Imagem da empresa: faça os candidatos correrem atrás de você

0
Share

Projetar a imagem da empresa de forma adequada e assim mostrar aos colaboradores e possíveis candidatos que a sua companhia é um ótimo lugar para trabalhar. Esse é um desafio para empresas que desejam atrair os melhores talentos.

Muitas vezes, não basta oferecer um bom produto ou serviço para o seu consumidor final. A empresa precisa ter um apelo que a diferencie e destaque aos olhos dos candidatos.

Nesse processo, a satisfação de seus clientes e colaboradores é fundamental. Mas dá para ir além: neste post, vamos mostrar como empregar técnicas para levar a imagem da empresa ao topo e, assim, captar a atenção dos talentos que você precisa e atraí-los para suas oportunidades.

Imagem da empresa: como melhorar o Employer Branding

A imagem da empresa depende, de quem a enxerga.  Em tempos de conexão total, a transparência é cada vez maior e essencial. Pois, esconder certas características de seu ambiente de trabalho fica cada vez mais difícil e negativo.

Isso significa que a realidade da sua companhia vai ser refletida para os potenciais funcionários. E, na prática, melhorar essa imagem depende de uma série de fatores:

  • Como os seus funcionários enxergam a empresa?
  • Como aprimorar os pontos fracos apontados por seus colaboradores?
  • Quais valores você deseja transmitir para o seu público?
  • Quais canais você utiliza para se comunicar com sua audiência?

Para acelerar esse processo, vamos dividir os esforços em duas vertentes:

1. Imagem interna da empresa

Como você pode imaginar, esta vertente aqui depende da realidade vivenciada pelos colaboradores. Esta é, na prática, no dia a dia, a sua empresa. É isto que será refletido para quem vê a sua companhia de fora.

Por isso, você precisa garantir que seus funcionários estejam vendo a sua empresa sob a luz correta. Ou seja, será que seus colaboradores compartilham de sua visão? Será que a imagem que você deseja projetar é aquela que já se encontra dentro das paredes (físicas ou virtuais) do seu negócio?

Se você tem profissionais insatisfeitos, vai se tornar cada vez mais difícil convencer o público de fora que a sua empresa é um bom lugar para trabalhar. E se ela não for um bom lugar para trabalhar, você vai precisar de artifícios como oferecer salários muito melhores do que a concorrência, e nem assim terá garantia de que os melhores talentos vão se interessar pelo seu negócio.

Então, primeiro, você deve entender qual é a percepção atual de seus colaboradores sobre o ambiente de trabalho, sobre a estrutura da empresa, sobre as condições internas, salários, plano de cargos e carreira, horários, chefia, etc. Para realizar essa investigação, você pode recorrer a um formulário anônimo, a reuniões de feedback (que avaliem a empresa e o colaborador) e a conversas privadas com seus funcionários, dependendo da dinâmica, da hierarquia, do tipo de companhia e da quantidade de empregados.

Depois, você precisa trabalhar em cada um dos pontos fracos para aprimorar essa imagem interna. E, por fim, pode encarregar um colaborador ou setor para criar ações de endomarketing, que mostrem para o empregado que a empresa se preocupa com ele e que busca oferecer as melhores condições de trabalho.

2. Imagem externa da empresa

Agora que você investiu na sua imagem interna, pode partir para a imagem externa da empresa, isto é, a percepção de fora que as pessoas têm sobre o seu negócio e ambiente de trabalho.

Nessa área, você pode investir em diversas ações. Todas devem se enquadrar dentro de uma proposta de valores que você deseja transmitir para o público e para potenciais colaboradores.

No que sua empresa acredita? Qual é a solução que o seu negócio oferece ao cliente? Como o seu serviço ou produto ajuda a melhorar a vida do seu público?

Responder a essas perguntas é importante para alinhar sua estratégia de marketing e atendimento, que será responsável por transmitir esses valores e a essência de sua empresa ao público em geral, incluindo aí os talentos que você deseja atrair.

Depois de investigar esses tópicos, que tal bolar uma estratégia que compreenda todos os canais em que sua empresa atua? Veja alguns exemplos:

  • Redes sociais: aqui você precisa humanizar sua marca para dialogar com seu público e transmitir seus valores a cada publicação, comentário, interação e like. Tenha cuidado para não usar essa mídia apenas para reproduzir conteúdos de outros veículos, como um blog empresarial, por exemplo. Trata-se de um canal que funciona de forma independente do resto e deve ser tratado com a atenção devida.
  • Blog: nesta plataforma, você tem condições de criar conteúdo relevante sobre o seu produto ou serviço, sobre sua empresa e sobre assuntos relacionados ao seu negócio. Com estratégias de SEO (Search Engine Optimization, ou seja, otimização para motores de busca), você pode obter audiência orgânica e qualificada, sem depender dos algoritmos do Facebook e do Instagram.
  • E-mail: muitas empresas usam esse canal apenas para vender e esquecem de utilizá-lo como uma porta para o relacionamento direto com o cliente. Aquele usuário que costuma abrir seus e-mails oferece acesso irrestrito a sua caixa de entrada e é um lead ou cliente que certamente vai compartilhar a imagem que tem de sua empresa para amigos e conhecidos.

Pilares da imagem da empresa

Agora que você conhece as duas vertentes da imagem da empresa, vamos desbravar alguns de seus pilares de sustentação. Se você tiver atenção a eles, vai ganhar pontos com os candidatos que deseja atrair para suas vagas.

1. Qualidade

A impressão de que seu produto ou serviço tem qualidade superior à concorrência faz diferença na imagem da empresa. Em qualquer situação, as pessoas respeitam mais o que parece ser feito com maior competência e o que entrega soluções mais adequadas para os usuários. Assim, um potencial colaborador vai se sentir mais à vontade sabendo que seu trabalho vai impactar positivamente a vida dos seus clientes.

2. Causas sociais

A identificação com causas sociais e ambientais têm apelo positivo. As pessoas gostam de empresas que parecem se preocupar não apenas com dinheiro, mas também com o ambiente e as pessoas em seu entorno.

3. Tendências

Uma empresa atenta às novidades e tendências é vista com bons olhos pelas novas gerações. Ninguém quer trabalhar no passado. Nesta frente, vale investir em ações criativas que dialoguem com situações culturais da atualidade.

4. Agilidade

Empresas são bem-vistas quando são eficientes e rápidas. A palavra-chave aqui é “burocracia”: você precisa evitá-la a todo custo. Para isso, encontre formas de se relacionar adequadamente com seu público, de resolver dúvidas e problemas rapidamente e de encaminhar processos seletivos que usem ferramentas inovadoras, sem apego a práticas de décadas atrás.

5. Respeito ao funcionário

O colaborador quer trabalhar onde é respeitado, onde sua voz é ouvida e onde sua privacidade é respeitada. Lembre-se disso ao trabalhar em sua imagem interna.

6. Ambiente de trabalho

Além do respeito, o funcionário busca a satisfação no seu ambiente de trabalho. Assim, você precisa criar recompensas, espaços de interação, flexibilidade e regras claras.

Esses são alguns pilares aos quais você precisa ter atenção para melhorar a imagem de sua empresa e atrair os melhores candidatos para suas vagas. Mas não precisa parar por aí: investigue como mostrar a essência do negócio para o seu público e assim você terá condições de contratar melhor e selecionar aqueles talentos que farão a diferença.

Quer saber mais como fazer isso? Fale com a gente!

E você, gostou das dicas para melhorar a imagem da empresa? Compartilhe.
Veja também nosso conteúdo sobre como entrevistar de maneira autêntica.

Related Posts