Programador Python: Carreira, Salário e Vagas

0
Share

Quer saber como anda o mercado para o programador Python?

As notícias não poderiam ser melhores: a linguagem continua em ascensão, a carreira está mais diversa e as vagas só aumentam.

Poucas linguagens de programação tiveram um crescimento tão rápido, e as oportunidades acompanham essa evolução.

Com sua simplicidade, o Python conquistou os desenvolvedores e as empresas, e já está sendo usado por gigantes como Google, YouTube, Spotify e IBM.

Neste artigo, vamos investigar os rumos da carreira, salários e vagas disponíveis para a profissão:

  • Quem é o programador Python
  • Média salarial do desenvolvedor Python no Brasil e no mundo
  • Onde encontrar vagas para programadores
  • Como contratar programadores Python.

Gostou dos tópicos?

Siga a leitura e descubra o universo Python.

Quem é o Programador Python

O programador Python é um profissional de TI que desenvolve sistemas nessa linguagem, estruturando bancos de dados e construindo soluções web.

Também cabe ao desenvolvedor realizar a manutenção e possíveis correções nos sistemas, plataformas e linguagens.

A principal característica do Python é sua simplicidade, que permite escrever o mesmo requisito em menos linhas de código, em comparação com outras linguagens.

Basicamente, é uma tecnologia que diz muito em poucas palavras, criada para ser fácil, acessível e versátil.

A linguagem foi lançada em 1991 por Guido van Rossum, um programador holandês, que se inspirou na série de comédia britânica Monty Python para batizar sua criação.

Atualmente, o Python está sendo largamente empregado em soluções web, aplicações de processamento de texto, machine learning e data analytics.

A linguagem ficou famosa por ser utilizada em 80% dos serviços de back-end do Spotify, a plataforma de streaming musical líder de mercado.

Para você ter uma ideia, as opções de Radio e Discover utilizam scripts Python para avaliar suas preferências e oferecer recomendações personalizadas – o exemplo perfeito de machine learning.

Os programadores estão escolhendo essa linguagem porque oferece mais liberdade e segurança, além de contar com uma ampla comunidade global e excelentes perspectivas no mercado.

Suas principais características são a interoperabilidade, aplicação multiplataforma, robustez e velocidade do aprendizado.

Assim, o Python vem se destacando pela capacidade de combinar uma sintaxe clara e direta com excelentes recursos de bibliotecas, módulos e frameworks.

Carreira do Programador Python

A linguagem Python ganha a preferência dos iniciantes por ser fácil de aprender e usar, mas isso não a torna menos poderosa.

Para além da polarização entre as linguagens Java e C#, o Python vem conquistando seu espaço no mercado com soluções criativas e alto nível de produtividade.

No Índice TIOBE, que classifica as linguagens mais populares do momento, o Python aparece em quarto lugar no ranking de abril de 2019.

Em 2018, foi escolhida como a linguagem do ano, e saiu da 27º posição em 1999 para alcançar o topo entre as cinco melhores a partir de 2009.

Segundo o GitHub, a maior comunidade de desenvolvedores do mundo, o Python ocupa o terceiro lugar entre as linguagens mais populares de 2018,

Além disso, está entre as linguagens que cresceram mais rápido no ano, aumentando 1,5 vezes sua relevância no mercado.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela Stack Overflow e publicada na no It Pro Portal, que entrevistou mais de 90 mil desenvolvedores ao redor do mundo, o Python ganhou o título de linguagem mais amada pelos programadores.

Na opinião de Julia Silge, cientista de dados da Stack Overflow: “Não vejo uma linguagem crescendo tão rápido há muito tempo. O Python está se tornando uma tecnologia dominante na engenharia de software”.

Essa ascensão meteórica está refletindo diretamente no mercado de trabalho, que já amplia as oportunidades para o programador Python.

Segundo uma pesquisa encomendada pela Edureka!, as principais áreas que demandam esses desenvolvedores são:

  • Indústria de jogos
  • Desenvolvimento web e frameworks
  • Big Data
  • Internet das Coisas
  • Inteligência artificial e machine learning
  • Ciência de dados.
  • Testes web e mobile.

A pesquisa também mostrou que há muitos cientistas de dados especializados em Python, assim como analistas de dados, desenvolvedores de software e analistas de pesquisa.

Logo, há muitos caminhos possíveis a seguir na carreira de programador Python.

Salário do Programador Python

O salário do programador Python está bem próximo à média nacional da carreira de desenvolvedor de software.

De acordo com o estudo Panorama de Salários em Tecnologia 2018 da Revelo, a média salarial para desenvolvedores no Brasil é de R$ 6.452, enquanto um programador Python ganha em média R$ 6.373.

Se o programador tiver conhecimento em frameworks Javascript (.js) como Node.js, Angular.js e Backbone.js, esse valor pode aumentar para cerca de R$ 6.742.

Em termos de senioridade, o desenvolvedor júnior ganha em média R$ 5.003, o pleno entre R$ 5.502 e R$ 6.818 e o sênior R$ 8.196.

Além disso, as especializações também têm impacto nos salários, pois um desenvolvedor back-end pode ganhar cerca de R$ 8.438 no nível sênior, contra R$ 7.847 de um desenvolvedor front-end com a mesma experiência.

Nos EUA, o site PayScale mostra que a média salarial da profissão é de US$ 6.418.

Em comparação à média dos assalariados brasileiros, o programador Python sai na frente com os salários superiores da carreira.

Segundo a última pesquisa do IBGE divulgada em 2018 no Globo.com, o salário médio dos brasileiros com ensino superior incompleto é de R$ 2.185, enquanto o diploma universitário aumenta o valor para R$ 5.110.

Vagas para Programador Python

As vagas para programador Python tendem a se multiplicar com o crescimento da linguagem em todo o mundo.

No estudo da Revelo, o gap entre as ofertas e a pretensão salarial dos desenvolvedores é de até 5,1%.

Isso indica que os programadores estão recebendo propostas superiores às suas expectativas no mercado de trabalho – ou seja, estão sendo disputados pelas empresas.

A plataforma Indeed, que indexa vagas de vários sites, retorna mais de 580 vagas abertas para programador Python em abril de 2019.

Já no LinkedIn, a pesquisa rende mais de 1.800 oportunidades para esse perfil de desenvolvedor.

PAra um canal mais direto, é possível encontrar vagas de emprego em comunidades online como a Python Brasil, que reúne milhares de desenvolvedores, entusiastas e apoiadores da linguagem no país.

Recrutamento e seleção de programadores Python

O recrutamento e seleção de programadores Python segue a mesma regra de outras profissões do mercado de tecnologia: mais eficiência, menos burocracia.

Com tantas ofertas disponíveis, os desenvolvedores escolhem a dedo seus empregos e não têm tempo a perder com processos de seleção longos e cansativos.

Por isso, separamos algumas dicas para facilitar sua busca pelos devs.

Conheça seus candidatos

Para entender a dificuldade em recrutar programadores, vamos conferir alguns dados sobre esses candidatos.

Segundo uma pesquisa do Stack Overflow publicada na Startus Magazine, apenas 13,1% dos desenvolvedores estão procurando ativamente por emprego, enquanto 75,2% são candidatos passivos (que aceitariam avaliar propostas).

O estudo também mostra que os devs encontram empregos por meio de indicações de amigos e familiares ou são encontrados na web por headhunters e recrutadores.

Quando questionados sobre o que valorizam em uma vaga, os desenvolvedores citam as oportunidades para crescer profissionalmente, compensações, tecnologias que poderão utilizar e um ambiente de trabalho motivador.

Essas informações provam que dificilmente você vai receber várias candidaturas ao divulgar a oportunidade de programador Python.

Em vez disso, terá que ir atrás do desenvolvedor ideal para preencher sua vaga.

Ofereça mais do que salário

Se você quiser atrair o programador Python ideal, terá que oferecer mais do que um salário compatível.

Isso porque, como vimos, os profissionais da área estão valorizando a chance de crescer na empresa e trabalhar em um ambiente criativo e estimulante.

Esse fato é comprovado pelo estudo da Revelo, que mostra que 61% das ofertas aceitas não tinham o maior salário.

Por isso, vale a pena investir em uma cultura de inovação e oferecer mais liberdade na atuação dos programadores, além de abrir caminho para o desenvolvimento profissional.

Procure no lugar certo

Por fim, não adianta procurar por um programador Python nos canais de sempre, pois esses profissionais não procuram emprego do modo tradicional.

Da mesma forma, os desenvolvedores que querem ser encontrados precisam estar no lugar certo.

Você pode até receber algumas candidaturas, mas há grandes chances de não corresponderem ao que a vaga exige.

Para agilizar o processo e acertar em cheio, você precisa de um marketplace de talentos dedicado ao mercado de tecnologia, onde os candidatos sejam pré-selecionados e tenham habilidades comprovadas.

Parece bom demais para ser verdade?

Essa solução existe e se chama Revelo: uma plataforma que conecta profissionais de alto nível às melhores empresas.

O pool de talentos da Revelo é selecionado por meio de testes técnicos e análises criteriosas, que usam tecnologias como inteligência artificial e machine learning para avaliar os candidatos.

Aqui você encontra milhares de desenvolvedores talentosos e consegue acelerar em 72% o processo seletivo, com 91% de responsividade.

Não à toa, empresas de destaque como Itaú, Accenture, Gerdau e 99 escolhem a Revelo para contratar com mais agilidade e assertividade.

Para os programadores, é uma oportunidade valiosa de mostrar seu talento e acessar as melhores vagas.

Para você, é a chance de encontrar o programador Python perfeito e ver os resultados no negócio o quanto antes.


Related Posts