O que é Perfil Comportamental

0
Share

Este conteúdo foi desenvolvido originalmente por Renata Araújo, analista de marketing da Sólides, empresa que oferece plataforma completa de Gestão de Talentos com People Analytics e Gestão Comportamental.

Um dos desafios do RH é ter um processo seletivo realmente eficaz. Contar com métodos que ajudam a escolher o candidato certo pode ser difícil, principalmente se considerarmos que 9 em cada 10 demissões estão ligadas ao comportamento, segundo a Page Personnel. Por isso, entender o que é perfil comportamental é uma alternativa para o RH.

O recrutamento e seleção é o momento para entender não somente as hard skills de um candidato, mas também suas soft skills.  Entender como um potencial colaborador reagirá à diferentes situações é extremamente relevante para saber se ele se adaptará aos processos da empresa — inclusive à cultura organizacional. 

A partir do momento que você sabe qual o perfil comportamental de um candidato você consegue colocar a pessoa certa na vaga certa. 

Quer entender o que é perfil comportamental e como ele pode auxiliar seu RH no processo seletivo? Continue a leitura! 

O que é o perfil comportamental?  

Perfil comportamental é uma forma de mapear os comportamentos humanos predominantes. Existem quatro perfis: comunicador, executor, planejador e analista. 

Abaixo explicaremos as características de cada, acompanhe! 

Comunicador

O perfil comunicador se caracteriza, principalmente, por manter o valor da conexão. Pessoas com esse perfil tendem a ser bastante extrovertidas, procuram agradar aos outros e manter um relacionamento próximo com as pessoas ao seu redor. 

Esse perfil é bastante vaidoso, por isso, diante de feedbacks, costumam se vitimizar. Tentam ignorar o problema, mas são pessoas que buscam constantemente o reconhecimento. Inclusive, valorizar esse profissional é uma maneira de motivá-lo.

Costumam se adaptar bem às situações e gostam de compartilhar conhecimento com a equipe. São informais e, por serem relacionais, se dão bem em trabalhos em equipe.

Podem não se comprometer tanto aos cronogramas e aos prazos, já que a organização não é um característica dominante. Por isso, é importante aproximar as pessoas desse perfil com conexões que sejam um exemplo de organização. 

Executor

Podemos definir esse perfil inicialmente com duas palavras: resultado e velocidade. O perfil executor é motivado por desafios, são competitivos e autoconfiantes. Para estimulá-lo é importante mostrar que eles conseguem melhorar seus resultados. São dominantes e considerados líderes natos, por essas características são, geralmente, ótimos empreendedores. 

Por serem pautados pelos resultados, procuram entregar suas tarefas no prazo estipulado. Esse perfil precisa de liberdade para agir e tomar suas próprias decisões para a entrega das demandas. 

Um cuidado a ser tomado é com a comunicação, eles tendem a ser diretos e, por isso, podem entrar em conflitos com os colegas. 

Planejadores

O perfil planejador costuma ser centrado e calmo. São rotineiros e não se adaptam às mudanças repentinas. Planejadores precisam de um tempo para entregar suas tarefas, pois são perfeccionistas na execução dos trabalhos

Pessoas com esse perfil são muito empáticas e costumam criar fortes conexões com todos ao seu redor. Para motivá-los, é necessário criar um planejamento que possa ser seguido dentro do ritmo do trabalhador. 

É importante não criar mudanças drásticas em sua rotina, pois isso pode desmotivá-lo. E assim como o comunicador, é importante reconhecer o seu trabalho e dar voz às pessoas com esse perfil para que eles possam expor suas idéias. 

Analistas 

Pessoas com esse perfil se destacam em projetos que exijam pesquisas com dados e elaboração de teses. Seu principal valor é a qualidade e exatidão, por isso gostam de estudos precisos, desenvolver códigos e planilhas. Procuram entregar seus resultados com perfeição, por isso são considerados pessoas bastante rígidas.  

O perfil analista sob pressão, costuma reagir de forma negativa, se fechar e se calar. Competem muito consigo mesmo para poder entregar sempre o melhor, dessa forma, podem ser negativos e críticos. 

São motivados pela autonomia, gostam de ter a estrutura e independência para desempenhar suas tarefas. A comunicação com um analista deve mostrar dados e comprovação. 

Como o perfil comportamental pode influenciar no processo seletivo?

Contratar um candidato por suas competências técnicas já não é mais suficiente para garantir a entrega de resultados. As pessoas são a principal fonte de receita de uma empresa e entender o perfil certo para uma vaga é de extrema importância, a fim de garantir o crescimento do colaborador e da organização.  

Durante o processo seletivo, mesmo quando o candidato tenha saído melhor em uma prova, não significa que ele será o candidato ideal para a vaga. É aplicar um teste de perfil comportamental a fim de analisar se há um alinhamento entre as competências do candidato e às necessidade da função.   

Como aplicar o teste de perfil comportamental?

A grande questão é: como aplicar o teste de perfil comportamental na minha empresa? Abaixo explicaremos o passo a passo. Acompanhe! 

Analise as opções

Pesquise e analise as opções de testes de perfil comportamental que existem no mercado. Existe uma grande variedade para contratação, por isso, é necessário que faça um amplo estudo sobre o que a empresa/produto oferece. Além disso, é importante conhecer a qualidade dos testes e devolutivas.

Mapeie os perfis dos seus colaboradores 

Antes de aplicar os testes em seus candidatos, é de grande importância mapear os colaboradores da empresa. Dessa forma, você conseguirá fazer uma correlação sobre os perfis de alta performance dentro das vagas necessárias que o RH pretende contratar.  

Faça uma engenharia de cargos

Após mapear os perfis dos seus colaboradores, faça uma engenharia de cargos. Ou seja, separe e compare os perfis de alta e baixa performance de cada cargo para entender quais as competências necessárias que um candidato deve ter para a vaga. Algumas empresas optam por softwares de gestão para ajudar nesse processo.

Aplique no processo seletivo

Assim que feito a engenharia de cargos, aplique suas dinâmicas, testes e o que for necessário para identificar as competências técnicas

Então, aplique o teste de perfil comportamental. O RH conseguirá dessa forma selecionar o candidato certo para a vaga, analisando todos obtidos: as habilidades técnicas e as socioemocionais dos candidatos.

Desenvolva e treine seus candidatos

Não adianta somente selecionar o perfil correto para a vaga se não for desenvolvê-lo. As pessoas precisam ser motivadas e, com o teste de perfil comportamental, é possível treiná-las e desenvolvê-las nas competências necessárias. 

Ao aplicar o teste, você garantirá que esse candidato terá um perfil mais aproximado da cultura que a empresa investe. Dessa forma, sabendo em que vaga e time ele se encaixará melhor, tornará a comunicação e o clima de trabalho mais harmônico.  

Agora que você já sabe o que é perfil comportamental e como ele auxilia no processo seletivo, veja como ele auxiliará no clima organizacional da sua empresa

Sabia que a Revelo, em parceria com a Sólides, oferece testes de perfil comportamental em sua plataforma? Faça o Sign Up da sua empresa agora e comece a usar!

Related Posts