Carreira internacional: história de sucesso na área de TI

0
Share

Conheça a trajetória do profissional de tecnologia João Batista Ferreiraque conquistou uma oportunidade de trabalho no exterior na plataforma da Revelo. Confira!

A Revelo ampliou sua atuação para o mercado internacional e agora conecta candidatos brasileiros com empresas estrangeiras que estão em busca de profissionais qualificados na América Latina.

A demanda mais alta por profissionais têm ocorrido na área de tecnologia, as oportunidades são para trabalho remoto em empresas norte-americanas e europeias, nas áreas de desenvolvimento, design, produto, marketing e finanças.

Na área de tecnologia, as vagas são para Desenvolvedores back-end, front-end e full-stack, Desenvolvedores de Aplicativos, Engenheiros de Dados e especialistas em Cloud AWS. As linguagens mais demandadas são Ruby, React, Node, Scala e Python.

Ficou interessado em investir na sua carreira internacional?

Conheça a seguir na entrevista a trajetória de João Batista Ferreira, Engenheiro de software na FourSquare. Ele utilizou a plataforma da Revelo para conquistar a tão sonhada oportunidade de trabalho no exterior. Confira a seguir!

1. Conte um pouco sobre a sua formação e experiência de trabalho?

João Batista Ferreira, Engenheiro de software na FourSquare

Fiz magistério no ensino médio e depois faculdade de RH pelo ProUni, mas sempre me dedicava muito mais em estudar informática.

Na época, eu não tinha condições de ter um computador, então usava o laboratório da faculdade. Sempre me dediquei em manter o meu próprio site no ar e tinha esperança de viver de freelancer como web designer.

Hoje em dia, acredito que trabalhar por conta própria como desenvolvedor não seja para mim, ainda mais considerando a qualidade de vida e salários das empresas.

Depois da faculdade tive dois empregos em instituições de ensino, mas era o único desenvolvedor. Não tinha time, e isso era uma angústia, pois eu estudava muito e queria colocar em prática as soft skills e boas práticas de trabalho.

No final de 2007, consegui um emprego em uma empresa de desenvolvimento de software. Cheguei com tudo, ensinando tudo o que eu sabia, como desenvolver SPA, consumir APIs REST, boas práticas em Javascript, padrões modernos. Até hoje, alguns deles me tratam como professor.

Atualmente, além de trabalhar em uma empresa dos EUA, estou dedicando boa parte do meu tempo em um projeto para ajudar profissionais iniciantes em desenvolvimento, com dicas de currículo, indicação de vagas e até com aulas voluntárias.

2. Qual foi sua motivação para buscar trabalho em uma empresa estrangeira através da Revelo?

Eu conheci a Revelo ouvindo podcasts e logo de cara gostei da facilidade de como criar o perfil na plataforma. Antes da pandemia, planejava conseguir um emprego em São Paulo e até me mudar com a família, se fosse necessário.

Além do salário mais alto, planejava em mudar para São Paulo por que queria ter contato com uma cultura organizacional mais madura e moderna.

3. Como foi realizado o processo de recrutamento? Quais foram os desafios para conquistar a vaga?

A Revelo me contatou informando haver muita procura por programadores brasileiros, e que eu estava sendo recrutado através de uma parceria internacional da Revelo.

Em seguida, marquei uma entrevista online que não deu muito certo, o problema nessa primeira entrevista foi a hora e o lugar, pois estava na empresa que trabalhava. Alguns meses depois, fiz outro teste para uma oportunidade na empresa que estou trabalhando agora.

Nessa segunda entrevista, o entrevistador falava com muita clareza, e tinha até uma expressão mais amigável. Eu também me esforcei para falar mais e dar feedback enquanto ele falava, com certeza, me sentia bem mais preparado nessa entrevista.

4. Como foi o processo de contratação para trabalhar em uma empresa estrangeira?

Eu só sentei e esperei, o teste de habilidades foi até divertido. A Revelo me ligou no dia seguinte para me informar sobre a oferta, irrecusável, por sinal!

A assinatura do contrato foi feita online na hora e fui contratado para o cargo de Engenheiro de software na FourSquare, através da parceria da Revelo com a Andela.

Em seguida, fiz o onboarding e alguns treinamentos na empresa parceira da Revelo no exterior, e tive que ficar mais um mês esperando chegar um computador direto de lá, mas já estava sendo pago.

Entretanto, eu já estava com o kit da Revelo em casa para me ajudar a fazer os treinamentos. Em resumo, parece outra vida, como se eu já tivesse me mudado para outro país, sem sair de casa.

5. Como está sendo trabalhar remotamente para uma empresa de fora do país?

É um pouco cansativo aprender uma nova stack e linguagens que nunca trabalhei, mas seria o mesmo processo em uma empresa brasileira.

Sem dúvida, a melhor parte é conhecer outras culturas e ter conversas com pessoas de qualquer lugar do mundo. Por exemplo, ontem descobri que uma colega de trabalho mora em Veneza.

O trabalho remoto tem muitas vantagens, pois estou com a minha família em tempo integral e posso participar mais das atividades escolares dos meus filhos. Além disso, posso escolher o horário que prefiro trabalhar.

A maneira como a empresa conduz as atividades é bem organizada e produtiva. A gestão de tempo não é uma responsabilidade solitária, ao contrário do que imaginava, e a procrastinação não parece um risco.

Além disso, tenho tempo para cultivar minha própria comunidade de desenvolvedores, com dicas de estudos e aulas voluntárias para iniciantes. Às vezes, faço lives no meu canal e também faço em consultorias particulares.

6. Quais as principais vantagens em trabalhar para uma empresa estrangeira?

As empresas estrangeiras têm uma cultura mais madura de Recursos Humanos, dessa forma, valorizam mais a diversidade e a qualidade de vida dos funcionários.

Quando conto aos meus amigos que o CEO da empresa apareceu em uma reunião para orientar os funcionários a terem cuidado com burnout e não esquecerem de separar tempo para aproveitar a família.

Logo, meus amigos não acreditam que seja verdade. Mas, a cultura da empresa realmente é assim no dia a dia.

7. Qual seu conselho para quem deseja investir na carreira internacional?

Essa é bem fácil: ignore a síndrome do impostor, pois é uma mentira que ficamos contando para nós mesmos. As pessoas que conheço, quando estão procurando um novo emprego, geralmente são muito melhores do que pensam.

Por isso, tento sempre conversar com essas pessoas para oferecer consultoria sobre o currículo e perfis sociais. Esse é um assunto recorrente nas nossas conversas e os profissionais precisam ignorar de vez a síndrome do impostor.

Revelo: sua plataforma de recrutamento internacional

Carreira internacional

Ficou interessado em investir na sua carreira internacional e trabalhar em uma empresa estrangeira?

Cadastre-se na plataforma de recrutamento Revelo e encontre as melhores oportunidades de trabalho internacionais sem sair do Brasil.

Além disso, com a opção Revelo Remoto, você poderá participar do processo seletivo de forma totalmente digital, desde a entrevista até a assinatura do contrato.

Como se candidatar para vagas internacionais na Revelo

Basta acessar a plataforma da Revelo ou baixar o aplicativopreencher o cadastro, fazer testes de habilidades e aguardar a validação para que os seus dados fiquem disponíveis. 

Após ser aprovado na plataforma, seu perfil ficará online, o que significa que você já faz parte do banco de talentos da Revelo e, em breve, receberá convites de entrevistas.

Com duração média de 20 dias, o processo seletivo internacional é feito de forma totalmente remota. Além disso, a Revelo cuida de todo o processo burocrático da contratação e, quando necessário, fornece os equipamentos para o trabalho.

Dê o primeiro passo em direção a sua carreira internacional com a ajuda da Revelo!

Related Posts