Entrevista online ou por telefone: etapa extra ajuda na seleção

0
Share

A entrevista online ou por telefone facilita e acelera o processo de seleção e recrutamento.

É uma camada extra para o seu filtro de candidatos e funciona como uma etapa anterior ao encontro presencial.

Mas como planejar esse contato para que ele realmente ajude a encontrar os melhores profissionais para a sua vaga?

É o que vamos descobrir neste post.

A seguir, veja em detalhes quais são os benefícios de fazer uma entrevista prévia por telefone ou online e confira dicas para organizar essa etapa da seleção.

Vantagens de fazer entrevista online ou por telefone

Criar essa camada extra de seleção em uma entrevista (online ou por telefone) anterior ao encontro presencial oferece diversos benefícios para o contratante.

Confira alguns deles:

Acelera o processo

A entrevista prévia pode ser agendada com antecedência menor e pode ser realizada em menos tempo, já que não exige deslocamentos nem mobilização de infraestrutura física.

Para a contratante, é um atalho que elimina muitos profissionais que não combinam com a cultura da empresa.

Facilita o contato

Com essa conversa inicial, o candidato de outra região ou cidade pode participar do processo de seleção e ir até a empresa apenas caso seja aprovado nessa etapa.

Permite filtro maior

A inclusão de uma camada extra de seleção facilita ainda mais a filtragem dos melhores candidatos para a vaga.

Com essa etapa, todas as questões objetivas podem ser analisadas, e o cultural fit e as respostas mais subjetivas podem ficar para o encontro presencial.

Prepara o entrevistador

Para o recrutador, essa entrevista online ou por telefone também é importante para prepará-lo para o encontro presencial.

Após essa etapa prévia, é possível detectar e pontuar as principais questões que ainda precisam ser respondidas.

Por isso, a formulação do roteiro para a entrevista definitiva se torna mais fácil.

Como fazer a entrevista online e por telefone

A entrevista anterior ao encontro presencial ainda não é definitiva, mas não deve ser tratada com desleixo ou sem o devido preparo.

Caso você a inclua no processo de seleção, leve essa etapa a sério e a aproveite ao máximo.

Para isso, elencamos algumas dicas a seguir:

Desenhe uma estrutura de seleção

Essa entrevista por telefone ou online deve fazer parte de um processo maior, que precisa ser bem estruturado.

Você deve definir, antes de tudo, quais serão as etapas do recrutamento e como elas ajudarão a encontrar os melhores candidatos.

É possível também estipular um número, em números absolutos ou proporcionais, quantos profissionais serão entrevistados na reunião prévia e no encontro presencial.

Prepare a entrevista

Você precisa elaborar um pré-roteiro como se essa fosse uma entrevista presencial.

Crie uma pequena introdução para se apresentar e para contar brevemente sobre a empresa e sobre a vaga.

Depois, abra um espaço para que o candidato fale rapidamente sobre ele e então passe para as perguntas.

Quais são as suas maiores dúvidas, quais delas não podem ser respondidas com base no currículo e como você poderá extrair o máximo de informações e particularidades do candidato em um curto intervalo de tempo?

Tenha critérios objetivos

Para definir quem irá para a próxima etapa, você precisa contar com critérios objetivos.

O que foi que o candidato disse que o credenciou (ou não) para o encontro presencial?

Quais foram as características que você detectou que o encaminham (ou não) para a próxima etapa?

Se necessário, marque uma segunda conversa antes de tomar sua decisão.

Saiba o que não fazer

Se você não tem familiaridade com esse tipo de entrevista, tome cuidado para não cometer os seguintes erros:

Telefone

  • Não introduzir a conversa: a tendência de uma conversa por telefone é que você queira ir direto ao ponto, mas tome cuidado para não acelerar demais a entrevista. Comece com as apresentações, fale um pouquinho da empresa e da vaga e vá aos poucos introduzindo as questões mais importantes.
  • Não aguardar o devido tempo para a resposta: normalmente, em conversas do dia a dia, os silêncios tendem a ser temidos e substituídos logo pela fala. Nesse tipo de entrevista, porém, você precisa permitir que o entrevistado pense a respeito da pergunta, elabore a resposta e tome o seu devido tempo.
  • Não retomar questões importantes: sem a interpretação visual proporcionada pela entrevista online ou presencial, é fácil haver alguma resposta pela metade, alguma informação faltando ou pergunta que precise ser revista. Portanto, fique tranquilo para voltar a certos assuntos sempre que necessário.

Online

  • Não se preparar para as questões técnicas: muitas entrevistas e reuniões online demoram demais por dificuldades técnicas de ambos os lados da conversa. Por isso, prepare-se adequadamente para resolver a sua parte e, com a devida antecedência, informe ao candidato o software de contato, o horário exato de início, se a chamada será por voz ou vídeo, etc.
  • Não organizar o ambiente: lembre-se de que você representa a empresa e não quer transmitir uma imagem bagunçada e desorganizada para o entrevistado. Caso seja um grande talento que esteja na sua mira, é melhor que ele se interesse pela vaga e não fique assustado com o estado caótico do ambiente em torno do entrevistador.
  • Não estar vestido adequadamente: você é o primeiro ponto de contato do candidato com a empresa e, por isso, deve utilizar o que considera como uma vestimenta adequada. Imagine que, depois, no encontro presencial, é possível que o entrevistado tome como parâmetro a roupa que você vestia para decidir entre a camiseta com caveiras e a camisa formal.

E a sua empresa está pensando em adotar essa entrevista prévia, online ou por telefone, no processo de seleção?

Então faça o seu cadastro na Revelo, uma plataforma online que se preocupa em conectar os melhores candidatos às melhores vagas.

Nela, as empresas reduzem o tempo de recrutamento e seleção de 39 para 14 dias, em média.

Related Posts