que é necessário fazer para garantir a ergonomia na empresa.

Trata-se de um exercício de observação:

  • O que está errado?
  • Quais mudanças precisam ser feitas?
  • É necessário adquirir novos materiais?
  • Como é a atual condição de trabalho dos funcionários?
  • Como viabilizar as mudanças?

Essas são perguntas essenciais para montar o planejamento.

Muitas vezes, as adaptações necessárias podem ser ajustadas ao orçamento da empresa, mesmo que os recursos financeiros estejam reduzidos.

2. Envolva e conscientize os colaboradores

Que tal uma ajuda dos funcionários para implementar mudanças?

Inicialmente, o colaborador pode auxiliar no levantamento de aspectos do ambiente que atrapalham o seu conforto e segurança no dia a dia.

Já quando as mudanças forem implementadas, é essencial promover a conscientização dos funcionários em relação à ergonomia.

Ofereça treinamentos sobre riscos da falta de ergonomia e recomendações, como postura ideal para carregar objetos pesados ou para ficar em frente ao computador.

3. Atenção à mesa de trabalho

Em escritórios, a principal preocupação quanto à ergonomia deve ser a bancada de trabalho.

Mesas e cadeiras devem proporcionar a postura ideal ao colaborador.

Portanto, elas não podem ser nem muito baixas, nem muito altas: precisam permitir que o funcionário não fique com a musculatura tensionada para evitar dores e lesões.

Se você quer adaptar o ambiente de trabalho, cadeiras com altura regulável e apoios para pés são boas opções.

Se você vai planejar o mobiliário do início, o ideal é recorrer a uma consultoria especializada no planejamento ergonômico.

4. Cuidados com o computador

Esse é um detalhe que, muitas vezes, passa despercebido.

A verdade é que o posicionamento incorreto do computador é um dos grandes responsáveis pelas dores na coluna e na musculatura.

Por isso, o monitor deve estar na altura dos olhos, de modo que a região do pescoço não fique tensionada, e a 45 centímetros de distância no mínimo.

Já o brilho da tela deve ser ajustado de maneira que não force a visão, evitando, em longo prazo, o surgimento de problemas oftalmológicos e dores de cabeça.

5. Promova ginástica laboral

Com a tecnologia, é cada vez mais comum que profissionais fiquem sentados à frente do computador na mesma posição durante toda a jornada de trabalho.

Isso é prejudicial, por isso, o ideal é que os colaboradores troquem de posição frequentemente e se movimentem.

É aí que entra a ginástica laboral, que consiste em exercícios de alongamento e relaxamento para o corpo.

Ela pode ser feita em períodos estratégicos, como pausas no meio dos turnos, para que toda a equipe realize os movimentos e tire a tensão do corpo.

6. Ajuste as caraterísticas físicas do ambiente

Iluminação, acústica e temperatura entram nessa dica.

Na climatização do ambiente, segundo a NR-17, o índice de temperatura deve ficar entre 20 e 23 graus Celsius.

A iluminação deve ser distribuída de maneira uniforme e difusa.

O ruído, em escritórios, depende do bom senso e do comprometimento dos funcionários.

Já em fábricas, onde há máquinas funcionando o tempo todo, é obrigatório a utilização de protetores auditivos.

E aí, essas dicas foram úteis para você?

Então, compartilhe o conteúdo nas suas redes e deixe um comentário abaixo, contando quais medidas você coloca em prática para deixar o ambiente de trabalho mais ergonômico.

Related Posts