6 métricas de employer branding para medir seu magnetismo de talentos

0
Share

As métricas de employer branding são sua principal referência para monitorar a atratividade de talentos.

Afinal, não basta promover a melhor imagem de empregador: é preciso acompanhar os resultados e entender como os candidatos-alvo estão reagindo. 

Será que sua marca empregadora está realmente atraindo talentos e agilizando suas contratações?

Essa é a pergunta-chave que será respondida neste texto, com o auxílio de métricas simples e confiáveis. 

Siga a leitura e faça os cálculos

Para que servem as métricas de employer branding?

As métricas de employer branding servem para medir o desempenho e retorno da gestão da marca empregadora.

Ou seja: são parâmetros que o RH utiliza para entender como anda sua capacidade de atrair talentos e como sua reputação impacta os resultados da área.

Já sabemos que o employer branding é uma poderosa ferramenta para promover a imagem de um empregador e transformar empresas em ímãs de talentos.

De acordo com o relatório The Ultimate List of Employer Brand Statistics, lançado em 2017 pelo LinkedIn, 72% dos recrutadores globais concordam que a marca empregadora tem impacto decisivo nas contratações. 

Mas, como qualquer outra estratégia, precisa ser mensurada e monitorada de perto.

Então, como saber o site de carreiras da empresa está atraindo candidaturas suficientes, ou se as campanhas de employer branding estão aumentando, de fato, a qualidade das contratações?

É aí que entram as métricas, como referências confiáveis e embasadas em dados.

6 métricas de employer branding para manter no seu radar

Para garantir sua atratividade de talentos, você precisa usar as métricas de employer branding certas, que comprovem a eficácia das suas estratégias.

Aqui vai uma lista com 6 indicadores essenciais.

1. Taxa de retenção

Na pesquisa do LinkedIn, a taxa de retenção aparece como a principal métrica utilizada para medir o employer branding, escolhida por 38% dos recrutadores.

Essa métrica revela a capacidade da empresa em reter seus talentos e está diretamente ligada ao índice de turnover (rotatividade).

Para calcular a taxa de retenção, basta escolher um período e aplicar a fórmula:

Colaboradores no fim do período / Colaboradores no início do período x 100

Por exemplo, se você começou o trimestre com 150 colaboradores e terminou com 135, o cálculo seria:

135 / 150 x 100 = 90% de retenção.

Mas, sozinho, esse indicador não diz muito sobre os resultados do employer branding, e precisa ser complementado com informações qualitativas sobre a percepção dos colaboradores — principalmente os que se desligaram.

2. Índice de turnover

O índice de turnover é um dos indicadores mais conhecidos do RH, que mede a rotatividade de funcionários no período — quanto menor, melhor. 

Voltando à pesquisa do LinkedIn, verificamos que os recrutadores relatam uma redução de 28% do turnover como consequência direta do employer branding.

Ou seja: uma marca empregadora bem-sucedida deve refletir na queda da rotatividade, já que contribui com a retenção e satisfação dos colaboradores.

Para calcular o turnover, você deve usar a fórmula:

(Número de admissões + Número de Desligamentos) / 2 / Número total de funcionários x 100

Então, supondo que a empresa contratou 15 pessoas, demitiu 7 e conta com 150 colaboradores, a conta fica assim:

(15 + 7) / 2 / 150 x 100 = 7,3% de turnover

Ao fazer esse cálculo, você tem uma referência importante para trabalhar seu employer branding e buscar a redução dessa porcentagem. 

3. Custo por contratação

O custo por contratação é um indicador que revela a eficiência do processo seletivo, levando em conta quanto se gasta para cada talento adquirido. 

É uma das métricas de employer branding mais importantes, pois mostra como os candidatos estão reagindo à sua reputação como empregador.

Se os custos estão diminuindo, significa que você está gastando menos para atrair candidatos e que o processo seletivo está mais eficiente no geral — ou seja, sua imagem de bom empregador está surtindo efeito.

Para calcular essa métrica, é só usar a fórmula:

Custos totais do processo seletivo / Total de colaboradores contratados

4. Qualidade das contratações

Essa é uma métrica de employer branding por excelência, pois representa o grau de qualidade das contratações.

Cada empresa tem seu método para mensurar essa qualidade, mas um dos mais comuns é medir o valor que os recém-contratados agregam no primeiro ano de trabalho.

Para isso, você pode usar como referência os resultados de avaliação de desempenho, ou mesmo calcular quantos permaneceram após o primeiro ano e seu grau de produtividade.

Se o seu employer branding estiver no caminho certo, você vai observar um aumento na qualidade dos profissionais contratados ano após ano.

5.  Engajamento nas mídias sociais

As métricas de employer branding vão além dos KPIs do RH e também estão presentes na estratégia de mídias sociais

O engajamento, por exemplo, é muito útil para medir o envolvimento dos seus potenciais candidatos com a empresa nas redes sociais.

Para apurar essa métrica, basta utilizar as ferramentas de web analytics das próprias plataformas para analisar as curtidas, compartilhamentos, comentários, novos seguidores, entre outras informações úteis.

Também é importante ficar de olho nas menções em redes como Facebook, Instagram e LinkedIn — e também em sites como o Glassdoor — procurando dados qualitativos para entender o impacto do seu employer branding.

6. Taxa de indicações

Para fechar a lista, a taxa de indicações é um ótimo termômetro para medir a satisfação dos seus colaboradores e avaliar o employer branding.

Estamos falando da porcentagem de profissionais que se candidatam por indicação de amigos e familiares que têm relação com a empresa, ou são diretamente indicados por seus colaboradores.

Se você tiver um volume considerável de indicações nos processos seletivos, significa que a mensagem do employer branding está sendo transmitida no boca a boca — uma das melhores formas de promover sua marca.

Percebeu como existem várias formas de avaliar a performance da sua marca empregadora?

Agora você pode testar o poder da sua imagem com os talentos excepcionais da Revelo, que estão só aguardando seu convite para uma entrevista.

Se você acompanhar suas métricas de employer branding de perto, há grandes chances de conquistar os mais disputados — e melhorar ainda mais a sua reputação.  

Cadastre-se agora mesmo na Revelo.

Related Posts