Recrutamento e seleção na área de tecnologia: tudo que você precisa saber!

0
Share

Cada vez mais, a área de tecnologia se encontra em um dilema: a abrangência da área e a especialização dos profissionais do mercado tech. Devido a esse processo, as companhias precisam de estratégias de recrutamento e seleção para contratar profissionais que consigam manter o equilíbrio nessa dualidade. 

Os processos de recrutamento e seleção dizem respeito ao caminho tomado pela empresa na hora de contratar novos colaboradores para o seu quadro. 

Geralmente, existem diversas técnicas que profissionais de áreas diferentes empregam na hora de tomar essa decisão. 

Portanto, percebe-se que esses processos não são tão fáceis como, erroneamente, muitos costumam acreditar

Quer saber como tudo isso acontece? Confira este artigo e aprenda técnicas para implantar a gestão de talentos tech no seu negócio e obter incríveis resultados com o seu pessoal.

O que é recrutamento e seleção?

O recrutamento e a seleção são combinações de teorias e ações que ajudam a selecionar os profissionais mais capacitados em uma seleção. 

Além de valorizar os funcionários da casa, essa prática também ajuda a empresa a contratar os melhores funcionários do mercado. Uma vez que o RH consegue identificar os talentos de cada profissional, fica mais fácil encontrar pessoas que estão de acordo com as ideias da empresa.

Dentro da lógica de recrutamento e seleção, são trabalhados, principalmente, os seguintes valores:

  • Hábitos para manter bons resultados;
  • Visão organizacional;
  • Gerenciamento de crises;
  • Plano de carreira
  • Resoluções criativas para problemas recorrentes.

Quanto à área de recursos humanos, a seleção tem como principal objetivo atrair, desenvolver e reter os principais talentos da empresa.

Qual a diferença entre recrutamento e seleção?

O recrutamento e a seleção, apesar de serem importantes para a manutenção do time de funcionários, atuam em áreas diferentes.

Recrutamento

O recrutamento diz respeito às técnicas utilizadas para atrair candidatos para possíveis vagas. Isso vale tanto para profissionais recém-formados, quanto para funcionários com grandes potenciais de empresas concorrentes. Durante o recrutamento, muitas estratégias são utilizadas para demonstrar as qualidades da empresa

Além disso, é preciso que a empresa apresente formas de contratação que consigam superar alguns desafios de recrutamento que existem principalmente na área tech.

Um desses desafios é a alta demanda por profissionais qualificados. A área de tecnologia e informação está em constante mudança, e isso faz com que o mercado seja exigente quanto aos resultados desses profissionais. Assim, a empresa precisa se certificar de que a contratação será um sucesso diante de dois pontos:

  • O profissional possui as talentos e habilidades esperadas para a sua posição;
  • O profissional possui potencial e interesse para acompanhar as próximas mudanças e inovações do mercado tech.

Com isso, a contratação será realizada da melhor forma assertiva.

Seleção

A seleção é uma parte um pouco mais delicada, pois é durante essa fase que os melhores profissionais são selecionados para preencher as vagas

Com isso em mente, a equipe de recursos humanos consegue dar início a contratação (hunting). A equipe perfeita nem sempre é composta apenas por funcionários já contratados, muitas vezes é preciso contratar novas pessoas com talentos especiais. Lembrando que o talento tem a ver com as demandas de cada empresa, o RH costuma procurar por profissionais que possuam perfil estratégico.

Essas pessoas, além de agregar valor ao time, também são símbolos de inspiração para o quadro de colaboradores da companhia. Depois do hunting, é necessário focar no desenvolvimento desses profissionais, de forma que eles se adaptem aos objetivos da empresa.

Por fim, a seleção envolve a retenção destes funcionários altamente treinados. Isso acontece por meio da gestão de carreira, que auxilia este funcionário com ações de planejamento em prol do crescimento profissional do indivíduo.

Qual a importância do recrutamento e seleção?

A seleção e o recrutamento são investimentos que trazem retornos positivos e, por isso, é utilizado pelas maiores redes do mundo.  Inclusive, a área de tecnologia é uma das que mais se beneficia dessas ferramentas, visto que conseguem solucionar diversos problemas com facilidade.

Quem investe nessa prática consegue ver com clareza os benefícios que ela traz para todo o time. Veja abaixo algumas das principais vantagens de ter um RH que implanta essas tácticas:

Retenção de talentos

Um dos maiores problemas enfrentados por empresas de sucesso atualmente é a perda de funcionários com grandes potenciais.

O mercado de tecnologia e informação é um dos mais exigentes quanto à contratação de profissionais, uma vez que exige grande especialização. A alta demanda por profissionais de tecnologia é uma realidade em todo o mundo, e no Brasil, a área é responsável por uma parte considerável do PIB do país.

Dessa maneira, é essencial que as empresas foquem em maneiras de contratar profissionais qualificados e em oferecer benefícios para mantê-los.

É bem comum que os profissionais troquem de trabalho à procura de melhores chances de crescimento de carreira. Isso não acontece em empresas que investem no desenvolvimento dos funcionários e permitem que eles acumulem talentos que os ajudem a crescer.

Bom, além de garantir um melhoramento no quadro de funcionários, as empresas que investem em recrutamento e seleção têm as seguintes vantagens:

  • Mantém as equipes mais produtivas;
  • Conseguem gerenciar crises com maior fluidez;
  • Economizam ao evitar a contratação de mais colaboradores, uma vez que a equipe selecionada de modo estratégico é capaz de entregar as demandas com eficiência.

Quais os benefícios do recrutamento e seleção?

Muitas empresas sofrem ao tentar montar um quadro de funcionários eficiente, e tentam solucionar o problema com remediações que não funcionam a longo prazo. O que essas redes não enxergam é que sem medidas efetivas de recrutamento e seleção, a equipe sempre passará por transtornos.

O RH tem papel fundamental em uma empresa, pois é responsável por reunir práticas concretas de planejamento e engajamento de vários setores de uma mesma rede. Com isso, a organização do ambiente de trabalho é transformada e é possível explorar os benefícios dessa prática. Veja abaixo algumas das principais vantagens de manter um RH com gestão de talentos ativo.

Otimização do tempo

Uma das maiores dificuldades de montar um time eficiente é não saber selecionar os candidatos. Por isso, é importante implementar as técnicas e teorias direcionadas para esse objetivo, a fim de otimizar o tempo e encontrar os profissionais mais capacitados do mercado. 

Nesse sentido, é importante contar com o auxílio de uma plataforma que ofereça suporte e ferramentas pré definidas, para que o processo ocorra de forma ágil e muito mais assertiva. 

Melhor desempenho dos funcionários

É fato que as empresas que entregam resultados com maior velocidade, costumam ser as que mais crescem no mercado. Por isso, é importante manter um pessoal capacitado que consiga entregar demandas rapidamente e com os maiores volumes possíveis. Além disso, é essencial trabalhar com profissionais que saibam gerenciar crises e consigam solucionar problemas de forma criativa.

No momento da contratação, é possível reconhecer qualidades como interesse e curiosidade que indicam que o profissional gostaria de se especializar. Portanto, a empresa precisará trabalhar junto com esse candidato para que ele tenha o melhor desempenho possível após ser contratado.

Redução do Turnover

O turnover se refere a taxa de funcionários que por algum motivo saem da empresa e suas antigas vagas precisam ser preenchidas. Esse problema é grave, pois além de a vaga ficar em aberto por um tempo, o novo funcionário precisa se adaptar ao ritmo do trabalho. Com as técnicas certas de seleção, o RH consegue trabalhar com esse profissional de modo que ele se sinta estimulado a continuar na empresa.

Na área de tecnologia, vemos um turnover bem alto devido a escassez de profissionais nesse mercado o que faz com que exista 2 vagas para cada profissional. 

O resultado deste turnover alto pode impactar drasticamente as empresas, principalmente no que concerne a qualidade do trabalho. O problema do turnover não é somente a falta de pessoal, mas também a falta que faz aquele profissional treinado e acostumado com o ritmo da empresa. 

Portanto investir em beneficios diferenciados, planos de carreira, incentivos etc pode ser a saída para evitar um turnover de tech alto, bem como uma competição exacerbada por salários 

Quem não gosta de se sentir estimulado no ambiente de trabalho?Isso torna o ambiente de trabalho muito mais agradável, o que cria um local ainda mais apropriado para o desenvolvimento e crescimento da equipe. 

Redução de custos

Você sabe o que é lay off e como ele impacta uma empresa?

O lay off é um termo que se refere a suspensão do trabalho, que pode ser motivada por dois fatores:

  • Redução do período de trabalho;
  • Suspensão de contratos.

Essa ferramenta permite que a empresa mantenha o seu funcionamento diante de algum momento de inviabilidade econômica. As empresas do ramo de tecnologia podem passar por esse processo quando não conseguem acompanhar o ritmo das inovações do mercado.ou, em caso de startups principalmente, pela falta de recursos vindos de vindos das tão famosas rodadas de investimento. Fato que estamos vendo recentemente nas matérias de demissões em massa apresentadas por diversas startups. 

Então, é imprescindível apostar em um recrutamento que identifique profissionais que consigam manter bons resultados até mesmo durante o lay off.

Quais são os tipos de Recrutamento e Seleção?

Agora que você já sabe o que é recrutamento e seleção, pode estar se perguntando: como essas técnicas são colocadas em prática com eficiência?

Recrutamento externo

Você já ouviu falar que os profissionais de tecnologia não costumam concorrer a vagas de emprego, e sim são procurados por empresas interessadas em seus serviços? 

É por esse motivo que empresas da área tech investem tanto no recrutamento e seleção de profissionais. O recrutamento externo ocorre quando a empresa sente a necessidade de buscar no mercado de trabalho alguns talentos que não existem no quadro de funcionários. Esse processo tem início com um  feedback sobre alguns pontos que precisam de ajustes, e em seguida, o RH parte para o recrutamento de novos funcionários.

Benefícios

  • Aumenta a produtividade de modo duradouro e eficiente;
  • Descoberta de novos talentos e profissionais com novos conhecimentos em tecnologia

Desvantagens

  • O recrutamento externo tem um custo para a empresa;
  • A seleção, se não for feita corretamente, pode contratar um profissional que não compartilhe dos mesmos ideais que a empresa.

Recrutamento interno

O recrutamento interno é uma ótima maneira de garantir a retenção dos funcionários. A área de tecnologia, realmente é muito competitiva, e por isso, é importante manter os profissionais qualificados na empresa. Para fazer um bom uso dessa tática é necessário, acima de tudo, comunicação entre o RH e o resto do quadro de funcionários. Nesse sentido, é preciso que todas as áreas da rede estejam abertas a criar uma comunicação efetiva, isso vale tanto para o alto escalão quanto para os demais. 

Assim, é possível encontrar possíveis problemas na empresa e descobrir quais os talentos necessários para solucioná-los de forma rápida e duradoura. Além disso, a comunicação ajuda a aproximar os colaboradores, que passam a ter mais contato e podem dar dicas de como crescer dentro da empresa. Com isso, a empresa abre espaço para que vários funcionários internos se candidatem a uma mesma vaga, que será ocupada por quem melhor se adaptar.

Recrutamento misto

Para maior aproveitamento de funcionários, algumas empresas decidem apostar no recrutamento misto, que envolve candidatos tanto externos, quanto internos. Esse processo, apesar de ser mais extenso e custoso, também é o de maior eficiência, já que avalia uma quantidade maior de profissionais.

Na área de tecnologia, esse recrutamento pode ser realizado de forma ativa, ao buscar profissionais que buscam vagas de emprego. Ou então de modo passivo, ao oferecer boas propostas de Valor do Empregador (EVP).

Quem são os profissionais de recrutamento?

O profissional responsável por fazer o recrutamento, deve ter em mente que esse momento deve otimizar ao máximo o tempo da empresa. Afinal, simplesmente anunciar uma vaga pode fazer com que surjam diversas pessoas com muito interesse no trabalho. Mas será que todas essas pessoas estão aptas a cumprir tudo aquilo que a empresa estabeleceu como necessário para se trabalhar?

Embora o papel de fazer a escolha, propriamente dita, do candidato para a vaga seja da seleção, o recrutamento também terá papel importante. Isso porque o recrutamento já pode fazer um direcionamento de um público-alvo para o processo de seleção. Isso poupara os demais profissionais que farão para da escolha perder tempo na busca por requisitos inegociáveis.

Na área de tecnologia, os profissionais de recrutamento precisam possuir habilidades que vão além das teorias comuns de seleção.

Para tanto, o profissional de recrutamento deve decidir, junto a empresa, sobre as necessidades que a mesma precisa para o novo colaborador. Dessa forma, decide-se, num primeiro momento, alguns dos critérios básicos para a empresa, que são indispensáveis para a vaga, por exemplo:

Com isso em mente, o RH separa profissionais para atuarem em áreas específicas do recrutamento que consigam selecionar profissionais com essas qualidades.

Recrutador

O recrutador é responsável pela primeira fase do recrutamento: atrair bons talentos para as vagas disponíveis da empresa. É importante que o recrutador tenha conhecimento tanto das necessidades da empresa, quanto sobre o público-alvo da rede. Para isso, a empresa deve contar com os meios de comunicação disponíveis, mas não de qualquer maneira, e sim de uma forma inteligente.

Por exemplo, se o objetivo da empresa é contratar pessoas jovens, dentro de uma faixa de dezoito a vinte anos, será que o jornal impresso é a melhor opção para o anúncio? De fato pode ser que alguém que leia o jornal, e seja mais velho, repasse a informação, mas o objetivo aqui é diminuir ao máximo as dificuldades. Portanto, talvez o mais preciso seja utilizar um meio de comunicação que concentre um maior número de jovens como o seu público-alvo original.

Headhunter

Na maioria dos casos, as empresas alocam os funcionários de acordo com sua aptidão e talento para aquela determinada vaga. Porém, para ocupar posições estratégicas dentro de uma empresa, a equipe de RH procura a união perfeita. É aí que entram os headhunters, eles avaliam vários profissionais e selecionam unicamente aqueles que possuem as qualidades necessárias.

Business Partner

Além de qualidades genéricas como boa comunicação e instintos de liderança, é preciso que a seleção de pessoal teste os candidatos quanto aos seus conhecimentos técnicos. Esse é o papel dos “Business Partners”, eles avaliam de forma profunda o conhecimento que cada profissional possui. 

Analista

O papel do analista é mapear os talentos dos candidatos. O mapeamento consiste em definir quais são as necessidades de cada setor e quais tipos de talentos atendem a essas demandas. Além disso, esse profissional é responsável por planejar o recrutamento e a seleção de pessoas, eles são o elo entre a empresa e os candidatos.

Psicólogo

A função do psicólogo no recrutamento e seleção de pessoas é acompanhar os processos e garantir que técnicas e metodologias estão sendo utilizadas de maneira correta.Segundo o Conselho Federal de Psicologia, o psicólogo possui a habilitação para melhor interpretar os resultados dos testes.

Inclusive, o uso indevido de testes psicológicos pode culminar em processo judicial por parte da empresa e total anulação da seleção. Dessa forma,  a maioria das empresas hoje decidem fazer a contratação de profissionais da psicologia, que também já estudam maneiras mais apuradas de se analisar um perfil. Logo, não se trata de um item inegociável, mas sim algo que pode acrescentar a mais na empresa que busca maior precisão no resultado final da seleção.

Isso pode ser feito tanto por meio de métodos tradicionais como palestras e workshops, como estratégias mais inovadores como jogos. Confira abaixo algumas técnicas que melhoram o treinamento de staff independentemente do método utilizado.

Alinhamento de cultura

Esse ponto, apesar de ser muito importante, muitas vezes passa despercebido pelos altos cargos de grandes empresas. Geralmente, quem faz parte de altos cargos está ciente dos ideais e objetivos da corporação, mas isso nem sempre é a realidade dos outros setores. Essa situação cria um desconforto interno, já que uma parte dos funcionários não sente que  faz parte do time da empresa.

Por esse motivo, é indicado que os gestores de talento utilizem estratégias como o storytelling para contar um pouco mais sobre a história da empresa. E, desse modo, engajar os funcionários a serem parte ativa desta história.

Conhecimento setorial

De fato, seria fantástico caso uma pessoa conseguisse memorizar detalhes de todos os setores de uma empresa, mas esse não é um pensamento realista. Então, a melhor estratégia é reduzir a área de foco e treinar cada equipe de acordo com o seu setor. 

Para isso, os gestores de talentos devem estudar o perfil de cada setor, como a faixa etária, a formação e os talentos que eles compartilham. A partir dessas informações monta-se uma estratégia com comunicação adequada para garantir que esses funcionários tirem dúvidas e criem mais intimidade com as funções que realizam.

Além disso, é ideal que o recrutador voltado para a área de tecnologia, o tech recruiter, desenvolva-se com as habilidades do setor que ele está contratando.

Por exemplo, se o tech recruiter for recrutar alguém que trabalhe na área de desenvolvimento de sites, é ideal que ele converse com um líder ou gestor dessa área para entender melhor as habilidades necessárias para desempenhar suas atividades rotineiras.

Treinamento focado em liderança

Ao detectar talentos de liderança, é esperado que a empresa invista nesse profissional de forma consistente. Quando ele estiver preparado, a sua mudança de posição será realizada da forma mais pacífica possível e sem precisar realizar muitas adaptações.

Porém, para chegar nesse resultado, esse colaborador deve ser assistido  e direcionado de acordo com as necessidades da empresa. Dessa maneira, o que seria entendido como “treinamento”, na verdade é uma qualificação de longo prazo que segue um plano de carreira. A melhor forma de fazer isso é com uma mentoria ou coachings de fundamentos humanizados que instiguem esse profissional a alcançar metas traçadas.

A seleção eficiente consegue moldar líderes dentro da empresa de modo que cria um ciclo virtuoso.Líderes são treinados por superiores para assumir suas posições, e passam a treinar novos líderes que um dia assumiram este cargo também.

Como fazer um bom recrutamento e seleção?

Apesar de existirem talentos mais cobiçados no mercado de trabalho, é importante que uma empresa mantenha funcionários que possuam os mais variados pontos fortes. Isso porque nem sempre os desafios que aquela rede precisará enfrentar serão os mesmos, e serão precisas pessoas com opiniões diferentes para criar soluções criativas.

Você já ouviu falar em soft skills?

De modo simplificado, soft skills é um termo utilizado por profissionais que trabalham com seleção e recrutamento ao avaliar habilidades e talentos dos candidatos.

Mas como isso é feito na área de tecnologia?

Normalmente na área tech tem se a percepção de que o mais importante é o ocnhecimento técnico e nada mais, porém profissionais com habilidades que envolvam mais do que conhecimentos técnicos são importantes também. Ter um alinhamento com o perfil da empresa e sua cultura é essencial até mesmo para evitar um aumento no turnover. Confira abaixo alguns soft skills mais buscados pela área tech :

A grande ideia do recrutamento e seleção de candidatos é chegar ao melhor resultado possível quanto ao desempenho de um possível profissional na empresa.

Conhecer o mercado

Pode parecer estranho, mas para avaliar talentos de outros funcionários, o time de RH também precisa ser talentoso. Ao estimular a comunicação entre setores diversos, é possível entrar em contato com profissionais que possuem qualificações únicas e aprender com eles. Nesse sentido, é imprescindível que essa equipe tenha o preparo necessário para auxiliar a empresa a crescer.

A primeira maneira de ser um bom gestor de talentos é se manter atualizado quanto ao mercado. É preciso que a equipe de recursos humanos tenha conhecimento sobre o mercado em que a corporação está inserida e entenda quais atualizações são necessárias. Dessa forma, eles conseguem selecionar os talentos que podem suprir essas necessidades, e em seguida, contratar tais pessoas.

Atualmente é imprescindível que os profissionais tenham conhecimento tecnológico e saibam falar inglês. Porém, quando isso estava se tornando uma necessidade, as empresas que souberam visualizar esse movimento de mercado, conseguiram acompanhar essa demanda e tiveram sucesso.

Para fazer um bom recrutamento para o mercado tech,  é importante que recrutadores e selecionadores tenham amplo conhecimento sobre o glossário tech. Isso porque é essencial garantir que os candidatos possuem o conhecimento requerido pela empresa e consigam acompanhar as demandas do cargo. Além disso, é interessante que esses profissionais tenham conhecimento em programação, para melhor avaliar os profissionais que se candidatam às vagas.

Crescimento da rede

A informatização é uma peça essencial para empresas de sucesso. Com a análise de dados, é possível controlar falhas e avaliar os crescimentos da rede. Esses dados são de extrema importância para discutir o que pode ser feito para melhorar os resultados: contratar novos funcionários ou desenvolver os internos?

Cada vez mais especializações são esperadas dos profissionais. Contudo, muitas redes apenas exigem essas qualificações e nunca estimulam seus funcionários a desenvolverem novas habilidades. Com o tempo, esse tipo de empresa começa a perder a credibilidade com seus próprios funcionários, o que resulta em uma baixa produtividade. 

As empresas atuais de sucesso tem uma visão bem diferente sobre as especializações. É fato que nem todos os funcionários tiveram as mesmas oportunidades para se especializarem antes de entrarem na empresa. Mas isso não significa que eles não possam adquirir novos conhecimentos. Por isso, corporações com visão de negócio investem na qualificação de pessoal interno, o que evita a rotatividade de funcionários. 

Com a visão sistêmica por meio da tecnologia, o time consegue avaliar quais os próximos passos da empresa em direção ao sucesso.

A diversidade e inclusão

Um bom analista é treinado para descobrir aqueles funcionários que possuem qualidades não tão óbvias. É fato que certos talentos são visualizados com facilidade, como  boa oratória e espírito de liderança. Porém, é muito interessante explorar perfis de profissionais diferenciados.

 Muitas vezes o melhor funcionário para uma empresa não é aquele com o currículo mais chamativo, mesmo que isso seja importante. Em alguns casos, o principal motivo da contratação é a dinâmica que essa pessoa tem com o resto do pessoal. Uma empresa unida possui mais chances de crescer, e isso é levado em conta durante o recrutamento.

Além disso, um bom analista deve sempre estar atento a fatores humanos. É preciso lembrar que o talento precisa ser lapidado e necessita de hábitos que o mantenham em crescimento. Por isso, é de extrema importância que as empresas se dediquem aos seus funcionários, tanto quanto eles se dedicam ao trabalho. Isso quer dizer que o RH não pode deixar de investir na melhoria da qualidade de vida desses profissionais.

É importante também que uma boa seleção de profissionais garanta que há inclusão nas equipes. Os analistas fazem uso de várias técnicas que evitam a exclusão de candidatos excelentes motivadas apenas por preconceitos, tais como idade, cor e gênero.

Perguntas mais frequentes sobre recrutamento

Qual a melhor entrevista de emprego: presencial ou online?

Bom, a resposta para essa pergunta depende tanto da empresa quanto do funcionário a ser avaliado.

As entrevistas online são uma boa opção para aquelas empresas que atuam por meio da internet. Esse método consegue analisar como o candidato se comporta com sua ferramenta de trabalho, a internet. O único porém é que torna as dinâmicas de recrutamento um pouco mais engessadas, uma vez que não há contato com os candidatos.

Já as entrevistas mais tradicionais, as presenciais, se adaptam às companhias que trabalham com grande número de funcionários que precisam trabalhar em equipe. Esse tipo de entrevista permite que os analistas coloquem em prática vários tipos de testes, além de avaliar o comportamento dos profissionais quando em grupo.

Veja abaixo formas de avaliar os perfis que a empresa procura através de talentos para construir equipes de tecnologia excelentes:

1. Saber gerenciar uma situação de crise

Ao ser apresentado com um problema para ser resolvido em grupo, muitas pessoas focam apenas na solução do problema e esquecem de trabalhar em conjunto. Por isso, é importante que o candidato auxilie o seu grupo a conversar, garanta que todos tiveram chances para dar opiniões. Não é preciso ter receio, o problema apresentado não é real, e o time de recursos humanos está avaliando muito mais do que a resolução dele.

2. Falar com segurança e tranquilidade

Durante as entrevistas, um dos problemas mais frequentes é a falta de exercício de comunicação. Em uma empresa, mostrar resultados não é o único objetivo dos funcionários, também é esperado que eles opinem e se comuniquem. Engana-se quem pensa que fazer reclamações ou sugestões para a empresa em que trabalha é algo ruim. Na verdade, isso é muito benéfico para o contratante, pois ele tem uma opinião interna sobre problemas que estão ocorrendo. Porém, é preciso comunicar com clareza e objetividade para garantir que você foi compreendido. 

3. Consigam manter a atenção

Independente do teste que for apresentado, ele sempre exigirá uma competência em comum: a atenção. Ser uma pessoa observadora é uma das maiores qualidades em um profissional, pois significa que ele consegue visualizar desafios por várias óticas diferentes. Além disso, pessoas observadoras têm uma outra qualidade importante: a capacidade de manter a calma. Isso porque pessoas que não se abalam com o nervosismo tendem a não perder o foco daquilo que estão observando, e enfrentam os desafios facilmente.

O que é ROI de recrutamento?

ROI, ou Return Over Investment diz respeito a uma fórmula utilizada para calcular quanto um investimento é vantajoso para a companhia. Quando o RH utiliza o método de ROI, ele está avaliando se uma contratação será benéfica ou não para a rede. Dentro deste cálculo são inseridos os seguintes itens:

  • Chances e gastos com demissões;
  • A produtividade deste profissional;
  • O plano de carreira deste profissional;
  • O alinhamento do candidato com as ideias da empresa.

Essa é uma fórmula simples: lucro- custo / custo.

O ROI é uma ótima forma de manter a imparcialidade durante o recrutamento e garantir que a vaga seja ocupada pelo melhor candidato.

Como ter sucesso com uma estratégia de indicadores?

Os indicadores de performance, representam uma forma de controlar e quantificar os resultados de um recrutamento ou seleção. 

O que acontece é que o time de RH avalia o desempenho e supervisiona a atividade de cada funcionário em relação às necessidades da organização. Com a observação dos talentos dos colaboradores, a empresa consegue direcionar as demandas para os profissionais mais competentes e que provavelmente terão melhores resultados.

Uma das principais formas de fazer uso deste método é conhecer os pontos fortes da rede.. Com essa informação, o RH deve adequar o pessoal de acordo com os resultados dos seguintes indicadores:

  • Quantidade de currículos recebidos: mais currículos = maior probabilidade de encontrar o candidato ideal;
  • Tempo gasto para preencher uma vaga: o tempo total gasto no preenchimento das vagas / número de vagas abertas;
  • Rotatividade do quadro de funcionários:o total gasto dividido pelo número de renovações realizadas no período analisado;
  • Taxa de turnover: o número de profissionais recém-admitidos que saíram da organização dividido pelo número de contratados.

Esses resultados demonstram a necessidade de adaptação de funcionários para outros cargos ou áreas de atuação. Desse modo, em situações de corte de pessoal, a empresa consegue definir quais profissionais são prioridade e devem continuar no quadro de funcionários. Isso vale também para a contratação de novas pessoas, pois a rede contrata apenas aqueles candidatos avaliados como excelentes quanto às necessidades da companhia. 

O que é funil de recrutamento?

O funil de contratações é o conjunto de todas as etapas que envolvem o recrutamento e seleção de um candidato. A função do funil é restringir o público que está interessado em determinada vaga, de modo que permaneçam apenas os melhores profissionais.

Deste modo, o funil de recrutamento é uma técnica prática para recrutar e selecionar funcionários de forma objetiva. Essa técnica é realizada em 5 etapas:

  • Atração de interessados;
  • Conversão de interessados em candidatos;
  • Entrevistas dos profissionais aprovados em triagens anteriores;
  • Oferta da vaga;
  • Contratação.

Quando realizado de modo eficiente,o funil consegue encontrar combinações perfeitas entre vagas de emprego e candidatos.

Conclusão

O recrutamento e a seleção se mostram, portanto, como práticas essenciais para as empresas que desejam ter sucesso no mercado corporativo. Com benefícios tanto para empregadores, quanto para colaboradores, as estratégias discutidas fazem parte de inovações que visam o lucro, sem deixar a humanidade de lado.

As diversas abordagens dessa estratégia de treinamento facilita a contratação e reforça três importantes pilares de uma boa equipe:

  • Contratação certeira e eficiente;
  • Diminuição custos e tempo ocioso de uma vaga;
  • Retenção de talentos valiosos para a corporação.

Além de solucionar crises, o recrutamento e a seleção de pessoas consegue adicionar e desenvolver  talentos valiosíssimos para a carteira de funcionários. De maneira geral, o resultado final do recrutamento e seleção conseguirá apontar um possível colaborador que consiga satisfazer a necessidade da empresa. Por isso, todos os empenhos da companhia em fazer dessa uma o mais precisa possível, devem ser feitos. 

Gostou desse conteúdo e gostaria de ter contato com outros artigos semelhantes? Basta ficar ligado nos próximos conteúdos da Revelo. Desse modo, você não perderá nenhum conteúdo novo sobre o sucesso no mundo corporativo. 

Sobre Revelo

A Revelo é a maior plataforma tech no setor de captação, contratação e gerenciamento de profissionais de carreiras de tecnologia da América Latina.

Possui produtos que atendem empresas nacionais e internacionais por meio de um modelo único de serviço, o maior marketplace de profissionais.

Além disso, a Revelo oferece oportunidades tanto para desenvolvedores de software que estão à procura de seu primeiro emprego quanto talentos seniores que desejam dar o próximo passo na carreira. Onde, uma vez cadastrados, são previamente validados tecnicamente por meio de uma inteligência artificial e ficam disponíveis para as empresas que, graças a filtros simples como habilidades, senioridade, diversidade e afins, podem rapidamente selecionar os melhores profissionais do mercado para iniciar seus processos seletivos. 

Faça uma demosntração clicando aqui.

Related Posts