Gestão 4.0: o que é, e por que aderir em seu negócio?

0
Share

A Gestão 4.0 é uma forma de gerenciar uma empresa, com pilares criados em tecnologias inovadoras e base de dados para facilitar a tomada de decisão.

Dessa forma, esse gerenciamento relaciona-se diretamente com transformações ocorridas no mercado nos últimos tempos.

Principalmente a partir do século XX, a tecnologia tomou formas estratosféricas e se tornou essencial para os mais diversos segmentos de trabalho. 

Nesse sentido, com a utilização da ciência tecnológica, redes de internet, dados na nuvem e muitas outras ferramentas, a gestão 4.0 teve crescimento exponencial. 

Com isso, houve o boom revolucionário em diversos negócios! 

Portanto, preparamos esse artigo para você entender detalhes do que é a Gestão 4.0, como ela impacta nas empresas, suas vantagens e como revolucionar o seu negócio! 

Acompanhe a leitura e entenda mais! 

Origem da Gestão 4.0

Antes de realmente nos aprofundar na origem da Gestão 4.0, é essencial trazer o contexto da Quarta Revolução Industrial e a Indústria 4.0.

Após o entendimento desses dois eventos, será possível darmos continuidade à Gestão 4.0 e, assim, inovar a sua empresa! 

A Quarta Revolução Industrial e a Indústria 4.0

Para iniciar, é preciso saber que a Indústria 4.0 está dentro da Quarta Revolução Industrial.

Assim, temos por base que é um movimento relacionado às inovações tecnológicas e de ferramentas.

Nesse mesmo período, surgiu a internet banda larga, a inteligência artificial, big data, a robótica, dados em nuvem e diversas outras expressões entraram no vocabulário popular e técnico de empresas.

Dessa forma, passaram a surgir os impactos benéficos das tecnologias em vários ramos, principalmente ao conseguir unificar o online e o offline.

Por exemplo, com as novas tecnologias, podemos pedir comida via smartphone, nos comunicar com pessoas ao redor do mundo, realizar pagamentos e muito mais! 

Nas empresas, a Indústria 4.0 chegou para dar produtividade, diminuição de gastos e gerenciar um modelo de trabalho no qual o cliente é o centro.

Tudo isso se tornou possível devido às informações fornecidas, a cada segundo, nos sistemas e ferramentas de controle que ajudam a facilitar a tomada de decisão, tornando-a mais ágil e assertiva.

Vale ressaltar que a Quarta Revolução Industrial causa impactos em empresas de diversos portes e segmentos, não somente em grandes indústrias.

Como funciona a Indústria 4.0

Analisando diretamente a Indústria 4.0, vejamos o exemplo de uma empresa de telefonia.

Ao usar um banco de dados em sistema, será possível acompanhar todas as vendas de planos telefônicos, em tempo real.

Nesse sentido, os gestores terão acesso a informações importantes, a qualquer momento, e ainda poderão realizar análises de como está o andamento da empresa.

Além disso, os dados obtidos poderão ser compartilhados com a equipe de funcionários para alinharem estratégias de vendas e marketing, conseguindo alcançar melhorias nos processos.

A nova tecnologia oferece às empresas um aceleramento de processos, à medida que, simultaneamente, dissocia os dados com segurança.

Por exemplo, ferramentas como o Big Data Analytics. Softwares nesse estilo tem como características o armazenamento de informações na nuvem e o acesso pode ser realizado de qualquer lugar, a qualquer momento. 

Desse modo, com as inúmeras transformações tecnológicas – da chamada Quarta Revolução Industrial – os empresários e líderes tiveram que se moldar às modificações.

Para isso, passaram a rever se realmente seria necessário acompanhar as revoluções e viram que é essencial, pois o negócio fica atrás da concorrência.

Portanto, essa urgência e necessidade de se moldar às transformações, que fez surgir a Gestão 4.0

O que é uma Gestão 4.0

A Gestão 4.0, componente da Quarta Revolução Industrial, período grifado por convergências digitais, físicas e biológicas, é qualificada por sua junção e implementação de elementos digitais para inovar a indústria.

É uma consequência das novas necessidades de administração, obtendo o recolhimento de informações, em tempo real, para tomar decisões assertivas no futuro.

Resumidamente,  a Gestão 4.0 possui dois focos principais:

  • Modernização da indústria a partir da tecnologia
  • Analisar o comportamento do cliente/consumidor 
  • Tornar os processos mais rápidos, eficientes e assertivos

A união desses tópicos permitirá que sua empresa conduza os processos com mais estratégias e crie novas possibilidades de faturamento.

Esse modelo ainda é capaz de realizar mudanças no relacionamento entre os líderes e a equipe, fazendo com que os clientes tenham a melhor experiência possível ao adquirir seus produtos e/ou serviços.

Como dito anteriormente, a Gestão 4.0 é um universo que tem o cliente como centro e, por este motivo, exige muita análise de ações e comportamentos do mesmo.

Considera-se também a mudança dos canais de vendas, com a aparição de e-commerce e, até mesmo, de anúncios pagos em mídias sociais para venda de produtos.

Para conseguir alcançar todo esse movimento, a automação é essencial para as empresas.

E, somente com as novas tecnologias, é possível otimizar e automatizar processos internos, elevar a produtividade, o atendimento, diminuir o retrabalho e ainda conseguir aumentar a segurança das informações.

Nesse viés, aparece o Big Data – área que trabalha na estruturação de informações obtidas em diversas plataformas.

Todos sabemos que temos acesso a muitas informações diariamente, no entanto, fica tudo solto.

Nesse sentido, ao unir dados, seremos capazes de ter insights e base de tomadas de decisão, reduzindo os riscos de erros.

Os 6 pilares da Gestão 4.0

O objetivo da Gestão 4.0, como dito anteriormente, é de realizar uma alavancagem nos negócios através de um gerenciamento novo, que é apto e objetivado em tornar as etapas mais hábeis, rápidas e assertivas.

Desse modo, a empresa tem a finalidade de oferecer aos clientes uma excelente qualidade e experiência de compra, em conjunto com seus produtos e/ou serviços.

Para ajudar nisso, a Gestão 4.0 possui 6 pilares principais.

Confira a seguir! 

  1. Relacionamento com o consumidor

Essa relação é baseada em ter o cliente no centro.

Esse pilar busca compreender o que o seu consumidor necessita.

Sabemos que, atualmente, os clientes possuem muito acesso a dados informacionais de empresas.

Por este motivo, eles têm poder de decisão de compra muito acertado a partir de experiências divulgadas por outros clientes.

Nesse sentido, a primeira ação quando se fala da Gestão 4.0, é entender e conhecer profundamente o seu cliente, garantindo-lhe experiências de compra, fidelização e consequente recomendação.

Mas para isso, será necessário que a empresa realize alguns processos, como:

  • Avaliação de interação com seus clientes, identificando onde pode haver melhorias
  • Aprendizado acerca da comunicação com o cliente, por via das mídias sociais em que ele está presente
  • Ouvir feedbacks e críticas construtivas do cliente para melhorar ainda mais o seu produto ou serviço
  1. Diversificação dos canais

Ao priorizar o cliente no centro das atenções da empresa, torna-se mais fácil compreender quais mídias sociais ele utiliza e qual a preferência para manter contato.

Desse modo, é essencial fornecer opções de canais de vendas para que sua estratégia de vendas consiga aproximar as relações com os consumidores.

Portanto, a Gestão 4.0 indica que a empresa seja multicanal, ou seja, tenha diversas formas de vendas, como:

  • Redes Sociais
  • Telefone
  • Chatbot
  • E-mail
  • Lojas físicas
  • E-commerce
  • mais! 

Por fim, possui o objetivo de alcançar as expectativas norteadas ao consumo, obtendo feedbacks e criando novas estratégias para melhorar o marketing e comercialização de produtos e/ou serviços.

  1. Análise de informações

A informação é um dos processos mais valiosos e imprescindíveis para uma empresa.

A partir destas informações, será possível ter ações estratégias assertivas e fundamentadas no seu próprio negócio, gerando grandes resultados.

Diariamente, dados informacionais são gerados por consumidores, colaboradores e outros departamentos.

Com isso, a análise de informações e desses dados, servirá como um norte para empresas implementadas na Gestão 4.0.

  1. Automação

A automação se relaciona diretamente com a etapa digital dos processos.

É uma forma de tornar os processos mais digitais, permitindo uma grande análise de dados, em tempo real, e uma decisão mais assertiva.

Isso gera uma grande eficiência na empresa, ferramentas tecnológicas acessíveis e aptas para empresas, independente do tipo de porte.

As vantagens da automação envolvem otimização de etapas dentro da empresa, elevação da produtividade, diminuição de custos e retrabalho, aumento da qualidade de atendimento e segurança de informações. 

  1. Equipes de alta performance

A inteligência humana ainda é um dos processos mais importantes para qualquer empresas.

Independente das inúmeras inovações na tecnologia, são pessoas que criam estratégias e as colocam em ação.

Com a Gestão 4.0, os princípios se tornam: eficiência e produtividade. 

O mercado está muito concorrido e é importante aplicar na profissionalização dos funcionários e valorização de qualidades, para que sua equipe tenha uma alta performance de trabalho.

  1. Integração dos setores

A Gestão 4.0 tem em sua composição a coesão e a junção de fluxos operacionais.

São compostos responsáveis por construir a padronização das etapas e fortalecer a cultura organizacional.

Um outro fator é que consegue integrar os funcionários e departamentos de toda a empresa, para que haja redução de erros na comunicação interna.

Nesse sentido, é possível promover a unificação da empresa com:

  • Promoção de ambiente de trabalho agradável e colaborativo
  • Periodicidade das reuniões, com oportunidade de voz a todos departamentos
  • Apresentação de relatórios com resultados que mostre a verdadeira contribuição de cada
  • Fortalecimento da comunicação interna 

Quais as vantagens e impactos da Gestão 4.0 na empresa?

Diversas são as vantagens de aplicar a Gestão 4.0 em sua empresa e estas vão além do que apenas alavancar lucros e conseguir bons resultados para os consumidores.

Ademais, a gestão interna da empresa também ganhará com esse tipo de gestão.

A seguir, separamos algumas vantagens:

  • Sua empresa se torna ágil para tomar decisões assertivas
  • Rápida compreensão prática das necessidades
  • Visão inovadora e tecnológica dos líderes, que passa informações para o restante da equipe
  • Traçar estratégias de marketing e vendas mais assertivas, com grande valor somado à marca
  • Sobra mais tempo para investir em outras atividades 
  • Competitividade da empresa

Além dessas, há outras vantagens que explicaremos detalhadamente:

Aposte na coleta e utilização de dados

Caso a sua empresa ainda não possua uma efetiva coleta de dados informacionais, já passou da hora.

Sem isso, será muito difícil otimizar etapas internas na empresa e, consequentemente, conseguir adaptá-las ao nível tecnológico no qual ela está.

Portanto, captar e analisar informações deverá ser o primeiro passo a ser dado numa empresa para implementar com sucesso a Gestão 4.0.

Entretanto, sempre é bom verificar a fonte desses dados, pois varia de empresa para empresa.

Assim, inicie a coleta de dados em sua empresa.

Para o seu melhor entendimento, trazemos esses exemplos:

  • Uma empresa varejista digital de roupas de praia
  • Uma fábrica de smartphones

No comércio digital de roupas de praia, é totalmente compreensível realizar a coleta de informações referentes ao comportamento da sua persona.

Como eles veem a loja? Que tipo de peça é o estilo dos seus clientes? Qual é o produto em potencial de vendas? Qual horário de maior acesso ao site? E muitas outras informações.

Já quando nos remetemos a uma fábrica de smartphones, os dados mais relevantes dirão respeito ao desenvolvimento de códigos e estruturas. Em seguida, quais os bugs mais comuns? Onde estão os impasses no desenvolvimento de um novo aparelho?

Digitalize os processos

Do início da leitura até esse ponto, já entendemos como a Gestão 4.0 é o resultado de uma imensa transformação digital.

Dessa forma, é o ponto-chave para o negócio alcançar produtividade, redução de gastos internos, otimização de tarefas e melhora da qualidade de produtos e/ou serviços. 

Uma outra vantagem de digitalizar os processos é a chance de conseguir corrigir prováveis erros e melhorar a estrutura das etapas de produção.

Para isso, os dados informacionais são essenciais.

Além disso, os processos digitais facilitam a obtenção de dados.

A partir disso, os líderes terão insights positivos, sendo possível ajustar todos os processos e ainda trazer inovações. 

Não descuide da manutenção preventiva

Sabemos que as empresas necessitam de manutenção, assim como nosso carro.

Ademais, funcionários adoecem, há erros na logística, máquinas param de funcionar… 

Desse modo, estar sempre realizando manutenções preventivas é investimento para sua empresa e não um gasto desnecessário.

Por este motivo, é fundamental prevenir e não acontecer imprevistos que darão prejuízos ao seu cliente.

Assim, empresas com manutenções preventivas passam uma imagem de segurança e confiabilidade às equipes.

Sem mencionar que quando há uma boa organização no sistema de dados, é possível realizar a manutenção preditiva.

Usando a inteligência artificial que tem a capacidade de verificar erros no sistema e problemas de logística, os líderes poderão antecipar a demanda por futuras manutenções.

Além disso, haverá uma diminuição significativa de gastos com manutenção e estrutura de toda a etapa produtiva.

Quais são as ferramentas essenciais para aplicação da Gestão 4.0?

Várias são as ferramentas no mercado que possibilitam a Gestão 4.0 em empresas.

Estas são focadas exatamente na implementação da Indústria 4.0, automatizando e revolucionando as etapas da empresa.

Nas próximas linhas confira mais sobre as plataformas que inovam a sua empresa digitalmente.

BPMS

Para uma boa gestão, uma dos principais pontos é a automação dos processos das empresas.

Considerando isso, tem-se o BPMS – Business Process Management Suite.

Esse é um sistema que automatiza a gestão de etapas da empresa, gerenciando o trabalho e dando organização às atividades laborais.

Tudo será possível realizar através de modelos personalizados para cada negócio.

CRM Omnichannel

O CRM – Customer Relationship Management já é conhecido por sua característica principal: gerir a relação do cliente com a empresa.

Quando há integração desta plataforma com diversos canais de comunicação, a chamamos de CRM Omnichannel.

Surgiu como uma promessa de solucionar e otimizar a experiência do consumidor para com a sua marca.

É possível iniciar uma conversa via telefonia e finalizar a venda por WhatsApp ou e-mail, por exemplo. 

Além disso, facilita o contato e deixa o cliente mais satisfeito e fidelizado, alcançando, consequentemente, mais vendas.

Analytics

As ferramentas chamadas de Analytics são as responsáveis por obter e analisar informações.

A utilização dessa plataforma na empresa auxilia no alcance de metas pré-estabelecidas no planejamento estratégico. 

É uma solução ideal para empresas digitais, pois é apta para lidar com muitos dados e produtor de insights importantes.

ECM

Já a Enterprise Content Management é responsável por armazenar e, em conjunto, gerenciar todos os documentos, informações e fotografias da empresa.

Além disso, organiza as etapas burocráticas, facilitando a procura e compartilhamento de documentos.

Com poucos cliques, será possível ver o histórico de interações e compras dos clientes, ajudando os líderes e gestores.

O que é um líder 4.0?

A Liderança 4.0 surge no contexto da transmutação digital, quando as empresas introduzem novas ferramentas e tecnologias de automatização do processo.

Assim, precisam de líderes mais avançados para mudar de ideia e ser rápido para acompanhar as notícias.

O líder 4.0 é o gestor capaz de enfrentar os desafios da digitalização das empresas.

É uma pessoa capaz de adaptar sua rotina a processos automatizados e mais eficientes; tem visão estratégica, processos decisórios com foco em dados e resultados; e são capazes de acompanhar equipes de alta performance.

Apesar do uso frequente de ferramentas tecnológicas, a liderança 4.0 é humana e próxima de seus colaboradores. O objetivo é desenvolver competências que levem à inovação.

Portanto, um bom líder 4.0 é aquele que precisa saber se organizar e desenvolver diversas características que condizem com o cargo.

Por exemplo, ter empatia, ser flexível, ter resiliência, buscar engajamento e dentre outros.

Devendo também atuar como facilitador do diálogo e promoção dos funcionários.

Desse modo, a gestão 4.0 terá um enorme impacto na produtividade de várias maneiras, incluindo a produção em larga escala, melhora da eficiência dos recursos e aumento da produtividade no trabalho.

Conclusão

A Tecnologia e Indústria 4.0 também se tornou uma realidade no Brasil, embora em um ritmo bem mais lento do que nos países desenvolvidos.

Para levar o país a outro patamar, a revolução que realmente precisa acontecer agora é uma mudança na mentalidade dos profissionais. Este é o lugar onde o líder 4.0 se trata.

Ele tem que preparar seus colaboradores para aceitar novos processos movidos pela tecnologia, orientá-los da maneira certa, facilitar o desenvolvimento, extrair os melhores parceiros para o crescimento da empresa.

O acesso à tecnologia é inútil se os funcionários não a estiverem usando adequadamente. A verdade é que as pessoas mudam de empresa e, sim, precisam poder usá-las para melhorar seus procedimentos de trabalho.

Se a sua empresa ainda não se adaptou à Gestão 4.0, esperamos que este artigo tenha ajudado! 

Lembrando que a Revelo é especializada em te ajudar, com foco no aumento de produtividade, desenvolvimento e recrutamento de talentos.

Inúmeras empresas utilizam a Revelo para alavancar suas habilidades produtivas, tornando ainda mais competitivo no mercado e, assim, ajudando no crescimento econômico.

Mas o que isso tem a ver com Gestão 4.0? 

A resposta está nas ferramentas que a Revelo possui para colocar a empresa no centro da revolução tecnológica, através de candidatos líderes 4.0

Ainda assim, a tecnologia que usamos reúne tudo em um só lugar, e a inteligência de dados oferece resultados verdadeiramente transformadores.

O método utilizado pela Revelo faz parte da Quarta Revolução Industrial!

Por isso, nossas ferramentas estão totalmente alinhadas aos pilares da Gestão 4.0. 

E aí, gostou do conteúdo? Acesse o nosso blog e confira muito mais!