Onboarding para desenvolvedores: saiba como realizar com sucesso

0
Share

Gostaria de realizar um onboarding para desenvolvedores mais eficiente? Confira as dicas da Revelo e faça essa integração acontecer de forma efetiva na sua empresa!

“Onboarding” é o conjunto de procedimentos usados para receber um novo profissional na empresa. O objetivo principal é integrar e capacitar o novo colaborador em relação ao ambiente, aos colegas de trabalho e aos processos internos da organização. 

Certamente, um processo de onboarding bem estruturado auxilia na integração mais rápida e efetiva do novo colaborador. Refletindo nas entregas e resultados, além de contribuir para que o novo profissional esteja feliz e satisfeito no seu novo trabalho. 

Além disso, essa prática de integração contribui para a retenção de pessoas, diminuindo o turnover na empresa. Afinal, se você quer reter os talentos estratégicos para o seu negócio, é melhor garantir que os novos colaboradores sejam muito bem recebidos.

Segundo uma pesquisa da Digitate com cerca de 1.500 profissionais de RH, aqueles colaboradores que têm uma experiência negativa no onboarding, são duas vezes mais propensos a procurar outro emprego em um futuro próximo.

Sobretudo, nas equipes de TI, o onboarding com os novos desenvolvedores demanda ainda mais cuidados. Pois, este profissional precisa de mais treinamentos técnicos para se integrar na sua nova função. 

Confira a seguir como realizar um onboarding para desenvolvedores mais eficiente, com todos os detalhes técnicos necessários. Por exemplo, apresentação de softwares, ferramentas, credenciais e os principais projetos digitais da empresa.

Confira as dicas da Revelo para realizar o onboarding com desenvolvedores!

1. Apresentações

Em geral, no onboarding existem quatro etapas principais: 1º semana, 1º mês, 2º mês e 3º mês. Por fim, ao final dos 90 dias o período de adaptação é considerado superado.

A primeira semana é de extrema importância, pois é quando o novo colaborador é apresentado a empresa e constrói a sua primeira impressão, além de começar a se ambientar com o lugar e com a equipe. 

Inicialmente, existem inúmeros aspectos com os quais o novo desenvolvedor precisa se familiarizar. Por exemplo, seus colegas, a estrutura dos departamentos, o espaço físico, as ferramentas de trabalho, a cultura da empresa, entre outros. 

Apresente os novos colegas

Para iniciar este processo, apresente o gestor da equipe de TI ao novo colaborador ainda durante a última rodada de entrevistas. Logo no primeiro dia de trabalho, apresente os novos colegas para que o desenvolvedor se sinta acolhido na equipe.

Além das apresentações individuais aos membros da equipe, é interessante a apresentação das diferentes áreas da empresa. Pois, mesmo não sendo diretamente relacionadas à atuação do novo colaborador, ajudará a entender mais sobre a estrutura da empresa.

Se você estiver fazendo uma integração remota, considere fazer uma reunião online com a equipe de TI para apresentar todos os membros. Dessa forma, quando a equipe estiver presente no escritório, o novo colaborador se sentirá mais confortável, pois já foi apresentado aos colegas de trabalho.

Apresente as ferramentas e softwares

Na primeira semana, apresente as ferramentas e os processos que o novo desenvolvedor precisa conhecer para trabalhar.

Durante o processo de onboarding, tente alocar um desenvolvedor mais experiente para auxiliar, treinar e esclarecer as dúvidas do novo membro da equipe. Desta forma, será mais fácil integrar o novo desenvolvedor ao time, além de garantir a transmissão de conhecimento.

Apresente a empresa e os projetos atuais

Ao contratar um novo desenvolvedor, é recomendado apresentar os projetos da empresa e, indicar para qual deles o novo colaborador será designado. 

Certifique-se de fornecer ao novo desenvolvedor as respostas para essas 6 perguntas:

  1. Para qual projeto você está contratando o novo desenvolvedor?
  2. Qual será a função do desenvolvedor no projeto?
  3. Quais serão seus objetivos de curto e longo prazo?
  4. No momento, quais são as tarefas mais importantes no projeto?
  5. Quais problemas críticos o projeto já enfrentou e como foram resolvidos?
  6. Em resumo, quais são os próximos desafios do projeto?

2. Cultura corporativa da empresa

Essa etapa do onboarding é o momento de contar a história da empresa, falar sobre a cultura, missão e clima organizacional. Essa apresentação poderá ser feita pelo time de RH ou também por lideres da empresa.

Além disso, a integração de novos funcionários pode ser otimizada por recursos tecnológicos. Por exemplo, com o uso de plataformas digitais de treinamento ou com a apresentação sobre a cultura da empresa através de vídeos institucionais.

3. Configuração do local de trabalho

Essa é a parte da integração que a maioria das empresas acertam. Ainda assim, é uma boa ideia ter um check-list de verificação para certificar-se de que o novo colaborador receba tudo que precisa para trabalhar.

Confira os principais itens de configuração do local de trabalho:

  1. Acesso ao chat corporativo, se o sistema de bate-papo oferecer suporte a grupos e salas privadas, certifique-se de que o novo funcionário seja adicionado a todos que irá utilizar.
  2. Acesso ao sistema de gerenciamento de projetos, neste caso se certifique de que ele tenha privilégios para editar as tarefas.
  3. Senhas de acesso ao ambiente de teste e às chaves API;
  4. Acesso à documentação, orientações e manuais internos da empresa;
  5. Inclua o novo desenvolvedor nas principais reuniões de equipe para ele se familiarizar;
  6. Acesso aos serviços internos, como DeskHelp, suporte de TI e outras ferramentas úteis.

4. Credenciais para os novos desenvolvedores

Enquanto às três etapas anteriores são mais comuns para todas as contratações, essa etapa é mais específica para novos desenvolvedores. Neste momento, também é importante garantir o acompanhamento de um desenvolvedor mais experiente.

Confira a lista de verificação técnica do onboarding para desenvolvedores:

  1. Código-fonte, de preferência, na forma de acesso ao seu repositório GIT;
  2. Banco de dados e o manual de configuração para ele;
  3. Dependências do seu projeto, incluindo o número da versão de cada um;
  4. Chaves de API e credenciais para as ferramentas usadas no projeto;
  5. Dados de amostra e o manual para sua entrada;
  6. Suítes de teste para garantir que tudo corra bem;
  7. Credenciais de implantação para os servidores de teste e produção;
  8. Notas de desenvolvimento, isso ajudará a aprender sobre as peculiaridades do projeto com a experiência da equipe anterior e evitar os erros que eles cometeram.

Leia também:
Onboarding: passo a passo para a integração de colaboradores

5. Perguntas para melhorar seu processo de onboarding

No processo de onboarding uma boa ideia é improvisar um pouco e demonstrar suas particularidades. Nesse sentido, a empresa poderá criar suas próprias práticas de integração de novos colaboradores, e que se adaptem melhor à sua empresa.

Se você deseja avaliar seu programa de integração atual, considere como irá responder a essas 7 perguntas:

  1. A nossa empresa é considerada acolhedora?
  2. Nossos funcionários têm orgulho de trabalhar aqui?
  3. Podemos compartilhar uma história que o simbolize?
  4. A nossa visão, objetivos e exclusividade são visíveis para os novos funcionários?
  5. Os colaboradores sabem que são importantes para nós?
  6. Nosso programa de integração é interessante?
  7. O feedback sobre o onboarding é considerado?

Neste momento, você precisa ser muito honesto, mesmo que não goste das próprias respostas. Entretanto, cada “não” nesta lista é uma chance de melhorar algum aspecto no onboarding da empresa.

6. Onboarding para desenvolvedores reduz o turnover

Se você deseja aproveitar as habilidades dos novos desenvolvedores com todo seu potencial, e trabalhar sempre com os melhores talentos do mercado. Você precisa realizar um processo de integração bem-sucedido para os novos colaboradores.

Desta forma, você reduzirá a rotatividade na empresa e, poderá contar por mais tempo com os colaboradores contratados.

No entanto, não existe um mesmo processo de integração que funcione em todas as organizações. Ainda assim, esperamos que nossas dicas sobre onboarding para desenvolvedores sejam úteis para sua empresa e equipe de TI.

Revelo: seu marketplace de talentos 

Está procurando por novos desenvolvedores para sua empresa? No marketplace de talentos Revelo você encontra desenvolvedores de acordo com as habilidades e experiências desejadas, de forma ágil e humanizada.

Sem dúvida, ao utilizar nossa plataforma de recrutamento online, sobrará mais tempo para a equipe de RH focar no fit cultural do candidato e, no processo de onboarding do novo colaborador.

Além disso, depois de contratar os talentos ideais para a sua empresa, a integração dos novos colaboradores será muito mais simples e com resultados satisfatórios. Experimente hoje mesmo!

Related Posts