Como fazer um bom perfil no LinkedIn: 13 dicas para se destacar nessa rede profissional

0
Share

Quer aprender como fazer um bom perfil no LinkedIn e abrir portas para oportunidades na carreira?

Essa é a sua dúvida e a de milhares de profissionais que buscam se destacar na rede social de negócios

Atualmente, a maioria dos processos seletivos exige o link do seu LinkedIn, que já vale mais que os tradicionais currículos — e ainda conecta você ao seu mercado.

Então, que tal fazer um perfil impecável no LinkedIn para se destacar da concorrência?

Leia até o fim e decole conosco.

Como fazer um bom perfil no LinkedIn: passo a passo

Depois de aprender como fazer um bom perfil no LinkedIn, você saberá aproveitar o mundo de oportunidades da maior rede social de negócios do planeta.

Mas, para isso, é preciso investir tempo na construção da sua página.

Confira nossas dicas para acelerar o processo.

1. Tenha uma foto profissional

A primeira impressão do seu perfil no LinkedIn é definida pela foto de perfil, que deve transmitir uma imagem profissional, segura e carismática.

De acordo com dados do próprio LinkedIn, publicados no blog em 2017, os usuários com foto recebem 9 vezes mais pedidos de conexão, 21 vezes mais visualizações e 36 vezes mais mensagens.

Mas, para isso, é preciso que a imagem esteja atualizada, tenha seu rosto no centro e se aproxime da sua apresentação profissional do dia a dia — sem superproduções. 

Por isso, vale a pena garantir uma imagem em boa resolução, com fundo neutro e iluminação adequada.

Outra dica é sorrir na foto para deixar seu perfil mais acolhedor, lembrando que sua expressão pode ser decisiva para um recrutador em busca de candidatos

2. Explore as oportunidades do “Título”

A parte “Título” ou headline do LinkedIn não precisa ter, necessariamente, seu cargo e empresa atuais — principalmente se você está em busca de novas oportunidades.

De acordo com o autor e estrategista Bernard Marr, influencer do LinkedIn, o ideal é que seu título tenha no máximo 10 palavras e destaque suas especialidades, além de palavras-chave que ajudem os recrutadores a encontrá-lo.

Assim, ao invés de preencher com um simples “analista de marketing na Empresa X”, é melhor apostar em algo como “Especialista em mídias sociais e performance, apaixonado por marketing digital e inovação”. 

O importante é resumir em uma frase quem você é, o que faz e qual o valor que você fornece, de forma cativante e memorável. 

3. Use o “Sobre” com sabedoria

Depois de ser impactado pela sua foto de perfil e título, o visitante vai seguir diretamente pelo “Sobre” do seu LinkedIn.

Esse pequeno resumo da sua vida profissional deve trazer uma lista das suas conquistas e competências mais importantes, que mostrem às pessoas a sua identidade como profissional.

Você pode seguir esse roteiro básico:

  • Sua paixão
  • Seu histórico profissional
  • Sua posição e empresa atual
  • Um call-to-action claro.

É como o seu próprio pitch de elevador — aquela mini-apresentação capaz de vender uma ideia nos poucos segundos de um encontro no elevador — , que deverá ter mais de 40 palavras e ser escrito em primeira pessoa. 

Se quiser facilitar a leitura, você também pode utilizar listas e bullets. 

Além disso, vale aproveitar a opção de carregar mídias nessa seção, como fotos, documentos, apresentações e vídeos.

4. Utilize seu e-mail corporativo e página da empresa

Para tornar mais profissional o seu perfil do LinkedIn, é interessante que você adicione seu e-mail corporativo, garantindo que toda a comunicação seja direcionada para esse endereço.

Quando for adicionar a página da empresa em que trabalha e das empresas anteriores, verifique se aparece o logotipo para ter certeza de que é um link válido.

Um simples erro de digitação pode levar a uma página desatualizada ou inexistente, prejudicando a apresentação do seu perfil. 

5. Detalhe suas experiências de trabalho

Na hora de descrever suas experiências, procure detalhar suas conquistas, projetos e movimentações dentro da empresa, além das atribuições e responsabilidades de cada cargo.

Aqui, o importante é contar sua história de sucesso profissional de uma forma envolvente e dinâmica, que mostre cada passo da sua trajetória. 

Para deixar o conteúdo ainda mais atrativo, você pode usar os recursos de mídia do LinkedIn, enriquecendo suas experiências com fotos, apresentações e vídeos. 

Vale lembrar que os usuários com cargos atualizados recebem até 5 vezes mais pedidos de conexão, 8 vezes mais visualizações e 10 vezes mais mensagens.

6. Inclua sua formação

A formação acadêmica também é um chamariz importante para muitos recrutadores e diz muito sobre as suas bases.

Prova disso é que os usuários que adicionam uma instituição são 11 vezes mais visualizados do que os que não colocam nenhuma. 

Quando há duas instituições listadas, o salto é ainda maior: 36 vezes mais visualizações de perfil.

Além disso, a tendência é que você receba 17 vezes mais mensagens apenas por informar sua graduação. 

7. Mencione suas experiências voluntárias

O voluntariado garante uma imagem positiva para o seu perfil profissional, além de atrair 6 vezes mais visualizações na rede social. 

Por isso, não deixe de mencionar qualquer atividade voluntária que você tenha exercido, seja um trabalho com ONGs, participação de um coletivo independente ou mesmo ações sociais no seu bairro. 

8. Explore todas as seções 

Uma importante lição para criar um bom perfil no LinkedIn é deixá-lo o mais completo possível, utilizando todas as opções que a plataforma oferece.

No botão “Adicionar seção do perfil”, você terá inúmeras possibilidades:

  • Experiências de trabalho
  • Formações acadêmicas
  • Licenças e certificados
  • Trabalhos voluntários
  • Competências 
  • Publicações que ajudam você a ser encontrado
  • Patentes que mostram suas ideias e especialidades
  • Cursos que você fez para se aprimorar
  • Projetos relevantes que demonstram sua experiência
  • Reconhecimentos e prêmios
  • Notas de provas que merecem destaque
  • Idiomas que você domina
  • Organizações e comunidades com as quais você se envolveu.

Talvez você nem tenha pensado na relevância de alguns aspectos para a sua carreira, não é mesmo?

Por isso, o LinkedIn dá a oportunidade de destacar todos os seus diferenciais

9. Produza conteúdo original

A opção de criar artigos é excelente para produzir conteúdo original no LinkedIn, que pode ser um chamariz para recrutadores.

Mesmo que você não seja um escritor profissional, é importante compartilhar suas visões e agregar conhecimentos sobre sua área de atuação, mostrando que você se mantém ativo e atualizado.

10. Inspire-se com os influenciadores

Os maiores gestores, líderes e especialistas do mundo estão no LinkedIn, e você pode se conectar a eles para ter novas ideias e ficar por dentro das últimas tendências de negócios.

No Brasil, por exemplo, temos grandes influenciadores como Ricardo Amorim, Luiza Trajano, Gilberto Dimenstein, entre outros nomes que você encontra no LinkedIn Top Voices 2018: Influencers Brasil.

Então, comece agora a seguir os profissionais que você admira para entender os critérios de influência na rede.

11. Troque recomendações

Trocar recomendações é uma ótima forma compartilhar apoio e reconhecimento no LinkedIn.

Por isso, toda vez que alguém recomendar você ou suas competências, retribua na mesma medida.

Você também pode solicitar recomendações às pessoas e melhorar ainda mais sua reputação na rede social. 

O ideal é ter, no mínimo, três recomendações de pessoas que já trabalharam com você para aumentar sua credibilidade.

12. Não economize nas competências

Adicionar o máximo de competências possível ao seu perfil do LinkedIn é fundamental, pois esse é um dos principais filtros de busca de recrutadores.

Para você ter uma ideia, os usuários que incluem habilidades são 27 vezes mais encontrados na rede.

O site permite que você adicione até 50 competências e sugere habilidades que podem ser compatíveis com seu perfil.

Nem precisamos dizer que você precisa dominar de fato as competências que adicionar, certo?

13. Interaja com suas conexões

Não adianta ter um ótimo perfil no LinkedIn se você deixá-lo lá de enfeite.

Como em qualquer outra rede social, você precisa interagir constantemente com seus contatos para se manter relevante.

O próprio site já sugere que você parabenize os colegas quando fazem aniversário, mudam de cargo ou conquistam um novo emprego, por exemplo.

Mas, você não precisa esperar pelas dicas do LinkedIn: curta, comente, compartilhe e marque presença no feed da sua rede. 

Quanto mais você aparecer, mais chances terá de ser lembrado nos momentos importantes. 

Não basta fazer um bom perfil no LinkedIn

Agora que você entendeu como fazer um bom perfil no Linkedin, também precisa saber que isso não é o bastante para conseguir sua vaga ideal.

Atualmente, ter uma presença digital forte é apenas o básico, mas você deve ir além se quiser alcançar grandes oportunidades.

No LinkedIn, todos têm acesso às vagas e podem dar a sorte de ser localizados pelos recrutadores. 

Mas já imaginou acessar uma plataforma exclusiva, somente com vagas de alto nível e profissionais pré-selecionados?

Esse lugar existe e somos nós, a Revelo: um marketplace de talentos que conecta os melhores profissionais às empresas mais inovadoras.

Você só precisa criar seu perfil grátis e ser aprovado nos testes para começar a receber convites para entrevistas.

É isso mesmo: são as empresas que vão até você, e você escolhe qual se encaixa no seu perfil.

Gostou da ideia? Então dê um passo além do perfil no LinkedIn e cadastre-se agora mesmo na Revelo.

Related Posts