Entrevista Técnica: saiba como contratar desenvolvedores com agilidade

0
Share

Saiba como avaliar o conhecimento técnico dos desenvolvedores em uma entrevista técnica estruturada e contrate o talento ideal para sua empresa. Confira a seguir!

O mercado de trabalho de TI é um dos que mais crescem no Brasil e a perspectiva é que continue em expansão. Com isso, cada vez mais empresas precisam contratar desenvolvedores para promover seu crescimento e a transformação digital.

Entretanto, segundo a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), o mercado de TI apresentará um déficit de 290 mil profissionais em 2024.

Nesse sentido, considerando que as empresas estão disputando a contratação dos desenvolvedores, o processo seletivo deve ser realizado de forma ágil e eficaz.

Para isso, em geral, as empresas e startups utilizam duas formas para avaliar as habilidades técnicas dos candidatos: a Entrevista Técnica ou o Teste Técnico. 

No entanto, por mais que o Teste Técnico traga segurança para compreender a experiência do candidato sobre determinada tecnologia.

A Entrevista Técnica é uma forma de contratar muito mais ágil, pois em cerca de 90 minutos é possível avaliar se o candidato está apto para a vaga. Lembrando que o tempo para cada etapa deve ser flexível de acordo com as necessidades do processo seletivo.

Para te ajudar, explicaremos sobre 8 etapas para uma Entrevista Técnica estruturada e as vantagens dessa metodologia para contratar o desenvolvedor ideal.

Confira a seguir o conteúdo que preparamos para você!

7 vantagens da Entrevista Técnica

Para começar, confira 7 vantagens em realizar uma Entrevista Técnica estruturada em etapas.

  1. Otimização do tempo;
  2. Objetividade na coleta de informações relevantes;
  3. Favorecimento de respostas espontâneas;
  4. Análise da compatibilidade entre o candidato e a cultura organizacional;
  5. Diminuição dos impactos de vieses inconscientes;
  6. Compreender as experiências profissionais anteriores;
  7. Facilidade para testar o candidato em tempo real.

8 Etapas para uma Entrevista Técnica estruturada

1 – Bate-papo de aquecimento (tempo sugerido 10 minutos)

Durante toda a entrevista, lembre-se que você está falando com um candidato em potencial. Desse modo, quanto mais empatia demonstrar, maiores as chances dele se interessar pela vaga.

Por isso, antes de mais nada, é importante disponibilizar cerca de 10 minutos para deixar o candidato mais à vontade para falar sobre si mesmo.

Antes de falar sobre as habilidades técnicas, procure mostrar interesse pelo seu lado humano, pelas aspirações e motivações do profissional.

Para exemplificar, essa conversa pode ser conduzida com três perguntas:

  • Quais foram as motivações para tornar-se desenvolvedor(a)?
  • Quais foram suas experiências mais relevantes nessa área?
  • Por que essas experiências foram importantes para seus objetivos de carreira?

2. Trabalhando em equipe (tempo sugerido 10 minutos)

Em torno de 10 minutos, observe as características de comportamento que evidenciam se o candidato trabalha de forma colaborativa. Confira algumas perguntas:

  • Como funciona sua rotina de trabalho atual?
  • Você mudaria algo na sua rotina de trabalho e por quê?
  • O que você acha sobre programação em par e qual sua experiência?
  • Como seria uma rotina de trabalho ideal para você?

3 – Experiência profissional (tempo sugerido 15 minutos)

Nessa etapa, o objetivo principal é descobrir se o candidato domina as habilidades técnicas requeridas para a vaga.

Para isso, o profissional poderá mencionar duas experiências profissionais onde utilizou as tecnologias em questão. Confira algumas perguntas:

  • Qual era sua função nos projetos que participou?
  • Quais foram as tecnologias que utilizou?
  • Qual foi o maior desafio técnico que você encontrou?
  • Qual foi a sua entrega que gerou mais valor para a empresa?

4. Conhecimento Técnico (tempo sugerido 15 minutos)

Essa etapa é o momento de aprofundar mais sobre o entendimento das habilidades técnicas do candidato.

Para isso, é recomendado separar as hard skills em três categorias, em seguida, pedir ao candidato para explicar sua experiência em cada uma delas.

  • Conhecimento base: quais tecnologias costuma usar em arquitetura, infraestrutura e testes?
  • Back-End: quais linguagens, frameworks e banco de dados prefere usar e por que?
  • Front-End: qual seu domínio das linguagens HTML, CSS e JavaScript?

Leia também:
Contratar desenvolvedores: confira o guia completo

5 – Domínio das habilidades (tempo sugerido 15 minutos)

Nesse momento, você poderá descobrir qual é a proficiência do candidato nas habilidades técnicas citadas na etapa anterior.

Para isso, confira alguns exemplos de perguntas, mas lembre-se de substituir os espaços com XXXX pela linguagem ou framework citados pelo candidato.

  1. Você trabalha com XXXX há quanto tempo? Desde que versão?
  2. Você já participou de alguma migração de versão de XXXX?
  3. Quais funcionalidades do XXXX você mais gosta?
  4. Na sua opinião, quais são os principais problemas do XXXX?
  5. Qual ferramenta você usa para testar aplicações XXXX?
  6. Você está empolgado com alguma novidade do novo XXXX?

6. Solucionando um problema real (tempo sugerido 15 minutos)

Essa etapa é fundamental para o processo, o momento ideal para compreender como o desenvolvedor resolveu uma situação real do trabalho do dia a dia.

Para isso, pense em um problema real da empresa e aplique esse problema no contexto da entrevista técnica. Em seguida, pergunte como o candidato poderia solucioná-lo.

Após apresentar o cenário, tente mostrar algumas possíveis soluções. Em seguida, pergunte como o candidato poderia executar algumas partes dessas soluções, por exemplo:

  • Como você modelaria o banco de dados para uma dessas soluções?
  • Como você quebraria a implementação dessas soluções em tarefas menores?

Para Rafael Timbó, CTO da Revelo, as etapas 4, 5 e 6 são fundamentais para entender o nível de conhecimento das habilidades técnicas dos desenvolvedores.

Na Revelo, a etapa 6 é decisiva para uma boa avaliação no processo seletivo, afinal, a rotina do desenvolvedor é quebrar um problema em partes e buscar soluções.

7 – Sobre a empresa (tempo sugerido 5 minutos)

Após ouvir sobre a experiência do candidato, conte um pouco sobre o que ele pode esperar da vaga e da empresa, caso seja aprovado. Alguns pontos são importantes são:

  • Quais tecnologias, banco de dados e recursos são oferecidos para a execução do trabalho.
  • Quais benefícios, vantagens e infraestrutura o candidato terá à sua disposição.

Com certeza, com essas informações o candidato terá mais segurança para decidir se deseja trabalhar na empresa. Por isso, lembre-se de comentar esses pontos mesmo que brevemente.

8 – Dúvidas do candidato (tempo sugerido 5 minutos)

No final da Entrevista Técnica, procure demonstrar sua disponibilidade para ouvir as dúvidas do candidato. Dessa forma, será possível perceber se o candidato está realmente interessado na vaga.

Por fim, procure responder às dúvidas do candidato de forma clara e objetiva, mas sem muitos detalhes. Afinal, depois de 90 minutos de entrevista, um descanso é merecido para ambas as partes.

Considerações finais sobre a Entrevista Técnica

Para o CTO da Revelo Rafael Timbó, “A grande vantagem da Entrevista Técnica é o engajamento no processo, pois ao contrário do teste técnico, onde o candidato pode realizar o teste de alguma forma que você desconhece. Na Entrevista Técnica, você tem a oportunidade de conversar tecnicamente com a pessoa, dessa forma, poderá reduzir a taxa de abandono de candidatos no processo”. 

“Já no teste técnico feito em casa, o candidato precisará de mais tempo para entregar o teste e você não poderá avaliar as condições reais que a pessoa realizou. Desse modo, poderá perder a agilidade no recrutamento. Os bons desenvolvedores estão participando de mais de um processo seletivo, por isso, é essencial que as empresas realizem um recrutamento ágil e eficiente, finaliza Timbó.

Revelo: sua plataforma de recrutamento tech

Na Revelo, você contrata desenvolvedores de acordo com as habilidades desejadas. Com a opção Revelo Remoto, o processo seletivo pode ser feito 100% online, desde a entrevista até a assinatura do contrato.

Outra opção para realizar o recrutamento de desenvolvedores em tempo recorde é o Revelo Network. Ao contratar este serviço, você contará com a consultoria exclusiva de um recrutador para encontrar os melhores talentos para sua empresa.

Dessa forma, agilizamos o processo de seleção e, em até 10 dias indicamos os candidatos ideais para sua análise e decisão.

Faça seu cadastro e veja uma demonstração da nossa plataforma.

Confira os benefícios que só a Revelo oferece

  • Crie o perfil, selecione os candidatos e faça as entrevistas direto na plataforma;
  • Receba uma seleção apenas de perfis compatíveis com a vaga;
  • Selecione os candidatos por habilidades ou experiências profissionais;
  • Utilize uma plataforma com engajamento efetivo de 9 entre 10 candidatos;
  • Receba suporte especializado para buscar os melhores talentos para sua empresa.

Related Posts