Dicas para manter hábitos saudáveis trabalhando remotamente

0
Share

(Esse conteúdo foi escrito em parceria com a nutricionista Carolina Vaz)

Para prevenir a contaminação e proliferação do Coronavírus, muitas empresas entraram em regime de trabalho remoto, o que tem afetado a rotina de muitas pessoas pessoas. Nessa nova realidade, é preciso se adaptar para manter o foco nas tarefas do dia a dia sem deixar de lado o mais importante: a saúde

Nesse sentido, convidamos a nutricionista Carolina Vaz para conversar sobre como podemos adequar as rotinas de trabalho remoto com a nossa saúde nutricional e aproveitar o momento para adotar hábitos de alimentação saudáveis. Siga a leitura e confira. 

Preciso mudar a alimentação no meu dia a dia?

“Se você já tem uma boa alimentação e tem hábitos saudáveis, não há necessidade de mudar a sua rotina só porque está em casa”, diz Carolina. “Mas caso você não seja essa pessoa, esse pode ser um ótimo momento para começar e mantê-los para quando voltar a rotina normalmente”. 

Dicas para quem quer começar

E para quem quiser adotar novos hábitos alimentares enquanto trabalha remotamente, a nutricionista dá dicas valiosas: 

  • Aproveite que está em casa e cozinhe mais; 
  • Congele preparações que possam ser usadas em outras refeições. Por exemplo: a carne moída pode render outros pratos, como uma torta, panqueca ou molho. Além de ganhar tempo, você mantém boas escolhas; 
  • Se for pedir comida, evite pedir pizza, hambúrguer, frituras e alimentos mais calóricos, em especial durante a semana. Dê preferência para restaurantes que sirvam as chamadas “comida de verdade”, como: arroz, feijão, proteína, verduras e saladas; 
  • O que você tem em casa, é o que você come! Portanto, não armazene doces, refrigerantes e guloseimas. Armazene alimentos saudáveis para não cair na sua própria armadilha; 
  • Durma melhor. Aproveite que não haverá deslocamentos até o local de trabalho para colocar as horas de sono em dia e, de quebra, ajudar a sua imunidade! 

E falando em imunidade…

Existem diversos alimentos que fornecem nutrientes para melhorar a defesa do corpo. De acordo com a Carol, esses são os necessários para reforçar a proteção natural:

  • Alimentos fonte: são fonte de vitamina C, que diminui os danos gerados pelos radicais livres; 

Exemplos: acerola, goiaba, morango, laranja, mamão, couve-flor, espinafre, salsinha, pimentão, repolho e folhas escuras. 

Inclua 3 alimentos fonte na sua alimentação diária e dê um up na sua imunidade!

  • Alimentos ricos em zinco: mineral fundamental para a síntese de células imunológicas e potente antioxidante e anti-inflamatório que dá suporte extra aos efeitos sofridos pelo sistema imune.

Exemplos: carnes, castanhas, semente de abóbora, de girassol, chia, nozes, farelo de aveia e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico).

  • Vegetais verdes escuros: alimentos como brócolis, couve, espinafre, rúcula, agrião são ricos em ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo. 
  • Temperos Naturais: abuse dos temperos naturais, como o alho, cebola, coentro, cúrcuma, gengibre, canela.

Use o alho e a cebola para fazer os refogados. Já a cúrcuma é melhor absorvida se usada junto com a pimenta, então use para polvilhar ovos e frangos. O coentro dá um sabor especial à sua salada, enquanto a canela combina com as frutas! 

  • Própolis: derivado de uma substância que reveste a colméia, promove efeito antisséptico e protetor, que inibe proliferação de microorganismos. Excelente agente imunomodulador, pois promove ativação das células de defesa.

Seja gotas ou cápsulas, o ideal é fazer uso diário em épocas de prevenção. 10-15 gotas de extrato de própolis alcoólico é suficiente*. 

*Atenção especial: crianças e gestantes somente com orientação individualizada.

Quero ter mais energia trabalhando remoto

A gente sabe que trabalhar de casa pode bater um desânimo, afinal, não estamos em contato direto com as pessoas e, na maioria das vezes, ficamos sozinhos. Então, pedimos para a Carolina contar quais alimentos ajudam a melhorar a disposição para manter o foco: 

“O famoso cafézinho continua sendo um grande aliado, mas cuidado com os excessos (até 4 xícaras por dia), guaraná em pó, gengibre, chá preto ou verde e chocolate 70% cacau podem ajudar a conferir mais energia”. 

“E, claro, dormir bem é de extrema importância, além de melhorar a imunidade, também ajuda a manter a energia durante o dia”, complementa. 

Não pule a alimentação 

Pular a alimentação nunca é a melhor solução e para a nutricionista, há dois grandes prejuízos em pular as refeições estando de home-office: “o primeiro, é a facilidade que você terá em buscar alimentos no armário ou geladeira, pelo simples fato de estar em casa.”

“O segundo motivo é que pulando as refeições, você deixará de consumir nutrientes fundamentais para sua saúde”, alerta. 

Então, se você está trabalhando remoto e quer adotar hábitos mais saudáveis, siga essas dicas para manter a saúde em dia e contribuir para a prevenção do contágio do COVID-19.

Não se esqueça de compartilhar com seus colegas de trabalho para que eles também fiquem em dia com a saúde. 

Related Posts