Recrutamento para startups: 5 erros e 5 dicas

0
Share

Se você está em busca dos talentos certos para crescer, o recrutamento para startups é um processo decisivo. 

Mas já sabemos como funciona: verba limitada, profissionais disputados e pouquíssimo tempo para recrutar e selecionar.

Para superar esses obstáculos, você precisa aplicar a criatividade do seu negócio ao processo seletivo.

Quer saber como agilizar o recrutamento e contratar como uma verdadeira startup?

É só continuar lendo e aplicar nossas dicas ao seu RH. 

Recrutamento para startups: o que muda?

O recrutamento para startups tem suas particularidades, pois estamos falando de uma empresa enxuta, de crescimento rápido e que opera em um cenário incerto.

Para começar, a maioria dessas empresas não tem uma verba muito alta para contratações, tampouco uma área de RH estruturada para conduzir o processo seletivo.

De acordo com o relatório Inside the Recruiting Funnel: Essential Metrics for Startups and SMBs, lançado em 2017 pela Lever, cada contratação nas startups requer, em média: 86 novos candidatos, 15 avaliações, 4,7 entrevistas presenciais e 1,5 ofertas.

O esforço é ainda maior porque essas empresas precisam garantir talentos de alto nível, com visão empreendedora, foco em resultados e capacidade de se adaptar rapidamente. 

Porém, elas estão disputando esses profissionais com empresas muito maiores, que podem oferecer salários elevados, pacotes de benefícios irresistíveis e planos de carreira estruturados.

Logo, encontrar os talentos certos costuma ser desafiador para as startups, principalmente em um cenário de guerra constante pelos melhores profissionais. 

5 erros no recrutamento para startups

Não é fácil conduzir o recrutamento para startups, mas você pode começar evitando os erros mais comuns.

Veja as falhas que podem comprometer seu processo seletivo.

1. Não dar a devida importância ao recrutamento

Um dos principais erros no recrutamento para startups é negligenciar a importância do processo seletivo.

Afinal, quanto mais enxuta for a equipe, mais decisivo será o papel de cada profissional contratado.

Logo, desenvolver um recrutamento e seleção eficiente deve ser prioridade absoluta nas startups.

2. Deixar de recorrer às indicações

Ter um programa de indicações interno é um dos melhores caminhos para recrutar profissionais competentes.

Isso é verdadeiro especialmente nas startups, que têm menos recursos para buscar candidatos e podem se beneficiar das recomendações de sua própria equipe.

Mesmo assim, muitas empresas deixam de utilizar seu poder de recrutamento interno e acabam se focando somente nas fontes externas. 

3. Competir apenas com base no salário

Outro erro comum do recrutamento para startups é competir pelos talentos com base apenas no salário.

É claro que empresas grandes têm condições de oferecer valores mais elevados, e podem vencer a disputa pelos candidatos facilmente nesse aspecto. 

Por isso mesmo, a startup precisa buscar outras formas de se diferenciar e atrair talentos, como a possibilidade de escalar o negócio, flexibilidade e liberdade para tomar decisões. 

4. Recrutar de forma tradicional

Espera-se que uma startup tenha a inovação em seu DNA e acompanhe as últimas tendências em recrutamento, certo?

Na prática, nem sempre isso acontece, pois muitas empresas ainda utilizam métodos tradicionais como a contratação de consultorias ou publicação em sites de vagas genéricos.

5. Não agilizar o processo

Os candidatos ideais para uma startup não costumam ter tempo a perder com processos seletivos longos e cansativos.

Logo, um dos erros mais graves é recrutar de forma burocrática, com formulários extensos para candidatura, excesso de testes e entrevistas pouco objetivas.

Esses detalhes podem afastar os talentos necessários e atrasar ainda mais as contratações. 

5 dicas de recrutamento para startups

Para superar as dificuldades em encontrar talentos, o recrutamento para startups precisa ser adaptado à realidade de empresas inovadoras e de crescimento rápido.

Confira algumas dicas para garantir um processo à altura.

1. Venda um propósito

Para competir com grandes empresas, você precisa oferecer mais do que salários aos seus futuros talentos.

No caso da startup, a melhor estratégia é contar sua história e vender o propósito do negócio, mostrando suas perspectivas de crescimento e geração de valor.

Assim, você tem grandes chances de gerar identificação e conquistar talentos pela sua proposta de valor. 

2.  Invista no employer branding

Outra dica importante para as startups é investir no employer branding para se destacar entre os talentos.

Ao criar uma marca empregadora atrativa, você mostra as vantagens de trabalhar em uma empresa visionária e melhora sua reputação no mercado.

Você pode fazer isso com ações simples como promover seu ambiente de trabalho nas mídias sociais. 

3.  Reforce a flexibilidade

A flexibilidade é a segunda maior tendência do mundo do trabalho em 2019, de acordo com o relatório Global Talent Trends 2019 do LinkedIn.

Ou seja: você pode reforçar o ambiente de trabalho flexível como diferencial para os talentos.

Dessa forma, além de tornar suas vagas mais atrativas, você mira nos candidatos certos — mais versáteis e adaptados às novas relações de trabalho

4. Inove na experiência do candidato

Ninguém espera por um processo seletivo tradicional ao disputar uma vaga em uma startup, concorda?

Por isso, você precisa faz jus à criatividade e criar uma experiência do candidato única, que reflita a inovação da sua empresa.

Experimente, por exemplo, utilizar análise de dados para selecionar candidatos, realizar entrevistas online e aplicar testes digitais.

5. Procure os talentos no lugar certo

Por fim, o recrutamento para startups não combina com meios tradicionais para buscar candidatos, como sites de vagas genéricos e plataformas engessadas.

Afinal, dificilmente você vai encontrar talentos sintonizados com a cultura do empreendedorismo criativo em lugares comuns.

Por isso, vale a pena apostar em uma solução diferenciada como o marketplace de talentos da Revelo, onde talentos de alto potencial estão esperando pela sua proposta.

A plataforma conecta os profissionais mais qualificados às empresas mais inovadoras, garantindo uma combinação perfeita entre requisitos da vaga e competências do candidato. 

E isso é possível graças às tecnologias de inteligência artificial e machine learning aplicadas aos testes, para uma pré-seleção certeira.

Lá, com certeza você vai encontrar talentos de tecnologia e negócios que já fazem parte do universo das startups — prontos para preencher sua vaga.

É a receita para acertar no recrutamento para startups: processo ágil, talentos selecionados e contratação inteligente.

Related Posts