Gestores de tecnologia: entenda o trabalho dos CIOs e CPOs

0
Share

Entenda a importância do trabalho dos gestores de tecnologia, como os CIOs e CPOs, profissionais cada vez mais requisitados nas empresas e startups. Confira!

Os gestores de tecnologia, como os CIOs e os CPOs, desempenham papeis primordiais nas empresas e startups em meio à ascensão de novas tecnologias e ao cenário de transformação digital nas empresas.

Os dados mais recentes da consultoria IDC indicam o crescimento de 12,2% no mercado de TI brasileiro em 2020. A tendência é que continue em alta em 2021, tornando essas funções ainda mais fundamentais para as organizações.

Quer saber mais sobre o universo dos gestores de tecnologia? Confira a seguir as habilidades e responsabilidades dos CIOs e CPOs, bem como, a importância desses profissionais para o sucesso da empresa!

  1. O que faz um CIO?;
  2. Confira 7 habilidades e funções do CIO;
  3. O que faz o CPO?;
  4. Confira 5 habilidades e funções do CPO.

O que faz um CIO?

O CIO (Chief Information Officer), é o profissional responsável pela área de Tecnologia da Informação (TI), bem como, pelo direcionamento dos projetos de inovação. Pode ser denominado também por Diretor de Tecnologia da Informação ou Gerente de TI.

É o profissional responsável pela administração dos recursos, das estruturas e dos colaboradores da área de TI. Além disso, é responsável por garantir que os projetos sejam concluídos no prazo e no orçamento previsto.

Em resumo, é o profissional focado em direcionar da melhor forma os recursos de TI, para alcançar as metas e os objetivos. Para isso, precisa avaliar constantemente como os recursos podem desempenhar um papel estratégico nos negócios.

Por outro lado, uma das atividades do CIO é supervisionar a aquisição e implementação dos produtos de TI, como softwares e hardwares.

No entanto, os CIOs também costumam delegar tarefas mais operacionais para outros profissionais da equipe com habilidades de gerenciamento. Afinal, o CIO precisa se concentrar em atividades mais estratégicas relacionadas a liderança e planejamento.

Em relação à hierarquia, o CIO reporta-se diretamente ao diretor-executivo (CEO), ao diretor de operações (COO) ou ao diretor financeiro (CFO). Além disso, os CIOs podem fazer parte do comitê executivo da empresa.

Em resumo, algumas das responsabilidades do CIO são:

  • Administração dos recursos da área de TI;
  • Gestão das estruturas da área de TI;
  • Gestão dos colaboradores da equipe de TI;
  • Garantir as entregas no prazo e o orçamento;
  • Direcionar os esforços da equipe de TI com foco nos objetivos;

Confira 7 habilidades e funções do CIO

1. Criar o planejamento estratégico de TI

Uma das tarefas do CIO é elaborar o planejamento estratégico de TI, que deverá englobar qual será a contribuição da área de TI na estratégia de negócios da empresa.

Para isso, o CIO precisa reunir-se com outros gestores e com sua própria equipe, para delinear em conjunto, um planejamento estratégico alinhado às estratégias do negócio.

2. Planejar e gerenciar os processos de TI

Outra tarefa do CIO é estruturar o fluxo de processos da equipe de TI, identificando os processos e buscando as melhores formas de otimizá-los.

Para isso, deve responder questões sobre:

  • Qual a melhor forma da equipe de TI realizar o trabalho?
  • Quais metodologias os colaboradores devem seguir para atingir os resultados?

Desse modo, planejar, estruturar, e compartilhar os processos de TI é essencial para manter a sinergia no ambiente de trabalho. É importante também avaliar e medir constantemente os processos utilizados pela equipe.

3. Garantir que a área de TI apoie os processos da empresa

Em geral, a área de TI possui um amplo conhecimento dos processos de negócios da empresa. Sem dúvida, esse conhecimento é essencial para realizar o trabalho com êxito e implementar as tarefas de forma efetiva.

Em algumas empresas, uma das funções do CIO é liderar a transformação de processos de trabalho, com a inserção de inovações tecnológicas que apoiem os processos da empresa de uma forma otimizada.

5. Priorizar os projetos de TI

Uma das responsabilidades do CIO é selecionar quais os projetos mais relevantes para o negócio. Afinal, é comum que os setores da empresa envolvam a área de TI em diversos projetos. Entretanto, nem sempre é possível atender a todas as demandas.

Nesse momento, o CIO deve ser capaz de perceber quais projetos poderão trazer mais resultados em menos tempo.

Para isso, é necessário ter amplo conhecimento sobre as prioridades da empresa e dos recursos tecnológicos, para garantir que os projetos mais promissores sejam implementados.

6. Monitorar e divulgar os indicadores de TI

O CIO é o gestor encarregado de apresentar os indicadores nas reuniões de acompanhamento dos projetos da área de TI.

Por exemplo, nos casos de não cumprimento das metas, o CIO deverá justificar os motivos que causaram esses resultados e apresentar soluções para alcançar as metas.

7. Gestão dos colaboradores de TI

O CIO também é responsável pela gestão de pessoas da área de TI. Sem dúvida, uma das tarefas essenciais é contratar profissionais com as habilidades e experiências profissionais, de acordo com as necessidades da empresa.

Com certeza, a formação de uma equipe comprometida e com boa sinergia é algo muito relevante para a área de tecnologia da informação.

Além disso, o CIO precisa motivar, inspirar e orientar os colaboradores da equipe de TI a realizarem as tarefas, de forma que atendam à estratégia de negócios da empresa.

O que faz o CPO?

O CPO (Chief Product Officer), também chamado de Diretor de Produtos, é responsável pela estratégia de produtos da empresa. Desde a concepção do projeto, produção, mapeamento, correção de problemas e melhorias.

O objetivo principal desse gestor é garantir que as funções sejam desempenhadas com eficiência e também estejam alinhadas com a estratégia de negócios da empresa. Bem como, de liderar a criação de produtos que agreguem valor aos clientes e à organização. 

Além disso, tem o papel de supervisionar os principais líderes de produto, como o Diretor de Produto, o Diretor de UX, o Chefe de Análise de Produto e o Diretor de Marketing de Produto. Em geral, os CPOs se reportam ao CEO da empresa.

Em resumo, algumas das responsabilidades do CPO são:

  • Criar a estratégia e visão de produto;
  • Desenvolvimento de produto;
  • Marketing do produto;
  • Design de produto;
  • Análise e métricas do produto;
  • Realizar pesquisas de usuários;
  • Entrevistar, recrutar e supervisionar colaboradores e equipes de produtos.

Confira 5 habilidades e funções do CPO

1. Liderança

Os CPOs possuem excelentes habilidades de liderança para supervisionar toda a concepção e planejamento do produto. Desse modo, poderá garantir que as iniciativas sejam executadas da melhor forma nas equipes internas.

Eles atuam como supervisores dos produtos e são responsáveis ​​pelo desenvolvimento, UX e marketing. Portanto, possuem ampla experiência e conhecimento em gerenciamento de equipes. 

Além disso, os CPOs facilitam a comunicação entre engenheiros, designers e profissionais de marketing. 

2. Visão estratégica do produto

Os CPOs são responsáveis por delinear a visão estratégica do produto, bem como, por direcionar o caminho para sua criação. Para isso, precisam alinhar todos os departamentos da empresa em torno de sua visão. 

Construir a visão e estratégia do produto é uma das responsabilidades complexas do CPO. Pois, requer uma compreensão profunda dos usuários e de seus requisitos. Além da capacidade de entender o cenário geral do mercado para fornecer boas soluções.

3. Sensibilidade para clientes e usuários

Uma das responsabilidades do CPO é entender profundamente os problemas, necessidades e desejos dos clientes e usuários através de pesquisas. 

Essas análises conduzidas pelo CPO são necessárias para construir boas experiências de produto e identificar o posicionamento adequado no mercado em busca do sucesso.

4. Visão para dados

Como líder de produto, o CPO analisa as métricas do ponto de vista da experiência do produto para tomar decisões objetivas baseadas em dados.

Para isso, rastreiam uma ampla variedade de indicadores para avaliar como a empresa está entregando o CPE (Custo por Engajamento CPE), como receita, crescimento de clientes, engajamento e retenção. 

Algumas das métricas acompanhadas são: receita, lucro, atividade do usuário, envolvimento do usuário e taxa de rotatividade e retenção.

Além disso, acompanham internamente o progresso em relação ao planejamento do produto e às metas da equipe.

5. Marketing do produto

O CPO também é responsável por planejar a comercialização e divulgação do produto. Para isso, precisará fornecer informações ao departamento de marketing, para que sejam criadas campanhas de acordo com a estratégia de negócios da empresa.

Revelo: sua plataforma de recrutamento online

Em um cenário altamente competitivo, os gestores de tecnologia precisam contar com uma equipe de profissionais habilidosos e experientes.

Para contratar os talentos ideais, a melhor opção para os CIOs e CPOs é utilizar a plataforma de recrutamento Revelo, um marketplace completo para recrutar os profissionais ideais, de forma ágil e humanizada.

Além disso, com a opção Revelo Remoto, o processo seletivo pode ser realizado totalmente online, desde a entrevista até a assinatura do contrato. Experimente!

Related Posts