Salários de tecnologia: confira as especialidades mais valorizadas

0
Share

Confira a análise dos salários de tecnologia das contratações realizadas pela Revelo, segmentada por especialidade, anos de experiência, regime de contratação e gênero.

A Revelo realizou um estudo com 27.000 desenvolvedores e desenvolvedoras para fazer uma análise detalhada dos salários das contratações realizadas através da Revelo, segmentada por especialidade, anos de experiência, regime de contratação e gênero.

O estudo constatou que mesmo com os efeitos da pandemia na economia e no mercado de trabalho em 2020, a área de tecnologia segue em alta, com altos salários médios e uma forte demanda para contratação em diversas habilidades e especialidades.

Em relação à desigualdade nesse setor, apesar de as mulheres terem conquistado mais espaço na área de tecnologia, a média salarial dos homens por anos de experiência é maior que a média para mulheres em todos os níveis de senioridade.

Confira a seguir o conteúdo que preparamos para você e descubra quais são as especialidades mais valorizadas na área de tecnologia.

Salários de tecnologia por anos de experiência

Profissionais mais juniores (1-2 anos) e sem experiência (menos de 1 ano) se concentram
majoritariamente nas faixas salariais até R$4000.

Entre R$4001 e R$6000 começamos a ter uma participação mais significativa de profissionais de nível pleno (3 a 6 anos de experiência), a qual se torna mais significativa nas faixas de R$6.001 a R$10.000.

Para os profissionais de nível sênior, a participação se torna extremamente significativa a partir de salários na faixa acima de R$10.001.

Salários de tecnologia por gênero

Existem mais mulheres em faixas salariais menores, ou seja, quanto mais sênior a posição e por consequência o salário, menor a participação feminina.

Uma pesquisa feita pela McKinsey realizada desde 2015, mostra que apesar de as mulheres terem conquistado mais espaço no mercado ao longo dos anos, elas ainda são a minoria, especialmente em cargos mais altos.

Salários de tecnologia

Desigualdade salarial por gênero e anos de experiência

Independente do nível de experiência, mulheres ganham menos do que homens. No gráfico, observa-se a média salarial por gênero e senioridade nas barras, e o valor do erro padrão nos traços.

Salários de tecnologia

O gráfico representa a diferença percentual entre as médias salariais de homens e mulheres. A menor diferença percentual entre as médias salariais é de 3,32% para a faixa de “1-2 anos” de experiência.

Em conclusão, os homens ganham cerca de 18,9% mais que as mulheres, considerando todos os níveis de senioridade.

Salários de tecnologia

Salários por modalidade de contratação: CLT ou PJ

Em contratações para profissionais de tecnologia em faixas salariais mais altas, podemos observar que aparecem mais contratações do tipo PJ. Normalmente, contratações do tipo PJ têm salário líquido mais alto, já que não incluem os benefícios típicos da CLT.

Média salarial de tecnologia por especialidade

As carreiras de DevOps, Engenheiro de Dados e Product Owner possuem as maiores médias salariais, sendo R$ 9.337, R$ 9.568, e R$ 9.743, respectivamente.

As altas médias salariais de Engenheiros de Dados e Product Owner provavelmente acontecem por ter mais profissionais sênior e pleno nessas duas especialidades.

Áreas de Data Scientist e Desenvolvedor Front-end representam as menores médias salariais, com médias de R$ 6.491 e R$6.499. Nesse caso, ambas as especialidades possuem mais profissionais de nível júnior.

Confira no gráfico a média de salários de diversas especialidades:

Salários de tecnologia
* Média

Média salarial por especialidade e gênero

Mulheres

A média salarial geral para profissionais mulheres é de R$ 6.472. As carreiras de DevOps e Product Owner possuem as maiores médias salariais, R$ 9.587, e R$ 10.709, respectivamente, e Engenheiro de Dados a menor, com média de R$3.000.

Homens

A média salarial geral para profissionais de tecnologia homens é de R$ 7.870, o que representa cerca de 20% a mais da média para mulheres.

As especialidades Engenheiro de Dados e DevOps possuem as maiores médias salariais, R$ 9.217, e R$ 9.019, respectivamente, e Data Scientist a menor, com média de R$6.428.

Em conclusão, todas as especialidades, exceto por DevOps e Product Owner, os homens apresentaram médias salariais superiores às mulheres.

Leia também:
Salários da área de tecnologia subiram em média até 30% em 2020

Média salarial por especialidade e modalidade de contrato

Contrato CLT

As especialidades DevOps e Product Owner possuem as maiores médias salariais, sendo, respectivamente, R$8.367 e R$ 9.302. Data Scientist e Desenvolvedor Front-end representam as menores, com médias de R$ 6.033 e R$ 5.677, respectivamente.

Contrato PJ

As carreiras de DevOps e Engenheiro de Dados possuem as maiores médias salariais, R$ 16.708 e R$ 16.638, respectivamente, e Desenvolvedor Mobile e Desenvolvedor Front-end as menores, com médias de R$ 8.730 e R$ 8.061, respectivamente.

Mesmo assim, as contratações em regime PJ apresentaram médias mais altas que as contratações CLT, pois, como dito anteriormente, esse regime apresenta salários líquidos mais altos, normalmente pela ausência de benefícios.

Quer saber mais sobre os salários de tecnologia?

Faça o download na íntegra da análise da Revelo sobre o perfil de 27 mil profissionais de tecnologia e confira todos os dados sobre os salários da área de TI e insights sobre o cenário do mercado brasileiro.

Faça o download grátis aqui

Revelo: sua plataforma de recrutamento online

Cadastre-se na plataforma de recrutamento Revelo, e encontre oportunidades de trabalho na área de tecnologia em diversas especialidades e níveis de carreira.

Além disso, com a opção Revelo Remoto, você poderá participar do processo seletivo de forma totalmente digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato.

Related Posts