Machine learning: as máquinas vão eliminar seu trabalho ou ajudar a conquistar seu próximo emprego?

0
Share

O que é machine learning?

Essa é uma pergunta essencial para compreender o atual contexto da revolução tecnológica, não é mesmo?

Ter receio da inteligência artificial e do machine learning é normal.

Avanços em reconhecimento de voz, chats com robôs, aspiradores que se locomovem livremente pela casa, realidade virtual, máquinas que desafiam e vencem humanos em jogos de xadrez e algoritmos que determinam conexões em redes sociais.

Se você não arregala os olhos ao contemplar todas essas situações, é porque ainda não entendeu: o machine learning e a inteligência artificial vieram para ficar.

E vão modificar o mercado de trabalho de maneira definitiva.

Mas, em vez de tentar se proteger do avanço das máquinas, você pode usar a tecnologia para impulsionar sua carreira e até para encontrar seu próximo emprego.

Ficou interessado? Então siga a leitura.

O que é machine learning

Machine Learning é  um método de automatização da análise de dados que permite aos computadores encontrarem soluções e atalhos para problemas e situações sem que eles tenham sido explicitamente programados para tal tarefa.

Em um programa normal, o desenvolvedor estabelece como objetivo que o carrinho percorra o máximo possível de terreno em um prazo de cinco minutos.

Na programação, define-se que se o carrinho encontrar resistência à frente, deve recuar e dobrar para a direita, digamos.

Já com machine learning, o desenvolvedor de software apresenta o problema (a resistência ocasional), algumas variáveis e fornece dados para a máquina, que passa a testar alternativas até encontrar as melhores soluções para a trajetória do carrinho.

Mas a gente sabe que você não está preocupado com carrinhos, e até ai tudo bem.

Tudo bem: os carros inteligentes do Google, aqueles que não precisam de motoristas, usam machine learning.

Os da Tesla, a maior empresa de veículos elétricos do mundo, também.

Mas esse exemplo é só uma pequena peça desse quebra-cabeça.

Uma característica do machine learning é que a curva de aprendizagem é muito veloz, bem mais rápida do que a de um ser humano.

É por isso que essa tecnologia está cada vez mais presente na nossa vida.

Então, mais do que entender em teoria o que é machine learning, vale a pena ir mais a fundo com alguns exemplos:

  • Determinação dos resultados para as buscas no Google
  • Previsão de falhas em equipamentos e máquinas
  • Detecção de invasões em redes
  • Reconhecimento de voz
  • Carros sem motorista
  • Feeds, sugestões de amizades e interesses em redes sociais
  • Definição de anúncios baseados em texto e imagem
  • Análise de padrões de fraudes
  • Sistemas de entregas por drones
  • Processos automáticos de estocagem e logística
  • Listagem de ofertas relacionadas ao seu padrão de compras e buscas.

Algumas dessas situações estão presentes no nosso cotidiano de forma bastante intensa.

As buscas no Google, por exemplo, já fazem parte da rotina da maior parte dos seres humanos.

E o que representa essa atividade?

A inteligência artificial, já que a conexão do termo buscado com o resultado oferece respostas para dúvidas ou problemas do usuário. 

Mas e qual é a consequência do machine learning para o mercado de trabalho?

Machine learning no mercado de trabalho

A maioria das pessoas já se sente confortável com a ideia de que máquinas facilitam os esforços em trabalhos braçais.

Esse processo de transição já ocorre há anos e vai se intensificar cada vez mais.

Aos poucos, o poder de computação vai auxiliar não apenas em tarefas simples, como encaixar peças ou separar produtos com defeitos em uma esteira, mas também em trabalhos bastante complexos, como produção de conteúdo, automação de business intelligence, desenvolvimento de software, atendimento e publicação em redes sociais, entre outros.

Como em todas as revoluções que usam máquinas para facilitar o trabalho, a ascensão da inteligência artificial e do machine learning vão automatizar e acelerar muitas funções.

E a boa notícia é que você pode saltar na frente da concorrência e utilizar o machine learning para encontrar seu próximo emprego.

O Machine Learning ajuda a encontrar seu próximo emprego

Profissionais de Recursos Humanos sempre serão essenciais, porém podem fazer seu trabalho com maior eficiência se utilizarem a tecnologia a seu favor.

Com o machine learning, o processo de seleção e recrutamento se torna mais fácil, mais rápido e mais vantajoso. Veja por quê:

  • Ajuda a entender um grande número de variáveis;
  • Compreende melhor o anúncio de uma vaga levando em conta todos os fatores da função, do candidato e da empresa;
  • Testa melhor o candidato para garantir que ele está no nível adequado de conhecimento técnico para a vaga.

Parece irreal?

A Revelo é uma plataforma online que se preocupa em conectar os melhores candidatos às melhores vagas.

Nela, as empresas reduzem o tempo de recrutamento e seleção de 39 para 14 dias, em média.

E por meio dela, os candidatos aprovados no sistema recebem, pelo menos, cinco ofertas de trabalho.

E isso só é possível com a utilização de Machine Learning. 

Com a ajuda da tecnologia, a plataforma conecta os talentos às vagas e então serve de contato para essa aproximação com a empresa.

Cadastre-se grátis, receba até 10 ofertas das mais de 1,7 mil empresas já presentes na plataforma e ganhe bônus se for contratado.

Confira também: podcast sobre os desafios e potenciais do machine learning, com a participação do nosso Head of Product, Pedro Dellagnelo.

Related Posts