Tempo de recrutamento e seleção: descubra como acelerar o processo

0
Share

O tempo de recrutamento e seleção é uma métrica essencial no RH.

Quanto mais demorado o fechamento da vaga, mais caro o processo se torna. 

Não é sempre que a empresa tem recursos internos para cobrir a função que está sendo procurada nesse período.

Alguns profissionais de recursos humanos consideram que um mês é pouco tempo para a contratação de profissionais de alto nível.

Em muitas organizações, é comum que esse processo dure ainda mais.

Um estudo de 2017 da recrutadora americana Jobvite revela que o tempo médio de recrutamento e seleção nos Estados Unidos é de 39 dias

Será que é possível acelerar esse esforço, contratar mais rápido e melhor?

É o que vamos descobrir a seguir.

Tempo de recrutamento e seleção em seis etapas

As etapas e métodos de recrutamento e seleção determinam o tempo para o preenchimento da vaga.

Normalmente, o processo se divide em seis partes:

1. Identificação da demanda

Antes de contratar, você precisa identificar a necessidade de um profissional para a função.

Talvez haja uma lacuna de muito tempo, talvez uma demanda nova, talvez a saída de um funcionário.

De qualquer forma, a primeira etapa do processo de seleção é a constatação de quais ganhos uma contratação trará para a empresa.

2. Composição de candidato ideal

Normalmente o setor de recursos humanos, o head hunter ou o gestor da empresa compõe um perfil básico de quem é o candidato ideal.

Nessa hora, podem ser listadas apenas características de formação ou também competências mais específicas, como habilidades e hard skills.

3. Divulgação da vaga

Depois de constatar a necessidade da contratação e de definir um perfil ideal, é preciso divulgar a vaga para o mercado de alguma forma.

Nessa etapa, o gestor pode contar com indicações de funcionários, redes sociais, sites de recrutamento, plataformas de seleção, entre outros.

4. Filtragem inicial dos candidatos

Nesse ponto, a empresa começa a receber cartas de apresentação, currículos, portfólios e mensagens de pessoas interessadas na vaga.

Muitas delas não têm os traços indicados para o trabalho, e algumas não possuem a formação necessária, e é ai que começa a filtragem.

5. Entrevistas com candidatos

Após os filtros iniciais, a empresa pode chamar os principais candidatos para entrevistas, presenciais, online ou por telefone.

Essa etapa pode acontecer em um encontro, ou se dividir em mais momentos, para garantir que a contratação seja a melhor possível.

6. Contratação

Finalmente, é preciso decidir quem será o contratado. (E descobrir, no fim de todo o processo, se o candidato ainda tem interesse na vaga.)

Erros que podem atrapalhar o tempo de recrutamento e seleção

Como vimos, as etapas da seleção não costumam variar muito, mas existe um aspecto da contratação que faz toda a diferença: o planejamento. 

Sem essa organização, selecionar os melhores candidatos pode demorar mais e apresentar resultados piores.

Então, como planejar adequadamente o recrutamento?

Ignorar demandas da empresa

Você já fez um diagnóstico dos cargos de sua empresa neste mês? Neste semestre? Neste ano?

Quais são as principais demandas que não estão sendo devidamente supridas? Quantos profissionais você costuma perder em um ano? Qual é a sua taxa de retenção de talentos?

Essas perguntas são muito importantes para que você possa ter um quadro bem completo da situação de demandas e funções de sua empresa.

Com ele, fica mais fácil se preparar para contratações e dar início a processos de análise do mercado e de currículos com a antecedência necessária para que uma demissão ou saída de profissional não se torne uma emergência.

Esquecer do relacionamento com candidatos

Depois de um processo de seleção, é importante não abandonar completamente aqueles candidatos que não foram contratados.

Será que alguns deles não podem ser aproveitados para futuras oportunidades em áreas diferentes ou com funções que se encaixem melhor em suas habilidades e competências?

Muitas vezes, o esforço de olhar para o mercado novamente pode ser encurtado se você se concentrar antes nos nomes que já passaram por entrevistas e, por algum motivo, não foram escolhidos naquele momento.

Uma ideia é pinçar alguns desses profissionais para um programa de relacionamento que transmita valores e novidades de sua empresa em mensagens de e-mail marketing, publicações em blogs e posts em redes sociais.

Deixar de lado os estagiários

Muitas empresas não olham para dentro ao contratar, o que pode ser um grande erro. Os programas de estágio servem como um atalho para a seleção em muitos casos.

Se você já conta com o estagiário em sua rotina e em sua operação e se já o treinou para uma ou algumas funções, pode considerá-lo na hora de empregar um profissional.

Essa possibilidade é interessante não apenas para reduzir o tempo de seleção, mas também para encurtar o período de treinamento e de adaptação.

Como reduzir o tempo de recrutamento e seleção

Você já entendeu quais são os principais passos na hora de selecionar um candidato e viu alguns dos principais erros que as empresas cometem.

Agora, que tal entender qual é o melhor caminho para acelerar a contratação?

Existe um sistema que encurta a distância entre os grandes talentos e as empresas mais inovadoras.

A Revelo é uma plataforma online que se preocupa em conectar os melhores candidatos às melhores vagas.

Em vez de levar 39 dias para contratar, você pode cortar esse tempo para apenas 14 dias.

Existem quase 200 mil profissionais cadastrados e com a ajuda de machine learning, a plataforma conecta os talentos de alta performance às vagas disponíveis e então serve de contato para essa aproximação.

Agora você já sabe como encurtar o tempo de recrutamento e seleção da sua empresa, conheça a plataforma da Revelo e traga mais agilidade para o seu processo.

Related Posts