O que é job rotation e como aplicar no seu negócio

0
Share

Quer entender melhor o que é job rotation e ganhar mais uma estratégia para impulsionar suas equipes?

Então você está com sorte, pois este artigo ensina o ABC do job rotation e ainda oferece um guia prático para implantar o método.

A “rotação no trabalho”, em tradução livre, é uma prática de gestão de pessoas que movimenta os profissionais por várias áreas da empresa.

Por onde passam, os colaboradores acumulam um aprendizado inestimável, que somente a experiência em outra função pode proporcionar.

Se você se preocupa com a integração dos departamentos e gostaria que o pessoal ampliasse a visão sobre o negócio, o job rotation é a abordagem perfeita.

Confira tudo o que você precisa saber em três tópicos:

  • O que é job rotation
  • Quais são as vantagens do job rotation
  • Como implantar o job rotation na sua empresa.

Mais direto impossível, certo? Então siga a leitura e tire sua ideia do papel.

O que é job rotation

Job rotation é uma prática de rodízio no trabalho que permite a circulação de colaboradores por diferentes setores da empresa.

Como ferramenta de gestão, o job rotation proporciona experiências em diferentes funções, enriquecendo o aprendizado do profissional e ampliando suas possibilidades de carreira.

O período do rodízio depende dos objetivos da empresa, mas normalmente tem duração de algumas semanas, com intervalo de alguns dias entre as trocas de função.

A aplicação é mais comum em programas de trainee e estágio, quando é de interesse do RH que o colaborador conheça todas as áreas da empresa e escolha seu caminho de desenvolvimento.

No entanto, o novo mercado de trabalho abriu espaço para um uso mais abrangente do job rotation, como ferramenta de engajamento e treinamento do RH.

Originalmente, essa tática começou a ser adotada para aliviar o estresse dos operários de fábrica, evitando a exaustão e monotonia do trabalho manual.

Hoje, é muito comum na gestão de pessoas em startups e empresas com abordagem mais moderna, que procuram oferecer novas oportunidades de aprendizado e evolução.

No estudo Future of Work, da Deloitte, lançado em 2017, o job rotation aparece entre os segredos para o sucesso do gerenciamento de carreiras.

A técnica está na categoria de reengenharia de cultura e recompensas, junto a medidas como valorização da meritocracia, reconhecimento de talentos e tolerância aos erros.

Vantagens do job rotation

São inúmeras as vantagens em utilizar o job rotation como ferramenta de gestão de pessoas, solucionando diversos problemas do RH.

Confira alguns dos principais benefícios do método:

Redução do turnover

O job rotation é uma poderosa ferramenta para retenção de talentos, pois aumenta os níveis de satisfação e motivação dos colaboradores.

A colunista da Forbes Kaytie Zimmerman chama a atenção para o poder do job rotation entre os millennials e as novas gerações.

Em seu artigo Seriam os programas de job rotation a resposta para reter millennials? (tradução livre), ela reforça a importância da escolha para os novos talentos, que anseiam por aprendizados, experiências e oportunidades.

Aprimoramento de competências

O job rotation melhora as competências dos colaboradores, que entram em contato com diferentes áreas e acumulam conhecimento e habilidades.

Além disso, o contato com profissionais de formações e especializações diversas é uma fonte de informações valiosa.

Ampliação da visão

Ao percorrer diversas áreas da empresa, o profissional adquire uma visão mais ampla do negócio, enxergando suas relações e processos com muito mais precisão.

Desse modo, desenvolvem sua capacidade de trabalhar em equipe e visualizar os objetivos da organização em cada tarefa que executam.

Praticidade no treinamento

O job rotation também uma maneira de facilitar treinamentos, pois nada é mais eficiente para o aprendizado do que a vivência na área ou função.

Assim, os colaboradores podem desenvolver habilidades relacionadas a outro departamento na prática.

Fortalecimento do trabalho em equipe

Quando os colaboradores circulam por outras áreas da empresa, eles têm a oportunidade de construir novas relações e lidar com diferentes culturas e perfis.

Por essa razão, o job rotation é uma excelente maneira de fortalecer o espírito de equipe e a colaboração interna, contribuindo também para uma cultura organizacional mais sólida.

Criação de equipes multifuncionais

A multifuncionalidade é bem-vinda em um mercado que exige grande capacidade de mudança e adaptação das empresas, devido às rápidas transformações dos nossos tempos.

Com o job rotation, você estimula os profissionais a se tornarem multifuncionais e aptos a colaborar em qualquer área e projeto.

Como implantar o job rotation

Para que o programa de job rotation seja implantado com sucesso, é preciso planejar com antecedência e tomar alguns cuidados.

Confira os passos fundamentais para o processo:

1. Defina o propósito do programa

O primeiro passo para implantar o job rotation é definir seu objetivo central, ou seja, o que a empresa espera do programa.

Para isso, você deve definir quais colaboradores e áreas serão envolvidos no processo e por qual motivo.

Alguns propósitos comuns para o job rotation são a renovação de áreas e cargos, desenvolvimento de competências e aumento da taxa de retenção.

2. Planeje todos os detalhes

Na hora de criar seu planejamento, você precisa determinar a duração, período e funcionamento do programa em geral.

O ideal é começar com um projeto menor, envolvendo apenas uma ou duas áreas da empresa, pois a iniciativa pode parecer ousada demais para alguns colaboradores.

Além disso, tenha em mente que funções altamente especializadas não são boas escolhas para job rotation, pois tornam o processo complexo e trabalhoso demais.

3. Prepare os colaboradores

O programa de job rotation deve ser comunicado com clareza aos participantes, para que não haja dúvidas ou inseguranças durante o processo.

Para isso, você deve apresentar as atividades e responsabilidades da nova função em detalhes, deixando que o colaborador se prepare para a experiência.

Outro passo essencial é nomear um mentor responsável para acompanhar o colaborador e prestar suporte durante o processo.

4. Mantenha o feedback contínuo

Durante o job rotation, o colaborador pode ter várias dificuldades e incertezas, pois estará ocupando uma posição totalmente nova pela primeira vez.

Para que o programa cumpra seu objetivo, você precisa oferecer feedback contínuo aos participantes, guiando seus passos no processo de aprendizado.

5. Avalie os resultados

Por fim, é essencial que você crie um sistema de avaliação para mensurar os resultados do job rotation.

Essa avaliação pode ser baseada em competências adquiridas, habilidades aprendidas, adaptação à função e demais métricas pertinentes.

Se o programa for bem-sucedido, você pode até mesmo usá-lo como atrativo na hora de contratar novos talentos, mostrando que a empresa se preocupa em oferecer oportunidades de crescimento.

Gostou das dicas?

Agora que você aprendeu o que é job rotation e como aplicá-lo, conte sua experiência e sua perspectiva de implementação nos comentários.

E não esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais.

Related Posts