Hunting no RH: o que é e como fazer [guia completo 2022]

0
Share

Confira o guia completo sobre Hunting no RH, uma estratégia de recrutamento ativo de candidatos muito utilizada por recrutadores na busca por profissionais qualificados.

Introdução

Hunting no RH é uma metodologia ativa de recrutamento e seleção de talentos, onde o recrutador estuda um mercado de trabalho específico na busca por profissionais especializados para uma determinada posição de forma ativa.

Afinal, todo profissional que trabalha com recrutamento, principalmente na área de tecnologia, sabe que encontrar e contratar candidatos qualificados com todas as habilidades técnicas e interpessoais necessárias não é uma da tarefa simples. 

Por isso, se você trabalha com recrutamento tech, é importante conhecer e colocar em ação a metodologia de caça no RH, denominada hunting, para contratar os melhores profissionais.

Com nossas dicas, você terá mais chances de atrair os melhores talentos com mais agilidade, seja usando redes sociais, networking, ou plataformas de recrutamento. Então, acompanhe a leitura e entenda tudo sobre o que é e como aplicar o hunting no RH!

O que é o processo de hunting no RH?

a esquerda a frase o que é o processo de hunting no RH e a direita homem no laptop

Hunting é uma expressão da língua inglesa que significa caçar. Como o próprio nome indica, o principal objetivo é caçar os profissionais que sejam ideais para cada algum cargo ou função.

Nessa metodologia, a prospecção de candidatos é ativa, portanto, é o recrutador quem busca e faz contato com os profissionais capacitados para a função.  

Em geral, o recrutador ou headhunter, é o profissional responsável por aplicar o hunting nos processos seletivos, focando diretamente na busca por potenciais candidatos. Para isso, realiza uma pesquisa específica detalhada para identificar o candidato ideal.

Dessa forma, o tempo não é gasto com a análise de centenas de currículos fora dos requisitos do cargo e com outras etapas anteriores do processo seletivo.

Em outras palavras, no hunting o recrutamento é invertido, não são os candidatos que inscrevem para um cargo e enviam seus currículos. Neste caso, o contato parte do recrutador, inclusive, os candidatos podem ou não estar a procura de um emprego.

Os profissionais empregados e que não estão procurando ativamente uma oportunidade de trabalho são denominados candidatos passivos. No entanto, isso não significa que não possam estar interessados ​​em outras oportunidades. 

Em alguns casos, eles podem estar abertos a novos empregos, especialmente se estiverem insatisfeitos com suas funções atuais. Por isso, o recrutador deve buscar esses candidatos e usar suas habilidades e networking para abordá-los de forma proativa.

Candidatos passivos são pré-qualificados

Os candidatos passivos possuem amplo conhecimento e experiência, além disso, têm suas carreiras estabelecidas ou em ascensão e não procuram cargos iniciantes.

Com eles, você não precisa passar por etapas excessivas de testes para garantir as habilidades requeridas, pois, esses candidatos já foram pré-qualificados por suas empresas atuais.

Segundo pesquisa do LinkedIn, os candidatos passivos representam cerca de 70% da força de trabalho global. Portanto, desconsiderá-los durante o recrutamento, significa omitir uma quantidade significativa de talentos. 

Vantagens do hunting nos processos seletivos

a esquerda a frase: vantagens do Hunting no RH e a direita ilustração de uma mulher feliz

1. Ampliar pool de talentos

Um dos benefícios é atrair candidatos passivos que normalmente não responderiam a um anúncio de emprego, principalmente em áreas concorridas como de tecnologia. Desse modo, é possível ampliar seu pool de talentos e atrair candidatos com mais experiência. 

2. Melhorar a eficiência

Com a metodologia hunting no RH, você poderá melhorar a eficiência do processo seletivo assumindo a tarefa de encontrar e abordar candidatos, usando suas habilidades e experiência para identificar os profissionais mais adequados para o cargo.

Dessa forma, você poderá economizar seu tempo eliminando a necessidade de filtrar um grande número de currículos de profissionais que não estão qualificados e apresentando apenas os candidatos mais relevantes.

3. Processo mais assertivo

Quando o recrutador, principalmente na área de tecnologia, possui experiência e trabalha com recrutamento ativo, pode ser mais fácil identificar os melhores talentos e contratar pessoas de acordo com o fit cultural da empresa.

Consequentemente, poderá aumentar a probabilidade daquele profissional permanecer na empresa a longo prazo e trazer muitos resultados positivos.

4. Manter o recrutamento confidencial

Existem alguns cargos específicos, principalmente aqueles de alto nível, que você pode não querer tornar público, o que pode dificultar a divulgação da vaga. 

Neste caso, usando a metodologia hunting no RH, poderá realizar todo o processo seletivo em sigilo, permitindo que você atraia candidatos sem tornar a vaga publicamente disponível.

5. Segmenta candidatos passivos

O recrutamento tradicional busca os profissionais que estão procurando ativamente um emprego. Já a metodologia de hunting no RH, seleciona e faz contato com pessoas que não estão procurando uma nova posição, mas são qualificadas para o cargo.

Desvantagens do hunting no RH

a esquerda a frase Desvantagens do Hunting no RH e a direita homem com mão na cabeça pensando

1. Tempo desprendido pelo RH

O processo de hunting no RH, apesar de parecer simples, precisa ter um planejamento estratégico para encontrar os profissionais ideais. Para isso, é preciso de tempo para a equipe de RH e recrutadores planejarem todas as etapas do processo.

2. Custos para desenvolver o processo

Para aplicar a metodologia de hunting no RH, os headhunters e recrutadores precisam utilizar algumas ferramentas como redes sociais e plataformas de recrutamento.

A rede social mais utilizada é o LinkedIn, mas é preciso ter um perfil premium para entrar em contato com os candidatos que não fazem parte da rede de contatos.

Em geral, as plataformas de recrutamento também cobram das empresas e recrutadores para buscar os candidatos e realizar o processo seletivo de forma automatizada.

Como fazer o Hunting no RH?

a esquerda a frase Como fazer o Hunting no RH e a direita mulher com rede na mão tentando caçar candidatos

Passo a passo do hunting no RH

1. Compreender as necessidades do cargo em relação à experiência profissional, habilidades e qualificações com a descrição do trabalho. Considere as características mais importantes que o profissional deve ter para ocupar esse cargo.

2. Criar uma lista com os requisitos necessários para contratar este profissional. Caso a empresa não possua as ferramentas certas para realizar esse recrutamento ativo com qualidade, considere contratar uma plataforma de recrutamento especializada.

3. Em seguida, é preciso começar a buscar ativamente os candidatos relevantes que podem estar trabalhando em funções semelhantes e também selecionar candidatos aptos com a vaga que estão disponíveis no mercado ou desempregados.

4. Fazer contato com os candidatos e agendar um bate-papo por telefone.

5. Nessa reunião, uma abordagem amigável fará com que os candidatos passivos se sintam mais confortáveis ​​e abertos às propostas. Nesse momento, busque descobrir suas habilidades reais e situação atual no mercado.

6. Após a análise do conjunto de profissionais selecionados, faça uma seleção dos candidatos mais adequados para apresentar aos gestores. Os pontos fortes e fracos de um profissional devem ser bem detalhados, considerando as necessidades do cargo.

7. O próximo passo será agendar entrevistas com os candidatos selecionados diretamente com o gestor da equipe, e quando necessário, com outros membros da equipe.

8. Após escolher o candidato ideal, é preciso enviar uma Proposta de Valor do Empregador (EVP). É fundamental ter um EVP forte para atrair profissionais qualificados e colocar a empresa na frente da concorrência, principalmente na área de tecnologia.

9. Adesão do candidato para a proposta oferecida pela empresa.

10. Fazer o acompanhamento pós-contratação para ter certeza de que o candidato escolhido para a função era realmente o profissional ideal.

Proposta de Valor do Empregador (EVP)

Lembre-se, a proposta de valor deve estar presente na essência da estratégia de employer branding da empresa e envolve diversos fatores, por exemplo:

  • Benefícios como férias, plano de saúde, auxílio alimentação;
  • Flexibilidade de horário, opção de home office ou híbrido;
  • Salário competitivo e plano de carreira com promoções;
  • Desenvolvimento de carreira, avaliação desempenho e feedback;
  • Ambiente de trabalho com equilíbrio entre vida pessoal e profissional;
  • Cultura da empresa, missão, valores e objetivos.

Esse conjunto de ações pode fazer a diferença no motivo pelo qual os profissionais optam por trabalhar para uma empresa, ao invés de outra. Por isso, os recrutadores devem considerar o EVP como uma ferramenta estratégica para atrair talentos.

Banco de dados

Os bancos de dados e sistemas de informação de Recursos Humanos contribui com a acessibilidade organizacional. Como consequência, faz com que todos os membros da equipe tenham acesso a informações de maneira rápida e eficaz em toda a empresa. 

Em outras palavras, o banco de dados mantém as informações dos colaboradores seguras, organizadas e com fácil acesso para que sejam usados estrategicamente. 

Por exemplo, no RH uma boa gestão de bancos de dados é fundamental para realizar os processos seletivos de forma ágil e eficaz, fazer a admissão dos profissionais e ter controle do índice de turnover da empresa.

Redes Sociais

O uso das redes sociais nos processos seletivos está ganhando cada vez mais espaço nas rotinas de hunting no RH.

Além de ajudar no contato mais direto, ajuda a fazer uma triagem por especializações, experiência, colaborações nas empresas anteriores e redes de relacionamento.

Desse modo, os recrutadores e headhunters podem entrar em contato com o candidato nas plataformas de mídias sociais. Por exemplo, no Twitter e Instagram, os recrutadores são capazes de atrair candidatos e fazer contato de forma mais natural.

LinkedIn

A rede social profissional LinkedIn atrai pessoas de todas as áreas, criando um potencial conjunto de talentos para as empresas. De forma simples, você pode se conectar com todos esses profissionais e entrar em contato com eles para vagas abertas. 

No LinkedIn, as pessoas estão mais abertas a conversar com recrutadores e empresas. Veja a seguir dois recursos que você pode usar para pesquisar candidatos:

Recursos de pesquisa

O LinkedIn possui uma função de pesquisa poderosa que permite inserir palavras-chave para localizar candidatos passivos, por exemplo, local, função ou setor. 

As palavras-chave podem ajudá-lo a restringir suas escolhas filtrando os candidatos conforme a educação e a experiência necessárias para sua vaga de emprego aberta. Isso permitirá que você se conecte com os candidatos que se encaixam na vaga e empresa.

Pessoas também visualizadas

No LinkedIn, outra forma de encontrar candidatos passivos relacionados ao seu segmento é usar o recurso pessoas também visualizadas. 

Essa é uma ferramenta que aparece no lado direito do perfil da empresa ou candidato e fornece informações sobre as pessoas que visualizaram a página no LinkedIn. 

Às vezes, esse recurso mostra perfis sugeridos com base em afinidades, como o segmento de trabalho ou palavras-chave.

Twitter

O Twitter é outra rede social que você pode usar para alcançar candidatos passivos. Pois, ele fornece muitas ferramentas para encontrar candidatos potenciais, como:

Listas do Twitter

As listas do Twitter permitem selecionar grupos de usuários com interesses semelhantes. 

Por exemplo, se você quiser apenas ler os tweets dos desenvolvedores de uma empresa de jogos, poderá criar uma lista com os perfis dos desenvolvedores que trabalham nessa empresa.

Desse modo, você pode usar as listas do Twitter para recrutar candidatos passivos reunindo as pessoas que deseja contatar em um só lugar. 

Em seguida, sempre que encontrar um candidato em potencial para uma vaga, você poderá enviar uma mensagem para ele e adicioná-lo à lista. Além disso, tornar sua lista do Twitter pública também despertará o interesse dos candidatos em sua empresa.

À medida que mais pessoas forem adicionadas à lista, sua empresa terá uma presença maior no Twitter. Essa prática pode aumentar suas chances de obter respostas das pessoas da lista, se você decidir entrar em contato por meio de mensagens privadas.

Busca Avançada

Assim como o LinkedIn, o Twitter oferece uma função de busca avançada para localizar candidatos usando critérios como palavras-chave, hashtags, idiomas e localização. 

Além disso, as pessoas também podem usar a ferramenta para marcar e mencionar usuários que possam estar interessados ​​em sua oportunidade de trabalho.

Hashtags

As famosas hashtags também podem ajudá-lo a localizar candidatos ao usar palavras-chave específicas para cada habilidade, dessa forma, você poderá encontrar talentos que possam estar interessados ​​em seu cargo

Uma dica é usar geradores e ferramentas de hashtags online para ajudá-lo a gerar, visualizar e usar as hashtags de forma eficaz.

Plataformas especializadas para hunting ativo

Saber onde fazer essa caça e aplicar a metodologia de hunting no RH é fundamental para potencializar a busca por profissionais qualificados. Por isso, contratar uma plataforma de recrutamento é essencial para ter acesso a perfis pré-selecionados.

Confira algumas dessas plataformas:

Revelo

A Revelo é uma empresa especializada em recrutamento e seleção de profissionais de tecnologia e oferece para as empresas em seu marketplace candidatos qualificados em diversas especialidades e níveis de carreira.

A plataforma utiliza tecnologias exclusivas para pré-selecionar seus candidatos, que incluem testes técnicos e análises criteriosas que comprovam as habilidades dos profissionais.

Ao contratar a Revelo, você pode descrever a posição em detalhes, convidar candidatos para o processo seletivo e agendar entrevistas diretamente pela plataforma.

Gupy

A Gupy é uma startup de recursos humanos que disponibiliza um banco de vagas com oportunidades para diversas áreas de trabalho e níveis de carreira, incluindo estágio.

A ferramenta oferece para as empresas contratantes uma triagem rápida, com a listagem de candidatos por afinidade com a vaga ofertada. Além disso, é possível criar um banco de currículos ou buscar no banco de dados da própria plataforma.

Geekhunter

A GeekHunter é um site de recrutamento de desenvolvedores e engenheiros de softwares onde as empresas têm acesso aos perfis dos profissionais cadastrados para enviar convites de entrevistas.

Na plataforma, o recrutador tem acesso ao perfil profissional, acadêmico e técnico dos candidatos, incluindo os resultados dos testes já realizados. Dependendo do momento do mercado, contará com mais oferta de candidatos capacitados para a demanda.

Boas práticas de Hunting no RH e dúvidas frequentes

a esquerda boas práticas de Hunting no RH e a direita homem no laptop

Como abordar os candidatos?

A primeira abordagem acontece com uma conversa informal por telefone, para que o recrutador ou headhunter entenda qual a situação atual do candidato e avalie se corresponde com as necessidades da empresa.

O objetivo dessa fase é entender e fazer uma seleção dos profissionais mais qualificados para o cargo, criando um ranking de acordo com a possibilidade da contratação ser mais assertiva.

Nesse momento, devem ser indicados os pontos fortes e fracos de cada candidato, para que o profissional ideal seja selecionado conforme as expectativas da empresa.

O que é hunting ativo?

A hunting ativo é quando o recrutador busca pelo profissional com todas as habilidades e experiência necessárias para a função, de acordo com os objetivos e cultura da empresa.

Para isso, é essencial fazer networking, seguir o perfil do candidato nas redes sociais e criar conexões. Em seguida, você poderá se comunicar com a pessoa e compartilhar conteúdos sobre metas de negócios, carreira, valores da empresa.

O que é Hunting E-sourcing

Hunting E-sourcing é a alocação de profissionais com a ajuda de um fornecedor especializado no assunto, por exemplo, as plataformas de recrutamento. Ao contratar esse serviço, principalmente na área de tecnologia, a empresa terá muitas vantagens.

Por exemplo, a redução de custos na contratação, diminuição do turnover, recolocação rápida em casos onde o candidato selecionado não se adapta a função ou empresa, além da facilidade em realizar testes técnicos e comportamentais.

O que é uma visão generalista?

Uma visão generalista em recrutamento e seleção é quando o recrutador ou headhunter possui conhecimentos sobre diversos aspectos de um negócio ou mercado. Por exemplo, gestão, tecnologia, finanças, rh, marketing, entre outras.

Em geral, o profissional de rh com a visão generalista passou por diversas experiências profissionais e, consequentemente, aprendeu um pouco sobre cada assunto e áreas de trabalho.

Quando apostar no Hunting de profissionais?

a direita a frase Quando apostar no Hunting no RH e a esquerda baralho de cartas

Busca booleana

A busca booleana é muito utilizada na metodologia de hunting no RH e pode ser feita em qualquer mecanismo de busca na Internet utilizado determinados símbolos. Confira a seguir cinco elementos da busca booleana.

1. AND: colocar AND entre as palavras-chave de pesquisa permitirá que os resultados do usuário incluam ambas (ou todas) as palavras-chave. Os termos de pesquisa que seguem o AND devem aparecer nas strings da pesquisa.

2. OR: o usuário escreve OR quando deseja pesquisar algo que tenha a possibilidade de incluir um ou outro conjunto de termos de pesquisa. Dessa forma, todas as possibilidades de combinação aparecerão.

3. NÃO: quando um usuário não deseja que um termo de pesquisa específico apareça nos resultados, para isso, ele escreve NÃO após o termo de pesquisa preferido. Em geral, isso impedirá que os termos apareçam.

4. Aspas “”: quando os usuários desejam pesquisar uma frase exata podem usar aspas em torno dessa frase.

5. Parênteses (): a colocação de parênteses permite separar os termos e dar preferência aos especificados.

Confira algumas maneiras de usar a lógica booleana em pesquisas:

  • Pesquisas entre aspas: Para uma frase exata, coloque a frase entre aspas. Por exemplo, digite “desenvolvedor front-end”. 

  • NÃO: Digite a palavra NÃO em letras maiúsculas imediatamente antes de um termo de pesquisa para excluí-lo dos resultados da pesquisa. Isso normalmente limita seus resultados de pesquisa. Por exemplo, desenvolvedor NÃO back-end.

  • OR: digite a palavra OR letras maiúsculas para ver os resultados que incluem um ou mais itens em uma lista. Isso normalmente amplia seus resultados de pesquisa. Por exemplo, back-end OR front-end OR full-stack.

  • AND: Digite a palavra AND em letras maiúsculas para ver os resultados que incluem todos os itens em uma lista. Por exemplo, desenvolvedor E programador E arquiteto de software.

  • Parênteses: no caso de uma pesquisa complexa, você pode combinar termos usando parênteses. Por exemplo, para encontrar pessoas que têm a habilidade de front-end em seus perfis, mas excluem back-end ou full-stack, digite front-end NOT (back-end OR full-stack).

Benefícios da busca booleana

Ao aplicar esses elementos adequadamente, com as palavras-chave desejadas, você pode criar uma variedade de operações de pesquisa. 

Neste caso, não há limite para a frequência com que você pode usar qualquer um desses elementos em uma pesquisa. Portanto, você pode criar strings de pesquisa muito específicas, o que economizará muito tempo na filtragem dos resultados.

Diferenças entre search e hunting

a esquerda a frase diferenças no search e Hunting no RH e a direita mulher sorrindo de blazer

O recrutamento tradicional é geralmente feito pelo departamento de recursos humanos, considerando os candidatos que estão a disponíveis no mercado e demonstram interesse em trabalhar na empresa.

Dessa forma, a vaga é anunciada e os profissionais interessados no cargo enviam seus currículos ou preenchem formulários, disputando a oportunidade.

O recrutamento por search é uma ótima uma opção para funções operacionais, cujas definições sobre competências técnicas são bem definidas e buscam profissionais mais técnicos.

Em alguns casos, essa busca mais passiva é o suficiente pode ter bons resultados. Principalmente, quando o recrutador cria um anúncio direto e claro com todos os requisitos necessários e divulga de maneira adequada.

Porém, dependendo do cargo que precisa ser preenchido ou do perfil profissional buscado, é preciso usar outras estratégias como de hunting no RH.

Hunting

O Hunting de profissionais é um método de recrutamento para necessidades mais específicas, quando o recrutador busca um profissional especializado, independente de sua colocação atual no mercado.

Neste caso, o headhunter ou recrutador busca de forma ativa os profissionais mais indicados, por meio de sua rede de contatos, considerando as principais necessidades do cargo.

Em seguida, faz uma abordagem para entender o interesse daquele candidato. Nesses casos, é recomendado a proposta de Valor do Empregador (EVP) seja competitivo em relação ao mercado, já que o objetivo é atrair talentos.

Conclusões sobre hunting no processo seletivo

O recrutamento de profissionais com a metodologia de hunting pode ser mais trabalhoso para os recrutadores, principalmente, quando você tem pouca experiência no assunto.

Porém, utilizar essa forma de seleção de candidatos tornou-se essencial para encontrar profissionais qualificados e contratar os melhores talentos conforme os objetivos e valores da empresa. 

Além disso, ao utilizar o hunting no RH, você fica no controle do processo seletivo e, consequentemente, aumenta suas chances de sucesso na contratação.

Por exemplo, como citamos anteriormente, a técnica de busca booleana poderá contribuir muito as ações de recrutamento ativo. Por isso, se você não tem experiência com recrutamento ativo, poderá começar estudando mais sobre isso.

Além disso, o recrutamento ativo pode ser automatizado. Com certeza, a automação poderá economizar muito tempo dos recrutadores que estão em busca de profissionais qualificados, principalmente na área de tecnologia.

Revelo: sua plataforma de recrutamento tech

Agora que você já entendeu mais sobre o processo de hunting no RH, basta escolher a plataforma de recrutamento ideal para auxiliar você nesse processo.

A Revelo utiliza tecnologias exclusivas para pré-selecionar seus candidatos, que incluem testes técnicos e análises criteriosas que comprovam as habilidades dos profissionais.

Para isso, a plataforma utiliza recursos de inteligência artificial e machine learning, que usam o poder dos dados para selecionar os talentos mais capacitados.

Além disso, com a opção Revelo Remoto, sua empresa pode realizar o processo seletivo de forma totalmente digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato.

Vantagens que só a Revelo oferece

  • Acesse um marketplace tech com engajamento efetivo de 9 entre 10;
  • Descreva o perfil, escolha os candidatos e faça entrevistas na plataforma;
  • Selecione os candidatos por habilidades ou experiências profissionais;
  • Receba suporte especializado para buscar os melhores talentos para sua empresa.

Faça seu cadastro e veja uma demonstração da plataforma. Experimente!

Sobre a autora: Tárin Reis, Jornalista e Redatora especialista em conteúdo web sobre tecnologia, carreiras e capacitação profissional.

Related Posts