Back-End, Front-End, Full-Stack: entenda as carreiras de desenvolvedor

0
Share

Entenda mais sobre as carreiras de desenvolvedor back-end, front-end, e full stack e escolha com mais facilidades a área mais adequada ao seu perfil. Saiba mais!

O mercado de trabalho para desenvolvedores é muito amplo e possibilita a escolha entre diversas áreas como back-end, front-end, e full stack. No entanto, trabalhar com programação não é uma tarefa fácil e demanda conhecimentos e habilidades diversas para se tornar um profissional qualificado.

Por isso, entender as particularidades entre cada uma dessas áreas é o primeiro passo para quem deseja ter sucesso nesta carreira tão desafiadora.

Para ajudar você, apresentamos a seguir um resumo sobre como funciona cada uma das carreiras de desenvolvedor, as habilidades técnicas requeridas e como se tornar um destes profissionais. 

Ao final do texto, você poderá escolher com mais facilidades a área mais adequada ao seu perfil de desenvolvedor. Preparado? Para começar, vamos explicar o conceito de back-end.

O que é back-end

O back-end refere-se ao desenvolvimento do lado do servidor, é o termo utilizado para as atividades de bastidores que acontecem em um software, site ou aplicativo.

Por exemplo, fazer login, comprar um produto, buscar informações em um sistema ou mesmo procurar um artigo em blogs, sites e portais de notícias.

O desenvolvedor de back-end se concentra em bancos de dados, scripts e arquitetura de sites. Sobretudo, o código escrito por este desenvolvedor tem a função de comunicar as informações do banco de dados ao navegador. 

Nesse contexto, o desenvolvedor back-end é o profissional responsável por planejar, construir, implementar e, principalmente, manter a estrutura tecnológica funcionando corretamente. 

Sem o trabalho deste desenvolvedor não teria como um site ou software funcionar, pois ele é responsável pela integração tecnológica conectada aos servidores.

No entanto, como não há contato direto com o design e o layout das páginas, em vários momentos muitas tarefas realizadas por estes desenvolvedores são abstratas.

Por isso, os profissionais que escolhem esta carreira devem gostar de trabalhar com códigos e linguagens de programação estruturais.

Habilidades do desenvolvedor Back-End:

    1. Domínio de sistemas operacionais específicos para servidores;
    2. Análise de informações, relatórios de erros e estatísticas gerados pelo site;
    3. Entendimento de frameworks para back-end;
    4. Conhecimento de linguagens de programação para back-end ;
    5. Aplicação de técnicas de segurança da informação orientadas a sites
    6. Criação de banco de dados e integração com outras aplicações.

Confira alguns exemplos de linguagens back-end

Linguagens voltadas à web:

  1. PHP;
  2. Ruby;
  3. Python;
  4. JavaScript.

Linguagens focadas em soluções desktop:

  1. C;
  2. C#;
  3. C++;
  4. Java.

O que é front-end

Enquanto o back-end está relacionado ao trabalho dos bastidores. Por outro lado, o front-end está relacionado ao que é visível ao usuário quando acessar um site. 

Para ilustrar, estamos falando do conjunto de cores, textos e imagens que o usuário enxerga e como se relaciona ao navegar pelo site.

Apesar das diferenças, os dois lados precisam trabalhar em sintonia para garantir a usabilidade do site e uma boa experiência de navegação.

Como este desenvolvedor cuida da parte do site ou aplicativo visível aos usuários, sua missão é entender o objetivo do projeto e criar ideias e soluções para esta interface. 

Dependendo da aptidão, este desenvolvedor também pode se tornar um web designer ou UI/UX designer, focado na jornada e experiência do usuário.

Para isso, precisa ter conhecimentos sobre as metodologias de Experiência do Usuário (UX) e Interface do usuário (UI).

Habilidades do desenvolvedor Front-End

  • HTML: para criar a estrutura e conteúdo;
  • CSS: para fornecer páginas em cores, fontes e imagens de plano de fundo;
  • JavaScript: para trazer dinamismo e melhor interação às páginas.

Uma das habilidades fundamentais para o desenvolvedor de front-end é a proficiência em JavaScript. Pois é uma linguagem muito versátil e que trabalha em paralelo com CSS e HTML, utilizada em vários softwares, sites e aplicativos.

Além disso, requer familiaridade com frameworks e bibliotecas como:

  • AngularJS;
  • EmberJS;
  • Foundation;
  • Bootstrap;
  • JQuery;
  • Backbone.

Carreira de desenvolvedor Full-Stack

Além do desenvolvedor back-end e front-end, existe uma terceira categoria na profissão: o desenvolvedor Full-Stack. Com perfil mais generalista, esse profissional acumula as funções do back-end e front-end.

O termo “full-stack” vem do inglês “pilha completa”. Por reunir capacidades técnicas de back-end e front-end, o desenvolvedor Full-Stack deve ser capacitado para trabalhar com front-end e back-end. No entanto, este profissional não precisa ser um especialista em todas as linguagens.

Em geral, o desenvolvedor de full-stack possui especialização em uma das tecnologias chamadas de “origem”, como PHP. Além disso, apresenta um conhecimento satisfatório do restante das tecnologias de desenvolvimento da empresa. Confira a seguir quais são as principais linguagens.

 Linguagens voltadas ao desenvolvimento web:

Linguagens focadas em soluções desktop:

  • C;
  • C#;
  • C++;
  • Java.

As habilidades e os conhecimentos deste profissional são importantes em todas as etapas do desenvolvimento do projeto. 

Desde o planejamento, gerenciamento de bancos de dados, controle do servidor até a criação de interfaces de usuário.

Além do conhecimento técnico amplo, esse profissional precisa ser capaz de manter uma comunicação eficiente com a equipe de desenvolvedores relacionadas ao projeto, pois participa de todas as fases do projeto.

Sem dúvida, esta é uma das carreiras de desenvolvedor que ganhou relevância nos últimos anos, principalmente pelo perfil multidisciplinar.

Vantagens da carreira de desenvolvedor back-end

Como todas as pessoas são diferentes, com interesses e aptidões distintas. É impossível afirmar qual destas carreiras é a mais adequada para o seu perfil de desenvolvedor. Sobretudo, dependerá do foco que você pretende dar a sua carreira.

Não há registros sobre qual é a função mais popular entre os programadores, nem é possível afirmar que determinada área possuem linguagens mais fáceis de aprender.

Nesse sentido, é seguro dizer a carreira de back-end exige maior abstração do desenvolvedor, pois envolve configuração e leitura de banco de dados, extensas linhas de programação e correção de erros em códigos.

Por esses motivos, alguns profissionais preferem a carreira de desenvolvedor front-end, o que acaba valorizando financeiramente os profissionais back-end. Embora não seja uma regra, esse padrão se comprova no mercado de trabalho de TI no Brasil.

Além disso, a função do desenvolvedor back-end é tão valorizada quanto do full-stack. Em média, esses profissionais recebem ofertas salariais mais altas, segundo dados de uma pesquisa da Revelo de 2018, que analisou nove mil ofertas de emprego e 100 mil candidatos no mercado de tecnologia.

Revelo: sua plataforma de recrutamento online

Está procurando por uma oportunidade de trabalho de desenvolvedor? Cadastre-se hoje mesmo na plataforma de recrutamento Revelo, e encontre as melhores oportunidades profissionais do mercado.

Aqui você encontra diversas oportunidades de trabalho nas carreiras de desenvolvedor Back-End, Front-End, Full-Stack em empresas como, por exemplo, XP Inc, B2W Digital, Mercado Livre e Localiza.

Além disso, para você encontrar uma nova oportunidade de trabalho sem sair de casa, oferecemos a opção Revelo Remoto. Desta forma, você poderá participar do processo seletivo de forma totalmente digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato. Experimente!

Related Posts